Festival do Rio- Poltrona Cabine: Pequeno Segredo

Festival do Rio- Poltrona Cabine: Pequeno Segredo

filme-pequeno-segredoEscolhido para representar o Brasil no Oscar 2017 na categoria de melhor filme estrangeiro, “Pequeno Segredo” é uma bela homenagem que o diretor David Schurmann faz à irmã Kat, que enfrentou uma forte doença sem cura, mas viveu intensamente. A história é bonita, comovente e que promete emocionar o público, mas possui alguns problemas.

Duas situações são retratadas e mais à frente vão se juntar. A primeira delas será a do viajante neozelandês Robert, que se apaixona pela paraense Jeanne (Maria Flor) e vai viver com a amada em sua terra natal, mas irá enfrentar um difícil relacionamento com a mãe Bárbara (Fionnula Flanagan), que é contra o filho ter se casado com uma brasileira. A outra retrata a vida do casal Vilfredo (Marcelo Antonny) e Heloísa Schurmann (Julia Lemmertz), casal de Florianópolis que vive num barco e que têm como desafios criar a pequena Kat e manter um segredo pelo máximo de tempo possível e contar à filha no momento certo. Algum tempo depois, após a gravidez de Jeanne, o casal irá se esbarrar com os Sc hurmann e uma forte amizade será construída entre eles.

A primeira metade da trama, com o desenvolvimento das duas histórias, ocorre num ritmo lento, com poucos momentos que consigam tocar o público e uma trilha sonora impactante, trazendo um ar melodramático. Apesar da apatia inicial, a narrativa nos brinda com paisagens bem fotografadas, como as tomadas aéreas que ilustraram o mar e o pôr do sol contemplado por Heloísa e Kat, um dos momentos de maior união entre mãe e filha.

Outros pontos negativos são a pouca exposição de Vilfredo Schurmann e a tentativa de colocar Barbara, a avó paterna de Kat, como a vilã da trama. A figura do pai é importante no núcleo familiar, mas a participação de Marcelo Antonny tem pouco destaque e é meramente figurativa, já a imagem de Barbara, interpretada por Fionulla Flanagan, passa a carregar uma conotação negativa e isso é mais visível quando a avó tenta levar a neta para viver consigo na Nova Zelândia a todo custo e chega a questionar o que é o amor para Heloísa e se esta sabe o que é amar. A discussão entre elas é ríspida, causa desconforto, uma situação desnecessária para o enredo e que poderia ter sido evitada.

Se o roteiro parece não empolgar, pelo menos consegue focar e destacar o amor incondicional entre Kat e seus pais adotivos e a dedicação de Vilfredo e Heloísa para com a filha. Mesmo sem saber da sua real situação, Kat enfrenta alguns dilemas, como a primeira desilusão amorosa e a exclusão vírus por parte das colegas por ser menor que elas e aparentar menos idade.

O trunfo do diretor foi o de não focalizar o drama familiar por conta da doença de Kat, portadora do vírus HIV, mas o de valorizar a relação amorosa e de cumplicidade da família, que fez de tudo pela menina e cuidou dela até o último momento, bem como a delicadeza da mãe e a forma de revelar o segredo por tanto tempo guardado.

Mesmo com os altos e baixos, as atuações dos atores são convincentes, Julia Lemmerts consegue transmitir verdade em cena, Mariana Goulart consegue cativar o público como Kat, mesmo com pouco carisma, Marcelo Antonny tem participação discrete, já Maria Flor e Erroll Shand alternaram entre cenas mais fortes, como o acidente de Jeanne e outras mais mornas, não convencendo o público.

Fora das questões políticas e de problemáticas sociais, “Pequeno Segredo” tem tudo para agradar ao público, tendo em vista que explora bem as questões familiares e em dados momentos carrega uma carga melodraática, o que costuma agradar muitos. Uma produção a ser vista por toda a família, mas que terá muito trabalho para convencer a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de que merece um lugar na cerimônia de premiação do Oscar, a luta será árdua.

Por: Cesar Augusto Mota

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s