44° Festival de Gramado premia vencedores

44° Festival de Gramado premia vencedores

O famoso Festival de Gramado acontece pela quadragésima quarta vez e premia vencedores escolhidos ao longo destes 8 dias de filmes exibidos e debates sobre o assunto.
A premiação aconteceu neste sábado (3), no Palácio dos Festivais. A premiação possui três diferentes categorias: longas-metragens nacionais, longas-metragens estrangeiras e curtas-metragens nacionais.

Leonardo Machado, Marla Martins e Renata Boldrini foram os apresentadores da noite. Entre os longas brasileiros, os grandes vencedores foram “Barata Ribeiro, 716” de Domingos de Oliveira, levando o prêmio de melhor filme, melhor direção e melhor trilha musical, além do prêmio de melhor atriz coadjuvante, destinado à Glauce Guima.
A atriz Andreia Horta, de Elis, levou o prêmio de melhor atriz e Paulo Tiefenthaler levou o de melhor ator, por sua atuação em “O Roubo da Taça”. O “Silêncio do Céu” de Marcos Dutra foi muito bem recebido e levou três prêmios.

img-8718
Vencedores do 44º Festival de Cinema de Gramado (Foto: Cleiton Thiele/Pressphoto)

Quanto aos filmes estrangeiros, “Guarani”, de Luis Zorraquín, foi premiado com os troféus de melhor ator, roteiro e filme, e o chileno “Sin Norte”, de Fernando Lavanderos, com os kikitos de melhor filme, eleito pelo júri da crítica, e direção.

Em relação aos curtas, Bruno Polidoro recebeu o primeiro kikito da noite, por “Horas”, mas “Rosinha”, de Gui Campos, foi o preferido da noite.
Tanto Gui Campos, quanto Paulo Tiefenthaler, por “O Roubo da Taça”, expressaram seu descontentamento com o atual presidente Temer.
A plateia ainda contemplou Gui Campos com um coro exalando a frase “Fora Temer”, como sinal de apoio ao discurso.

Por: Lívia Lima
Confira abaixo a lista completa dos premiados no festival:
Longas-metragens brasileiro: 
Melhor fotografia: Ralph Strelow, por “O Roubo da Taça”
Melhor trilha musical: Domingos de Oliveira, por “Barata Ribeiro, 716”
Melhor direção de arte: Fábio Goldfarb, por “O Roubo da Taça”
Melhor desenho de som: Daniel Turini, Fernando Henna, Armando Torres Jr e Fabian Oliver, por “O Silêncio do Céu”
Melhor montagem: Tiago Feliciano, por “Elis”
Melhor ator coadjuvante: Bruno Kott, por “El Mate”
Melhor atriz coadjuvante: Glauce Guima, por “Barata Ribeiro, 716”
Melhor roteiro: Lucas Silvestre e Caíto Ortiz, por “O Roubo da Taça”
Melhor atriz: Andreia Horta, por “Elis”
Melhor ator: Paulo Tiefenthaler, por “O Roubo da Taça”
Melhor direção: Domingos de Oliveira, por “Barata Ribeiro, 716”
Prêmio especial do júri: “O Silêncio do Céu”, de Marco Dutra
Melhor filme, eleito pelo júri da crítica: “O Silêncio do Céu”, de Marco Dutra
Melhor filme, eleito pelo júri popular: “Elis”, de Hugo Prata
Melhor filme: “Barata Ribeiro, 716”, de Domingos de Oliveira

Curtas-metragens brasileiros:
Melhor fotografia: Bruno Polidoro, por “Horas”
Prêmio especial do júri: Elke Maravilha, por “Super Oldboy, e Maria Alice Vergueiro por “Rosinha”
Melhor trilha musical: Kito Siqueira, por “Super Oldboy” Melhor desenho de som: Jeferson Mandu, por “O Ex-Mágico”
Melhor montagem: André Francioli, por “Memória da Pedra”
Melhor roteiro: Gui Campos, por “Rosinha”
Prêmio Canal Brasil: Gui Campos, por “Rosinha”
Melhor atriz: Luciana Paes, por “Aqueles Cinco Segundos”
Melhor ator: Allan Souza de Lima, por “O Que Teria Acontecido ou Não Naquela Calma e Misteriosa Tarde de Domingo no Jardim Zoológico”
Melhor direção: Felipe Saleme, por “Aqueles Cinco Segundos”
Melhor filme, eleito pelo júri da crítica: “Lúcida”, de Fabio Rodrigo
Melhor filme, eleito pelo júri popular: “Super Oldboy”, de Eliane Coster
Melhor filme: “Rosinha”, de Gui Campos

Longas-metragens estrangeiros:
Melhor fotografia: Andrés Garcés, por “Sin Norte”
Prêmio especial do júri: “Esteros”, de Papu Curotto
Melhor roteiro: Luiz Zorraquín e Simon Franco, por “Guarani”
Melhor atriz: Veronica Perotta, por “Las Toninhas Van al Leste”
Melhor ator: Emilio Barreto, por “Guarani”
Melhor direção: Fernando Lavanderos, por “Sin Norte”
Melhor filme, eleito pelo júri da crítica: “Sin Norte”, de Fernando Lavanderos
Melhor filme, eleito pelo júri popular: “Esteros”, de Papu Curotto
Melhor filme: “Guarani”, de Luis Zorraquín

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s