Filme Raça retrata também força feminina

Filme Raça retrata também força feminina

raçaRaça (Race, Canadá/2016), filme que estreia no dia 16 de junho nos cinemas brasileiros, revela a luta de Jesse Owens (Stephan James) para tornar-se uma lenda olímpica em meio ao racismo que imperava durante os Jogos Olímpicos de 1936, em Berlim, Alemanha.  Mas há outro personagem que também lida com questões profissionais e patrióticas: a cineasta Leni Riefenstahl, interpretada por Carice Van Houten (Game of Thrones).

No longa-metragem, dirigido por Stephen Hopkins (A Colheita do Mal), Leni, uma das primeiras mulheres diretoras, não está diretamente ligada ao contexto do atleta, mas impacta diretamente no registro de sua trajetória. A roteirista, Anna Waterhouse, revela, “Leni Riefenstahl convenceu Hitler que filmar os Jogos iria imortalizar o movimento nazista de uma maneira comparável a seu trabalho anterior “Triumph of the Will”.  Assim, juntamente com uma pequena equipe e câmeras, ela passou a fazer parte do evento.

No entanto, para criar um dos maiores documentários de esporte de todos os tempos, batizado de “Olympia”, Riefenstahl precisou enfrentar o conservadorismo e preconceito nazista, principalmente os conflitos sobre as gravações com o ministro de propaganda alemão,  Joseph Goebbels.

A inquestionável criatividade e força da profissional é retratada a partir de sua forma sagaz de lidar com Goebbels e até mesmo com Hitler para atingir seus objetivos. Para a atriz holandesa Carice Van Houten, “o foco de meu trabalho tinha que ser no lado artístico de Leni.  Ela era tão brilhante, muito ambiciosa e com um lindo olho para estética.  Ter acesso ilimitado à Olimpíada era uma oportunidade artística e um desafio que ela não poderia resistir. Mas, nós nunca saberemos exatamente o quanto ela sabia sobre as políticas de Hitler ou quanto ela sabia do que estava acontecendo”.

O desempenho sem precedentes de Jesse Owens nas Olimpíadas tornou a produção do vídeo “Olympia”, uma obra-prima documental de duas partes, já que as imagens de Owens foram inicialmente cortadas do filme, e depois restauradas apenas por insistência de Leni.

O esportista foi o primeiro atleta afro-americano a ganhar quatro medalhas de ouro no atletismo em uma única edição dos Jogos Olímpicos.

 

Crédito da foto: Divulgação

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s