Poltrona Geek #03 – Guerra Mundial Z // World War Z

Poltrona Geek #03 – Guerra Mundial Z // World War Z

8E892FFD7

Olá amigos e amigas do Poltrona,

Estamos aqui novamente dividindo a Poltrona para falar do filme mais falado de 2013 sobre zumbi. Não se preocupe, pois aqui ninguém terá o risco de ser morto ou virar zumbi.

Iremos então falar do filme que tem o gênero que há um tempo vem dominando as telinhas e cada vez mais temos matérias em todas as mídias sobre esse tema.

No final desta coluna estarei colocando dicas para quem quiser se aprofundar nesse tema.

Vamos para o que interessa!!!!

Sinopse

A história gira em torno do funcionário da ONU Gerry Lane (Pitt) que atravessa o mundo numa corrida contra o tempo para impedir uma pandemia que está desafiando exércitos e governos e ameaçando dizimar a humanidade inteira.

Papeando

Muitos olharam com um olhar meio de lado para este filme devido ao fato de ter Brad Pitt como ator principal. Contudo, o diretor Marc Foster (Caçador de Pipas) deu conta de adaptar bem este filme.

O livro em si não tem um personagem principal, mas da forma que foi feito, ficou muito bem, a maneira pela qual  foi tratado essa peste pelo mundo.

O filme traz algumas surpresas sobre os zumbis e que não existem barreiras (literalmente) contra essas pragas. Basicamente, um filme de ação com pitadas de suspense, que nos prende nas suas 1h56m de emoção.

O filme tem início, meio e fim bem definidos e os personagens também.

Quem não assistiu no cinema perdeu a oportunidade, mas em FullHD sempre vale a pena.

Saiu a versão sem cortes que eu ainda não assisti e as críticas falam que fecha ainda mais alguns nós dados.

Até a próxima!!!

Veja também:

The Walking Dead (Seriado, Quadrinhos e jogo)

Zumbilândia (Filme de comédia)

Link

Site Oficial

Link

Spherageek

Guerra-mundial

Anúncios
Poltrona Geek #02 – Oblivion + Depois da Terra + Elysium = Ficção?

Poltrona Geek #02 – Oblivion + Depois da Terra + Elysium = Ficção?

Poltrona 2

Olá, amigos e amigas do Potrona,

Eu sou Thiago Simão e venho dividir a poltrona novamente com vocês para comentarmos sobre alguns dos filmes mais aguardados de ficção para 2013.

Antes de qualquer coisa iremos ler a sinopse e no fim colocarei os trailers para aqueles que ainda não assistiram.

Vamos para o que interessa!!!

Sinopse

Oblivion (12/04/2013)

077. Jack Harper (Tom Cruise) é o responsável pela manutenção de equipamentos de segurança em um planeta Terra irreconhecível, visto que a superfície foi destruída devido a confrontos com uma raça alienígena. O que restou da humanidade vive hoje em uma colônia lunar. Jack irá para este local daqui a duas semanas, já que está perto de terminar seu trabalho na Terra. Só que, um dia, ele encontra uma espaçonave que traz uma mulher dentro. Ao conhecê-la, tudo o que Jack sabe até então é posto em dúvida. É o início de uma jornada onde ele precisará descobrir o que realmente aconteceu no passado.

Depois da Terra (07/06/2013)

Há 1000 anos, um cataclismo tornou a Terra um lugar hostil e forçou os humanos a se abrigarem no planeta Nova Prime, morando em naves espaciais. Depois de uma missão, o general Cypher Raige (Will Smith) retorna à sua família e ao filho de treze anos de idade (Jaden Smith). Mas pouco tempo após seu retorno, uma chuva de asteroides faz com que a nave onde moram caia na Terra. Com o pai correndo risco de morte, o jovem adolescente deverá aprender sozinho a domar este planeta, encontrando água, comida e cuidando de seu pai.

