Octavia Spencer divulga filme ‘A Cabana’ no Rio: “Amei poder interpretar o Todo-Poderoso”

Octavia Spencer divulga filme ‘A Cabana’ no Rio: “Amei poder interpretar o Todo-Poderoso”

Octavia Spencer durante coletiva de lançamento de ‘A Cabana’. (Crédito: Anderson Borde / AgNews)
Após brilhar em ‘Estrelas Além do Tempo’, filme pelo qual recebeu indicação ao Oscar de melhor atriz coadjuvante, Octavia Spencer esteve no Brasil para divulgar seu mais novo trabalho. Baseado no best-seller de William P. Young, ‘A Cabana’ estreia em 6 de abril no circuito nacional, que contará com Sam Worthington (Avatar) e a brasileira Alice Braga no elenco.

No filme, Octavia interpreta Deus, ou ‘Papa’, como foi carinhosamente conhecida, e ajuda o personagem de Sam Worthington numa importante jornada espiritual a superar a perda de Missy (Amélie Eve), sua filha mais nova. A atriz recebeu a imprensa na última segunda-feira (27) em um hotel na Zona Sul do Rio de Janeiro, comentou sobre seu trabalho no filme e respondeu a perguntas sobre assuntos ligados à fé e religião.

Octavia revelou como foi a preparação para o personagem e que não seguiu nenhuma referência para interpretar Deus: “Trabalhei com um pastor local e li alguns livros sobre o cristianismo. Mas quando se interpreta Deus, não há exatamente um parâmetro ou um padrão a se seguir. Busquei encarar essa relação de Deus no filme como uma mãe que reencontra seu filho. Converso com Deus todos os dias, essa é a única forma de começar o dia bem. Então começo o dia com oração e meditação. Eu me considero uma serva e uma filha de Deus, mas isso é meio esquizofrênico quando se está interpretando Deus, então tentei separar completamente isso e abordar o papel do ponto de vista de uma mãe acolhendo seu filho”, disse.

Para a atriz, apesar dos males que infestam o mundo, ainda é possível existir harmonia entre as pessoas e acredita em cura espiritual: “Violência e ódio existem desde o início dos tempos, mas se deixarmos de lado nossas diferenças vamos perceber que todos nós queremos as mesmas coisas, que são a felicidade, o bem para os nossos filhos, um mundo melhor. Claro que sempre vão existir aquelas pessoas que querem mais e é por isso que surgem as guerras e toda a maldade que existe no mundo. Mas também acredito que muitas dessas pessoas só fazem o mal por estarem feridas, então se elas conseguirem algum tipo de cura interior através do filme, isso já seria ótimo.”

Orgulho

Octavia Spencer revela que se sentiu orgulhosa em interpretar o Todo-Poderoso e defendeu a forma como foi retratada a Santa Trindade no filme: “Amei poder interpretar o Todo-Poderoso e acredito que Deus fez todos nós à sua semelhança e o fato de o escritor incluir latinos, asiáticos e afro-americanos só reforça essa crença e não enfraquece em nada o cristianismo. Não acho que o filme esteja fazendo uma apologia ou dizendo que Deus é uma mulher negra, mas que Deus está em cada um de nós”, afirmou Octavia.

Questionada se a participação em ‘A Cabana’ mudou sua vida, Octavia frisou: “Gosto de acreditar que sempre fui o mesmo tipo de pessoa, que sempre vivi minha vida seguindo a regra de ouro: trate as pessoas como você gostaria de ser tratada. O que mudou para mim é que, assim como o personagem principal, percebi que também tinha questões dentro de mim com as quais precisava trabalhar e me libertar, e pude crescer espiritualmente e como pessoa”, concluiu.

Por: Cesar Augusto Mota

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s