PREDADOR

PREDADOR

Por Eduardo Guimarães

Salve galera.

Hoje vamos falar de um dos personagens mais legais da ficção no cinema: o Predador. Conhecido por ser o maior caçador da galáxia, este honrado ser já estreou filmes, HQs e jogos de videogames.

predator

O Yautja (verdadeiro nome da raça) chamou atenção em seus filmes por vários motivos: primeiro, por ser um ser honrado (ele não mata mulheres grávidas, pessoas desarmadas, doentes ou crianças) e depois pelo seu arsenal. Ele utiliza um mecanismo de camuflagem capaz de torná-lo invisível, além de um canhão de plasma no ombro, capacidade de ver em vários espectros (calor do corpo, tipos de luz e outros) e outros equipamentos que o tornam o maior caçador do universo. E caso seja derrotado, ele não pensa duas vezes para acionar um dispositivo explosivo, capaz de destruir dentro de um raio de 40 quarteirões. Todos estes detalhes fizeram apenas que ele ganhasse fãs no mundo inteiro.

predator 01A primeira aparição do Yautja no cinema foi em foi em 1987 no filme Predador. Estrelado por Arnold Schwarzenegger e com direção de John McTiernan, esta produção de US$ 15 milhões faturou quase US$ 100 nas bilheterias mundiais.

O filme mostra um comando militar americano liderado pelo Major Alan “Dutch” Schaeffer (Schwarzenegger), que é enviado em missão na América Central, para resgatar um ministro Guatemala. Mas após descobrirem que a missão na verdade era uma farsa montada pela CIA, o pelotão é caçado pelo Predador. Um a um, os membros do grupo são assassinados, sobrando apenas Dutch.

O filme foi sucesso de crítica e bilheteria, tendo ainda concorrido ao Oscar de Melhor Efeitos Especiais em 1988. Mas perdeu para o filme Viagem Insólita, dirigido por Joe Dante e estrelado por Dennis Quaid, Martin Short e Meg Ryan.

A fama do Predador se espalhou rapidamente. Tanto que em 1990 saiu nos cinemas a predator 02sequencia Predador 2. Dirigido por Stephen Hopkins, foi estrelado por Danny Glover, Gary Busey e Bill Paxton. Diferente do primeiro filme, a continuação não teve o mesmo sucesso de bilheteria, arrecadando apenas US$ 58 milhões de dólares.

O detalhe mais importante deste filme foi que nele é que se fala a primeira vez de um possível encontro entre os Yautja e os seres da série Aliens. A partir desta cena, várias histórias surgiram até que em 2004 estreou nos cinemas AVP – Alien vs. Predador.

avpDirigido por Paul W.S. Anderson, o filme faz várias referencias aos dois universos, tanto de Aliens quanto do Predador. E a que mais chama atenção é a empresa Weyland, que no futuro iria virar a Weyland-Yutani, companhia que trabalha a Ten. Ripley, personagem de Sigourney Weaver nos filmes da série Aliens.

No filme, a empresa Weyland localiza uma pirâmide enterrada no meio da Antártida, que parece emitir um sinal de calor. Um grupo de pesquisadores é enviado para lá e descobrem que a pirâmide na verdade é um local de treinamento dos Predadores. E são usados humanos para dar vida a uma série de aliens, para que os Yautjas possam caçar e mostrar que são dignos.

Apesar de ter sido criticado por muitos fãs das duas séries, AVP teve um custo de US$ 60 milhões e arrecadou cerca de US$ 170 milhões nas bilheterias mundiais, o que permitiu que fosse feita uma continuação.

E em 2007 saiu nos cinemas Aliens vs. Predadores 2: Réquiem, filme que foi dirigido pelos irmãosavp-requiem Strause. Mas como tinha uma história muito fraca, desagradando muito os fãs dos personagens, o filme sofreu uma grande leva de criticas, o que comprometeu sua bilheteria e enterrou a ideia de um novo filme envolvendo os personagens.

