Começa o 73º Festival de Veneza

Começa o 73º Festival de Veneza

Festival de VenezaO Festival de Veneza começa neste dia 31 de agosto, às 19h, com a exibição do filme La la Land e nenhum brasileiro na mostra.  La la land conta com Ryan Gosling e Emma Stone e fala da paixão do pianista de jazz Sebastian e da atriz Mia, que tem como pano de fundo Los Angeles.

Cineastas consagrados como Terrence Malick, Wim Wenders, Emir Kusturica e François Ozon exibirão seus filmes mais recentes a partir desta quarta-feira no Festival de Veneza, na disputa pelo Leão de Ouro.

A 73ª edição da mostra, que terminará em 10 de setembro, vem sendo considerada uma das mais interessantes dos últimos anos.
A mostra oficial terá 20 cineastas, com quatro longas-metragens de diretores latino-americanos, mas nenhum deles do Brasil. No ano passado, o vencedor do Leão de Ouro foi Desde allá, do venezuelano Lorenzo Vigas, cujo longa De longe te observo estreou recentemente no Brasil.

O grande destaque latino é o chileno Pablo Larraín, que exibirá em Veneza o filme Jackie, sobre os quatro dias dramáticos vividos por Jacqueline Kennedy (interpretada por Natalie Portman) após o assassinato de seu marido, o presidente americano John Fitzgerald Kennedy.

Veneza recebe produções de autores refinados, como o segundo filme do estilista Tom Ford sobre uma galerista de arte (Nocturnal animals) até o ambicioso documentário sobre a origem do universo de Terrence Malick, Voyage of time, que resume sua reflexão poética e sobretudo visual sobre a vida iniciada com A árvore da vida (2011).

O alemão Wim Wenders retorna ao Festival de Veneza após vários anos com o documentário The beautiful days of Aranjuez, realizado em 3D, baseado em uma peça de Peter Handke.

COMPETIÇÃO
Confira os longas na disputa pelo Leão de Ouro

. La la land, Damien Chazelle (EUA)
. The bad batch, Ana Lily Amirpour (EUA)
. Une vie, Stephan Brizé (França, Bélgica)
. The light between oceans, Derek Cianfrance (EUA, Austrália, Nova Zelândia)
. El ciudadano ilustre, Mariano Cohn e Gastón Duprat (Argentina, Espanha)
. Spira mirabilis, de Massimo D’Anolfi e Martina Parenti (Itália, Suíça)
. The woman who left, de Lav Diaz (Filipinas)
. La región salvaje, Amat Escalante (México)
. Nocturnal animals, Tom Ford (EUA)
. Piuma, Roan Johnson (Itália)
. Paradise, Andrei Konchalovsky (Rússia, Alemanha)
. Brimstone, Martin Koolhoven (Holanda, Alemanha, Bélgica, França, Reino Unido, Suécia)
. On the milky road, Emir Kusturica (Sérvia, Reino Unido, EUA)
. Jackie, Pablo Larraín (EUA, Chile)
. Voyage of time, Terrence Malick (EUA, Alemanha)
. El Cristo ciego, Christopher Murray (Chile, França)
. Frantz, François Ozon (França)
. Questi giorni, Giuseppe Piccioni (Itália)
. Arrival, Denis Villeneuve (EUA.)
. The beautiful days of Aranjuez, Wim Wenders (França, Alemanha)

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s