Em ‘Zootopia’, Disney discute machismo e questões sociais e raciais

Em ‘Zootopia’, Disney discute machismo e questões sociais e raciais

Em seu novo sucesso de animação ‘Zootopia – Essa Cidade é o Bicho’, a Disney conseguiu transpor questões das sociedades humanas e seus nichos para o mundo animal, criando o questionamento: podemos ser o que quisermos ou estamos condicionados a um só caminho de acordo com a nossa origem ou situação social?

Unknown
“Estávamos determinados a fazer uma comédia animal, mas ao realizar as pesquisas, descobrimos que tínhamos uma oportunidade de abordar uma questão importante, sob o pretexto de uma certa leveza de tom”, explica Byron Howard (“Rapunzel”, “Volt”), que co-dirigiu com Rich Moore (“Os Simpsons”), o filme.

Para alcançar esse objetivo, é utilizado como instrumento, o antropomorfismo, onde os animais ganham caracteristas, vozes e expressões humanas.

A trama se passa na cidade de Zootopia, uma cidade bem estruturada onde os animais vivem como nós: trabalham, falam ao celular, usam roupas e andam como nós. Apesar de moderna, a cidade tem seus bairros nobres e bairros mais pobre, e todos os animais vivem em harmonia. A historia se desenrola com a coelhinha Judy Hopps, que sonha em fazer parte da corporação policial. Em contrapartida, Judy é tratada como coadjuvante pelo chefe da academia; ym rinoceronte misogino (uma das poucas raças que podem cumprir a função) mesmo se mostrando bem capaz. Para atingir seu objetivo, Judy conta com a ajuda da raposa Nick Wilde em uma investigação perigosa.

Nesta metáfora sobre a sociedade humana, o machismo, a discriminação, o preconceito racial e social são denunciados de forma sutil e cômica, utilizando os estereótipos animais para consolidar a idéia. Os criadores passaram mais de 18 meses estudando o comportamento animal para que tudo fosse baseado na natureza real.

Mônica Iozzi e Rodrigo Lombardi irão dublar na versão em português, a coelho e a raposa, respectivamente. Além disso, Ricardo Boechat esta tendo a oportunidade de fazer a dublagem da onça pintada que é âncora de jornal, Boi Chá.

O filme estreou nesta quinta (17), aqui no Brasil.

Por Lívia Lima

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s