Novamente a parte mais interessante, e que mais agradou os fãs das duas franquias, é no final, quando é feito uma citação a empresa Weyland-Yutani.

O Predador só iria reaparecer em 2010 no filme Predadores. Dirigido por Nimród Antal, este filme teve produção de Robert Rodriguez e traz no elenco Adrien Brody, Topher Grace, Alice Braga, Laurence Fishburne e Danny Trejo.

predators

O filme mostra um grupo de mercenários sequestrados e enviados a um planeta distante da Terra, onde eles são usados como iscas para serem caçados por uma nova geração de Predadores.

Este filme também faz referencias aos outros filmes dos personagens, principalmente quando a personagem de Alice Braga diz ter lido o relatório do Major Dutch contando sobre seu confronto contra o mesmo tipo de criatura nas selvas da América Central.

Mas o que decepcionou um pouco os fãs é que é apresentada uma nova geração de Predadores e não mais os Yautjas mostrados nos outros filmes. Mesmo assim, o filme teve uma excelente bilheteria, chegando a US$ 128 milhões.

Por enquanto não se fala sobre novos projetos envolvendo o Predador, mas com a bilheteria de Predadores, não é difícil que em breve se veja um novo filme sobre o maior caçador do universo nos cinemas.

@guimaraesedu

Anúncios
200- Volver

200- Volver

Amo Pedro Almodóvar e esse filme  fala de um assassinato para defender a honra. Um dos melhores do brilhante cineasta espanhol.

É um filme que fala da família e de seus conflitos mais íntimos. Penélope Cruz dã show e mostra porque é uma das musas de Pedro. Foi a primeira vez que uma atriz espanhola concorreu ao Oscar.

É o nono filme que Pedro faz com a excelente atriz Carmen Maura.

A canção “Volver”, que dá título ao filme, foi composta por Carlos Gardel e Alfredo La Pera. No filme ela é cantada por Estrella Morente, apesar da impressão dada de que a voz seja de Penélope Cruz;

Meu post é 200 é uma homenagem ao cinema europeu, em particular o espanhol o qual tanto admiro.

Super recomendo!

Sinopse: Raimunda (Penélope Cruz) é uma jovem mãe, trabalhadora e atraente, que tem um marido desempregado e uma filha adolescente. Como a família enfrenta problemas financeiros, Raimunda acumula vários empregos. Sole (Lola Dueñas), sua irmã mais velha, possui um salão de beleza ilegal e vive sozinha desde que o marido a abandonou para fugir com uma de suas clientes. Um dia Sole liga para Raimunda para lhe contar que Paula (Yohana Cobo), tia delas, havia falecido. Raimunda adorava a tia, mas não pode comparecer ao enterro pois pouco antes do telefonema da irmã encontrou o marido morto na cozinha, com uma faca enterrada no peito. A filha de Raimunda confessa que matou o pai, que estava bêbado e queria abusar dela sexualmente. A partir de então Raimunda busca meios de salvar a filha, enquanto que Sole viaja sozinha até uma aldeia para o funeral da tia.

199- Somos tão jovens

199- Somos tão jovens

O filme é perfeito para quem é fã da Legião Urbana. Simplesmente amei.Porque nessa vida, tirando a perda de meu pai e de meu amigo Guido, chorei por três ídolos: Ayrton Senna, Cazuza e Renato Russo.

O mais legal é que a melhor amiga do Renato se chamava Aninha. ele estudou em colégio marista, como eu(coisa que não sabia) e foi professor da Cultura Inglesa.

Relata o início de sua trajetória musical no Aborto Elétrico, mas ficamos mesmo ansiosos pela aparição de Dado Villa-Lobos e de Marcelo Bonfá, o que acontece na reta final do filme.