Elysium (20/07/2013)

Em 2159, o mundo é dividido entre dois grupos: o primeiro, riquíssimo, mora na estação espacial Elysium, enquanto o segundo, pobre, vive na Terra, repleta de pessoas e em grande decadência. Por um lado, a secretária do governo Rhodes (Jodie Foster) faz de tudo para preservar o estilo de vida luxuoso de Elysium, por outro, um pobre cidadão da Terra (Matt Damon) tenta um plano ousado para trazer de volta a igualdade entre as pessoas.

Papeando

Em 2012 tivemos a grande surpresa do Cinema Americano que dentre os seus grandes lançamentos, também conhecidos como blockbusters, teriam filmes sobre ficção científica, com atores conhecidos, com um gasto superior total de 400 milhões de dólares e uma ampla divulgação. Assim, recebemos com grandes expectativas seus respectivos trailers, que conseguiu agradar a grande massa.

Então, chegou o primeiro lançamento, o filme Oblivion, que tem como ator principal Tom Cruise e ainda nomes fortes como Morgam Freemam.

A ideia colocada no filme é muito boa e poderia render muito bem e elaborarmos mais filmes dentro desse mundo criado, contudo o filme foi basicamente apoiado no eixo romance / drama / ação tendo a ficção como mera coadjuvante.

Temos cenas boas, contudo não valeu o valor do cinema.

Logo em seguida veio o Depois da Terra//After Earth, com a família Smith, Will e Jaden.

Não tenho muito o que falar, pois o que levou no filme a nossa população a chegar naquela situação e quem nos ataca foi muito mal explicado, sendo o filme literalmente um filme de pai e filho, e o filho toma grande parte do filme. A ficção aqui novamente foi uma mera coadjuvante.

Falaram que os dois atuaram mal. Não achei, contudo é um filme de sessão da tarde.

Por fim, já desanimado assisti ao Elysium, com o Matt Damon e os brasileiros Wagner Moura e Alice Braga.

Para minha surpresa que filme bom, agora sim! Um filme real de ficção e com um forte influência do subgênero cyber punk.

Bem estruturado, boas cenas de ação, atores bem definidos e um problema real com situações secundárias bem desenvolvidas.

Vale muito a pena assistir no cinema, contudo não sei se o 3D é bom.

Por fim, acredito que cada vez mais com a influência Geek/Nerd crescendo no conceito mundial é normal esperarmos cada vez mais chegar as nossas telas filmes desse gênero. Com isso não podemos nos deixar abater, pois dentro da sacola de frutas alguma vai sair boa!

T+

Link

Spherageek

210- Branca de Neve e o Caçador

210- Branca de Neve e o Caçador

O filme gerou muita polêmica depois de sua estreia porque Kirsten Stewart se envolveu com o diretor,casado. Ela se separou de Robert Patinson, mas ele, não.  Robert ficou muito magoado, mas a perdoou e eles reataram seu namoro, graças a Deus.

Vamos ao filme! Pela primeira vez, torci pelo Caçador que salva Branca de Neve da morte pois é seu verdadeiro amor. O príncipe ficou a ver navios.

É um conto de fadas moderno e mais uma vez, a mulher vai à luta , o que prova que temos nosso papel no mundo de lutadoras, guerreiras, pró-ativas. A princesa submissa ficou realmente no passado.

O filme é interessante, vale a pena ver. Na verdade, a história de Branca de Neve não me comove muito. Dessas princesas clássicas, prefiro A Bela Adormecida e o mito da juventude eterna, mas esse pode ser um tema para outro post.

