Japacine: O Teorema de Katherine/Beatriz Yamada

Japacine: O Teorema de Katherine/Beatriz Yamada

Crédito da foto: Reprodução da Internet.
Crédito da foto: Reprodução da Internet.

Konnichiwa !

Hoje continuaremos a saga John Green, pois é o autor favorito dos jovens e seus livros darão ( e já deram) origem a muitos filmes…
O livro que falaremos hoje é : O Teorema Katherine.
História-> O livro conta a história de Colin Singleton , um menino prodígio ,especialista em anagramas, mas que possui um gosto incomum: gostar de namorar Katherines .Sim…Já foram mais de dezenove Katherines , porém todas acabam terminando com ele, então ele decide escrever um teorema prevendo o desfecho de qualquer relacionamento. Colin e seu amigo (Hassan), após terminar o colégio, decidem fazer uma viagem de carro para que Colin tenha inspiração para escrever.
Análise-> O livro apresenta uma característica marcante nos livros de John Green: personagem principal superficial , isolado, que em um belo dia decide mudar suas características.
Os personagens coadjuvantes possibilitam um livro mais engraçado, descontraído , com personagens mais abertos sendo assim Colin acaba passando de principal para coadjuvante.
Filme-> O filme ainda está sem previsão de estreia.
Literacine: O Iluminado/Arita Souza

Literacine: O Iluminado/Arita Souza

Crédito da foto: Reprodução da Internet.
Crédito da foto: Reprodução da Internet.

                     “A lisonja é a graxa das engrenagens do mundo.”

Danny Torrance é um garoto que apresenta elementos paranormais, sendo capaz de ouvir vozes e também de transportar-se no tempo. Ele é o que chamamos de iluminado, em plena atividade com todos os seus sentidos extrassensoriais.

Ao longo da história, nosso protagonista apresenta uma pureza apaixonante e um grande senso de justiça. Apesar de tão novo, ele é uma personagem forte e dotado de uma bondade suprema, mesmo passando por uma infância traumática. Em muitos momentos, tive vontade de entrar de protegê-lo, tamanha a sua doçura e ingenuidade.

Os produtores das duas produções cinematográficas feitas baseadas neste livro, obtiveram muito sucesso, pois conseguiram retratar a verdadeira alma da obra carrega de elementos riquíssimos para composição dos personagens na tela do cinema.

Confeço que tenho predileção pela segunda produção. O ator mirim que incorpora o personagem Danny tem uma docilidade fora do comum que salta aos olhos  do expectador, principalmente nosso lado maternal que nos impulsiona a transpor a tela e salvar um garotinho tão lindo como ele.

Sei que a primeira produção (1980) teve o reforço primoroso de Jack Nicholson no elenco com direção de Stanley Kubrick. Sinceramente não me atrevo a comentar nada sobre sua atuação pois eu não teria gabarito o suficiente para isso, porém o que me irritou muito no filme foi a representação da atriz que faz a mãe de Danny.. Meu Deus! As expressões dela me irritaram muito…rs

Jack Torrance, pai de Danny, sempre teve seu vício no alcoolismo que o cegou totalmente, a ponto agredir o próprio filho devido a coisas simples e insignificantes, pois seu fracasso no mercado literário lhe desencadeou uma série de problemas, fazendo com que ele buscasse um anestésico para sua vida no álcool.

Após muitos conflitos,  ele acredita que está livre de seu vício e segue para o hotel Overlook para trabalhar como zelador. Mas o hotel é totalmente fora do comum, tem em seu histórico ódio, ressentimento e vingança marcado entre suas paredes.

Jack é uma personagem com todas as fraquezas e até virtudes humanas possíveis,  o que nos leva a uma realidade bem retratada de um cotidiano comum e possível. Através de Jack, poderemos enxergar a influência do bem e do mal e acima de tudo, o quanto a força do pensamento pode metaforsear  alguém transformando-o em uma verdadeira marionete.

Torci muito pelo Danny e fiquei muito feliz quando soube da sequência do livro escrito por Stephen King, Doutor Sono.. Estou muito curiosa para descobrir como nosso protagonista deu sequência a sua vida.

O Iluminado é sem sombra de dúvidas, uma das obras-primas de Stephen King, um clássico do terror com a mesma qualidade de Carrie a EstranhaIt A Coisa entre outros tantos títulos do escritor.

SERVIÇO:

Título original: The shining     Gênero: Terror    Páginas: 464

Editora: Suma de Letras