Como diria meu amigo marista Nélson Junior é puro som dos anos 80, afinal nós somos a geração Coca-Cola. Eu estava chateada e uma amiga me chamou para ir ao cinema.Foi o melhor programa que poderia ter feito. Fiquei como filme na cabeça por bastante tempo.As músicas iniciais estão todas ali e Thiago Mendonça está idêntico ao Renato. Laila Zaid como Aninha também se destaca.

Não sabia que ele tinha composto Ainda é cedo para a sua melhor amiga.

Os pais dele são super queridos!

Super recomendo!

Vá correndo!

Sinopse: Brasília, 1973. Renato (Thiago Mendonça) acabou de se mudar com a família para a cidade, vindo do Rio de Janeiro. Na época ele sofria de uma doença óssea rara, a epifisiólise, que o deixou numa cadeira de rodas após passar por uma cirurgia. Obrigado a permanecer em casa, aos poucos ele passou a se interessar por música. Fã do punk rock, Renato começa a se envolver com o cenário musical de Brasília após melhorar dos problemas de saúde. É quando ajuda a fundar a banda Aborto Elétrico e, posteriormente, a Legião Urbana.

Top 5 Filmes sobre Casamento

Top 5 Filmes sobre Casamento

Por Eduardo Guimarães

Salve galera.

Sei que Maio está acabando, mas não dava para fugir deste assunto. Este é o mês das noivas e nada melhor do que um Top 5 Filmes sobre Casamento.

5 – Noiva em Fuganoivaemfugaposter01

Esta produção de 1999 fez muito barulho no lançamento por reeditar as estrelas de Pretty Woman: Julia Roberts e Richard Gere.

No filme, o jornalista Ike Graham (Gere) publica uma história sobre Maggie Carpenter (Roberts) que já fugiu de três casamentos na hora da cerimônia. Mas ele acaba demitido e por isso resolve ir atrás dela para descobrir a verdade.

Comédia bem água com açúcar, mas com bons momentos.

BW_B_Eng1sht (Page 1)4 – Noivas em Guerra

O destaque desta produção de 2009 fica por conta de Kate Hudson e Anne Hathaway. As duas estão excelentes em seus papeis e acabam dando um show.

Liv (Hudson) e Emma (Hathaway) são duas amigas que acabam entrando em guerra para poderem se casar no disputado salão do Hotel Plaza.

Nada mais divertido do que ver duas mulheres (lindas) em pé de guerra. Quem não viu ainda não sabe o que está perdendo.

3 – O Pai da Noiva07

Qualquer comédia com Steve Martin merece ao menos uma chance de ser assistida. E não é diferente com este filme de 1991.

Sei que Martin acabou fazendo alguns filmes ruins no final da década de 90 e nos anos 2000. Mas este aqui está certamente no Top 10 do ator.

Estrelado por Martin, Diane Keaton e Martin Short, este filme conta a história de um pai ciumento que resolve montar o casamento da filha. Sensacional.

casamento-grego-poster022 – Casamento Grego

Esta comédia de 2002 está entre as 100 maiores bilheterias da história do cinema além de também estar na lista dos filmes mais lucrativos: custou apenas US$ 5 milhões e arrecadou cerca de US$ 370 milhões pelas bilheterias do mundo.

A história gira em torno de Toula Portokalos (Nia Vardalos), uma filha de gregos que se apaixona por Ian Miller (John Corbett), um americano protestante. E apesar de todos os protestos da família, ela consegue se casar.

Filme simples e imperdível.

o-casamento-do-meu-melhor-amigo1 – O Casamento do Meu Melhor Amigo

Talvez a melhor comédia romântica de Julia Roberts, este filme de 1997 ainda tem em seu elenco Cameron Diaz e Rupert Everett.

O roteiro mostra a jornalista Jules Potter (Roberts) tentando evitar que Michael O’Neal (Dermot Mulroney) se case com Kimmy Wallace (Diaz). E para ajuda-la, ela conta com George Downes (Everett), seu editor em Nova York.

Além de uma história muito divertida, fica o destaque para a trilha sonora deste filme. Quem não viu não sabe o que está perdendo.

@guimaraesedu