Sinopse: Um rei viúvo caiu de amores por Ravenna (Charlize Theron) sem saber de seus terríveis planos de conquista e acaba morrendo, deixando para ela todo o seu reino. Para piorar a situação, a filha dele foi jogada em uma masmorra e lá ficou até se tornar uma bela jovem. Obcecada pela beleza e pela juventude, a Rainha não se cansa de perguntar ao seu oráculo para saber de existe alguém mais bela do que ela, até o dia em que a resposta não a agradou. Felizmente, Branca de Neve (Kristen Stewart) consegue fugir sem que seu coração seja arrancado e Ravenna se torne poderosa para sempre. Mas a malvada não desiste fácil e além da ajuda do irmão, um fiel escudeiro, ela contrata Eric (Chris Hemsworth), um exímio caçador para trazer sua presa de volta. Só que ele acaba descobrindo que a missão era um grande erro e vai ajudar a jovem em sua cruzada contra o reinado da malévola. Para isso, eles contarão também com o importante apoio dos seres da floresta e dos unidos sete anões mineiros.

Top 5 Filmes sobre o Mercado Financeiro

Top 5 Filmes sobre o Mercado Financeiro

Por Eduardo Guimarães

Salve galera.

Ultimamente todo mundo anda preocupado com o mercado financeiro: é ação do Eike Batista que cai; é Vale que sobe; é gente perdendo e ganhando dinheiro.

Então vamos ao Top 5 Filmes sobre o Mercado Financeiro.

pursuit of happyness5 – A Procura da Felicidade

O filme conta a história de Chris Gardner, que mesmo com uma certa idade, arrumou um estágio em uma corretora de valores, para tentar sustentar o filme.

Ótima atuação de Will Smith, o filme é muito tocante. Vale a pena.

4 – Trocando as BolasTrading Places

Comédia estrelada por Dan Aykroyd e Eddie Murphy no auge da carreira dos comediantes. O roteiro mostra um corretor da bolsa (Aykroyd) que troca de lugar com um mendigo (Murphy).

No final, os dois se juntam para se vingarem contra dois irmãos que fizeram a troca apenas para se divertirem. E nada melhor do que se vingar do que aplicando um golpe da bolsa e quebrando os irmãos.

other people's money3 – Com o Dinheiro dos Outros

Mais uma comédia, desta vez estrelada por Danny DeVito. O roteiro conta a história de um empresário (DeVito) que vive de comprar empresas que estão com problemas financeiros e fecha-las. Mas durante uma negociação, ele acaba se apaixonando pela advogada que está tentando salvar uma empresa.

Comédia excelente, com um DeVito perfeito no papel. Destaque também para as atuações de Penelope Ann Miller e Gregory Peck.

wall street2 – Wall Street

Um dos melhores filmes de Oliver Stone, com um Michael Douglas que fez por merecer o Oscar.

O filme também conta com um Charlie Sheen excelente no papel de novato na bolsa.

Quem não viu, pode ir correndo assistir.

Monsieur Verdoux1 – Monsieur Verdoux

Filme de 1947 estrelado pelo genial Charles Chaplin. Na história, ele é Henri Verdoux, um homem que mata mulheres ricas para roubar seu dinheiro e investir na bolsa. Porém, ele perde tudo com a quebra da bolsa de 1929.

O filme rendeu uma indicação ao Oscar de Melhor Roteiro Original para Chaplin. Esta comédia de humor negro é um dos seus últimos trabalhos e um do seus melhores filmes falados, ao lado de O Grande Ditador.

@guimaraesedu

Domingo na Poltrona/Anna Barros

Domingo na Poltrona/Anna Barros

Está é uma nova coluna que postarei aquilo que eu colocar no Sphera Geek ou o que der mais na telha. Espero que gostem do Domingo na Poltrona.

 

Penei muito antes de escrever a coluna que estabelece a parceia entre o Poltrona de Cinema e o Sphera Geek. Então, decidi escrever sobre os filmes do ator que mais amo na história do cinema:o cinquentão Tom Cruise.

Eu vi quase todos os seus filmes. Há aqueles ótimos, assim como há verdadeiros equívocos.
 
