Maratona Oscar: Kubo e as Cordas Mágicas/Beatriz Yamada

Maratona Oscar: Kubo e as Cordas Mágicas/Beatriz Yamada

kuboO filme “Kubo e as cordas mágicas” passa-se na Terra do Sol Nascente (Japão) resgatando, assim, as lendas de origem oriental que abordam a relação do homem com o meio, uma reflexão do conceito morte e superação e a tão propalada resiliência em situações complexas.

Kubo é um menino que sofre com problemas físicos como a perda de um olho ainda jovem e uma instabilidade familiar em que a mãe sofre depressão e ainda há  a questão da morte do pai.

Para sustentar sua família Kubo passa a contar histórias nas ruas e, ainda por cima, ele possui cordas dançantes.  Essas cordas mágicas, quando tocadas, transformam folhas de papel em origamis dançantes capazes de transformar-se aos olhos dos espectadores.
Quando contraria as ordens da mãe e permanece na cidade após o pôr do sol, o malvado avô e as perversas tias o procuram para roubar seu outro olho e condená-lo à escuridão (o avô e a tia são figuras sem olhos), fazendo com que deuses e monstros o persigam.
O filme mostra para o público um menino com uma visão infantil, mas tendo que tomar atitudes de adulto, e, mesmo com suas dificuldades físicas e financeiras, ele não perde a determinação que é tanto difundida na cultura japonesa e oriental no geral.
Nota do Editor: Zootopia era o grande favorito até então a vencer o Oscar de Melhor Animação, mas nas última semanas, Kubo e as Cordas Mágicas vem ganhando corpo. Será que pinta uma zebra japonesa? A conferir!
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s