Top 5 Porque Sim

Top 5 Porque Sim

Salve, galera.

Existem certas regras, tanto físicas quanto espirituais, que o cinema não respeita. As coisas simplesmente acontecem e não precisam ser explicadas. E no final do filme, muitas perguntas ficam em aberto. Mesmo assim, o filme continua sendo excelente.

Muitos filmes se valem dessa regra e por isso, vamos fazer hoje um Top 5 Simplesmente Porque Sim.

Apenas um detalhe: os cinco filmes que fazem parte desta lista estão entre os meus preferidos. E nunca deixe de dormir pensando no motivo que as coisas acontecem. Mas admito que todos têm uma pitada de bizarrice neles.

5 – Efeito Borboleta

Efeito Borboleta

Por mais que o conceito do Efeito Borboleta seja real (um evento simples pode gerar consequências enormes, como o bater das asas de uma borboleta podem influenciar o curso natural das coisas, provocando um tufão do outro lado do mundo) e este conceito seja explorado no filme, não é possível entender como isso acontece.

No filme estrelado por Ashton Kutcher e Amy Smart, Evan Treborn (Kutcher) descobre o poder de voltar ao passado e alterá-lo toda vez que lê um diário que mantinha desde criança.

Mas como ele tem esse poder? De onde surgiu esse dom? No filme mostra que ele sofre uma série de apagões e dores de cabeça desde criança e quando ele está na faculdade, ele resolve ler seu antigo diário e descobre a capacidade de voltar no tempo.

Simples assim.

4 – Alta Frequência

Alta Frequencia

Nesta ficção, um policial que vive no ano de 2000, consegue conversar com seu pai através de um rádio de ondas curtas. Mas vale um detalhe: seu pai morreu em 1969.

O filme ainda tenta dar uma explicação sem qualquer sentindo, dizendo que uma tempestade cósmica está criando essa possibilidade, do policial (Jim Caviezel) conversar com o pai (Dennis Quaid) mesmo eles estando em anos diferentes.

3 – Nimitz: De Volta ao Inferno

Nimitz

Viagens no tempo são fontes de inspiração para filmes sem muita lógica. Se você ainda tem duvida, basta ver Donnie Darko.

Mas voltando ao filme: o porta-aviões Nimitz, um dos maiores da Marinha na época, ao passar por um nevoeiro, ele simplesmente vai parar perto do Hawaii um pouco antes do ataque japonês a Pearl Harbor.

A partir deste momento, fica a discussão entre o Capitão Matthew Yelland (Kirk Douglas) e o observador civil Warren Lasky (Martin Sheen) se eles devem ou não interferir no ataque japonês ou não.

Nenhuma palavra é dita do tipo: de onde diabo surgiu esse nevoeiro? E como viemos parar no passado?

2 – Mais Estranho que a Ficção

Mais Estranho que a Ficção

O que você faria se um dia ouvisse uma voz narrando sua vida? E se essa voz dissesse que você vai morrer em breve?

Procuraria um médico? Um exorcista?

Não no caso de Harold Crick (Will Ferrell), que decide procurar um professor de literatura (Dustin Hoffman) para encontrar a escritora (Emma Thompson) que está escrevendo um livro sobre sua vida.

Após descobrir quem ela é, ele simplesmente decide aceitar que vai morrer na quarta-feira.

É sem duvida um dos melhores trabalhos de Ferrell.

1 – Feitiço do Tempo

Feitiço do Tempo

Mais uma história envolvendo viagem no tempo. Ou melhor, ficar preso no tempo. O repórter Phil Connors (Bill Murray) simplesmente fica preso no mesmo dia.

E mesmo se matando milhares de vezes, ele sempre acorda no festival do Dia da Marmota.

Esta aparente maldição somente acaba quando ele se torna uma pessoa boa e consegue conquistar a produtora Rita Hanson (Andie MacDowell).

Apesar da explicação happy ending, não existe motivo para a prisão de Murray.

E mesmo assim, é um excelente filme.

@guimaraesedu

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s