O melhor filme dele para mim é Jerry Maguire, a grande virada. Ele se supera e ainda tem muito de futebol americano, um dos esportes que adoro!A trilha é Bruce Springsteen em seu estado mais puro.
 
Outros filmes soberbos são: Nascido em Quatro de Julho e Magnólia. Nesses dois, ele concorreu ao Oscar de Melhor Ator e de Melhor Ator Coadjuvante. Não levou as estatuetas em nenhuma das duas ocasiões, mas bateu na trave.
 
A franquia Missão Impossível que ele adora fazer, eu vejo apenas porque ele é o protagonista.
 
Entre seus equívocos estão: Guerra dos Mundos, sob a batuta de Spielberg , em que eu vi na noite de Natal e minha família quase me expulsou de casa e Entrevista com Vampiro, em que ele é um Lestat confuso, apesar de ter sido elogiado pela autora Anne Rice.
 
Não me canso de ver dois filmes cruisianos: Top Gun, onde minha paixão por ele começou em 1988, e Vanilla Sky, filme puro papo-cabeça, de intensa reflexão. Eu já quis ser Nicole Kidman, Penélope Cruz e por último Katie Holmes. A primeira e a terceira, esposas. A segunda, namorada. Mas nem dá pra eu chegar aos pés delas,apesar de ele já ter socorrido uma brasileira que atropelou em plena Hollywood.
 
Tom Cruise tem apenas dois defeitos:ser baixinho e ser adepto fervoroso da Cientologia, uma religião pra lá de esquisita que o fez se separar de Katie Holmes.
 
Um filme bastante interessante é Minority Report. Recomendo a todos que vejam Tom Cruise de uma forma totalmente diferente. O filme que ele está mais bonito é O Último Samurai,um filme extremamente denso.
 
Para Tom Cruise, só falta um Oscar e nada mais. Espero que não seja aquele honorário. Seja um por uma atuação sua,magnífica,de verdade. Estarei aguardando ansiosamente!
 
 
 

 

 
Rush

Rush

Por: Gabriel Araújo (@gabriel_araujo1)

Sessão de Matinê: “Rush”21023527_20130730205450537.jpg-r_160_240-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxx

Hoje farei algo inédito na coluna “Sessão de Matinê”: escreverei sobre um filme que ainda não assisti. Um texto às cegas para destacar a estreia mundial de “Rush – No Limite da Emoção”, que acontece nesta sexta-feira (13). Promete ser a melhor produção da história do cinema voltada ao automobilismo e tentarei assisti-la para voltar e comentar se as expectativas foram bem atendidas, enquanto hoje me contento com resenhas de jornalistas que já a viram e trailers espetaculares.

A produção é baseada no Mundial de 1976, onde ocorreu a histórica disputa entre o maluco James Hunt e o pragmático Niki Lauda pelo título, apresentando, em meio a situações mesmo irreais, porque não é a fidelidade total o que busca o não-biográfico filme (registra fatos históricos com dignidade, porém), cenas que prometem extremo realismo e resgate clássico, como o acidente que quase matou Lauda em Nürburgring e as loucuras da vida selvagem de Hunt.

O que mais me impressiona, pelos trailers vistos, é a caracterização dos personagens, a direção, a fotografia. Perfeitas. Ron Howard coordena com maestria a atuação de Chris Hemsworth (James Hunt), que acompanha o estilo playboy do inglês, e principalmente a espetacular mostra de Daniel Brühl (Niki Lauda), que segue com fidelidade extrema o austríaco, algo destacado mesmo por Lauda. As semelhanças faciais, a maquiagem e cada captura de imagem auxiliam fantasticamente a película.

Como disse no início, promete ser, “Rush”, a melhor produção relacionada ao automobilismo da história. Algo que já era necessário, afinal as áureas ao tema na telona eram todas a “Grand Prix”, do longínquo 1966. Irei ao cinema esperando algo excelente e não acredito que Rush irá me desapontar.

Para mais, deixo como recomendação algumas críticas de quem já viu o filme. No “Tazio”, clicando aqui, o texto de Lucas Berredo. Clicando aqui, o comentário de Alessandra Alves no “GPTotal”. E aqui, a edição #41 da sempre excelente revista “WarmUp”, com bastante sobre a rivalidade de 1976 e entrevista com o diretor Ron Howard. Para aumentar a ansiedade.

Sinopse:
Anos 1970. O mundo sexy e glamouroso da Fórmula 1 é mobilizado principalmente pela rivalidade existente entre os pilotos Niki Lauda (Daniel Brühl) e James Hunt (Chris Hemsworth). Eles possuíam características bem distintas: enquanto Lauda era metódico e brilhante, Hunt adotava um estilo mais despojado, típico de um playboy. A disputa entre os dois chegou ao seu auge em 1976, quando ambos correram vários riscos dentro do cockpit para que pudessem se sagrar campeão mundial de Fórmula 1.

Um dos trailers de “Rush”

Poltrona Geek #01 – Círculo de Fogo // Pacific Rim

Poltrona Geek #01 – Círculo de Fogo // Pacific Rim

circulo_de_fogo

Olá, amigos e amigas do Potrona,

Eu sou Thiago Simão e venho dividir a poltrona com vocês para comentarmos sobre alguns filmes e seriados.

Nesse primeiro post, por que não falar de um dos filmes mais badalados do momento: o “Círculo de Fogo/Pacific Rim”. Antes de qualquer coisa, vamos ler a sinopse e assistir o trailer.

Sinopse

Quando várias criaturas monstruosas, conhecidas como Kaiju, começam a emergir do mar, em início uma batalha entre estes seres e os humanos. Para combatê-los, a humanidade desenvolve uma série de robôs gigantescos, os Jaegers, cada um controlado por duas pessoas através de uma conexão neural. Entretanto, mesmo os Jaegers se mostram insuficientes para derrotar os Kaiju. Diante deste cenário, a última esperança é um velho robô, obsoleto, que passa a ser comandado por um antigo piloto (Charlie Hunnam) e uma treinadora (Rinko Kikuchi).

Papeando

É muito bom sair do cinema e se sentir estimulado. Para aqueles que curtiram a TV aberta no período entre o fim da década de 80 e início da década de 90 entenderá.

O Diretor Guillermo del Toro (O Hobbit: Uma Jornada Inesperada) declarou que fez um filme baseado nos tradicionais tokusatsu’s,  que assistiu na sua juventude e com isso trouxe um obra de arte para aqueles que viveram esse momento. O que chama mais atenção é que nós do Brasil, juntamente com o povo do México, poderemos usufruir ao máximo do filme, pois em ambos os países tivemos, ao mesmo tempo, praticamente passando os mesmos programas e filmes.

Muita ação, roteiro bem básico sem muitas divergências, romance, muita morte e principalmente monstros e robôs gigantes. Tudo que um amante dos Changemans, Ultraman, Power Rangers, Jaspion,  Godzila, Neon Genesis Evangelion, entre outros, poderia querer.

No cinema , a energia era tão boa que em algumas cenas tiravam gritos e urros de uma memória querida de nossas infâncias.

Não podemos nos esquecer de falar que a parte da trilha sonora e seus efeitos nos deixam entretidos no filme e em alguns momentos nos fazem sentir o quanto são pesados os monstros e robôs e como deve doer uma pancada bem dada de um monstrão desse.

Um filme bem integrado, animado e com muita familiaridade com o público, uma formula perfeita para dar certo. Somente ressalto que o 3D não é muito eficiente, ainda mais porque o Del Toro deixou claro que não gosta desta tecnologia.

Vale muito a pena de ver, ainda mais no cinema!!!

Links

Site Oficial

Parceria

Blog SpheraGeek

Circulo-de-Fogo-banner-br-01