Poltrona Cabine: Valerian e a Cidade dos Mil Planetas

Poltrona Cabine: Valerian e a Cidade dos Mil Planetas

Quem é fá de ficção científica certamente gosta de aventuras excitantes, com cenários futurísticos, grandes explosões, viagens por mundos imaginários e confrontos épicos com seres alienígenas e temíveis monstros, não é mesmo? Está prestes a ser lançado no Brasil um filme baseado em uma série de quadrinhos, ‘Valérian et Laureline’, de 1967, criado por Pierre Christin e Jean-Claude Mézières . O cineasta francês Luc Besson, de sucessos como ‘O Quinto Elemento’, ‘O Profissional’ e ‘Lucy,’ é o responsável por dar vida à ‘Valerian e a Cidade dos Mil Planetas’, com orçamento mais caro da história do cinema da França, de US$ 200 milhões. Mas será que se trata realmente de uma superprodução e vai render bons resultados?

A história acompanha os agentes espaciais Valerian (Dane Dehaan) e Laureline (Cara Delevingne), enviados pelo Governo dos Territórios Humanos a uma missão secreta na estação espacial Alpha, local que abriga milhões de pessoas de todos os cantos do universo e pouco mais de 8 mil espécies capazes de trocar informações, experiências e tecnologias. O que parecia tranquilo começa a se complicar após uma falha na operação, o que não apenas coloca o Major Valerian e a Sargento Laureline em perigo, como também toda uma raça, e uma séria decisão terá que ser tomada por Valerian, se segue o seu coração ou se cumpre ordens superiores e aniquila de vez toda uma espécie.

Logo de cara já somos agraciados com imagens paradisíacas de um planeta habitado por humanóides que lembram as criaturas de ‘Avatar’. Eles vivem tranquilos, sem apego a bens materiais e com espírito de compaixão e amor ao próximo. Depois vemos terríveis confrontos nesse planeta e gravíssimas consequências, inclusive para seus habitantes, antes de chegarmos à missão na qual foram recrutados Valerian e Laureline.

A montagem é bem articulada, o espectador passa por incríveis experiências imersivas em ambientes virtuais e cenários compostos das mais variadas espécies de criaturas e com grandes efeitos especiais, além da qualidade da maquiagem, que trouxe mais realismo às criaturas. O figurino também é exemplar, com um visual dos protagonistas bem despojado no início, mas depois em possantes uniformes, além da estética dos habitantes do planeta Mül, devastado no início da história. O aspecto estético é de impressionar.

Se a estética do filme é bastante acentuada, não se pode dizer o mesmo do roteiro e da atuação dos atores. Antes de nos inserirmos na trama, há dois prólogos, que demoram a se desenvolver, o ritmo é lento. A história principal também se arrasta, é cansativa, os personagens se mostram bastante engessados e pouco inspirados. Valerian, interpretado por Dane Dehaan, se mostra bastante durão, arrogante, inseguro e abusa nas cenas em que assedia Laureline, você não se empolga, fica entediado. E Laureline não é uma personagem simpática e que faça você se identificar e ficar ao lado dela, Cara Delevingne teve sérios problemas para interpretá-la, falta aperfeiçoamento na expressão facial, não passou sinceridade. A química entre os dois atores é desastrosa, as atuações individuais ainda rendem alguma coisa, mas quando estão juntos em cena, não vingam. Ainda há a participação especial da cantora Rihanna na história, um papel pequeno, mas que ficou de bom tamanho, um maior aprofundamento poderia prejudicá-la, pois não é a área dela.

Um projeto ousado e que demandou um orçamento alto para ser implementado, com algumas semelhanças com outras produções, como ‘Star Wars’ e ‘Avatar’, mas que careceu de novidades. Não é um filme para se desprezar, mas que poderia ter entregue mais ao espectador, houve bastante preocupação com a forma do que com o conteúdo, o que compromete a essência de ‘Valerian e a Cidade dos Mil Planetas’. Um filme médio, bem abaixo do que as produções de Luc Besson podem oferecer, é possível muito mais.

 

 

Por: Cesar Augusto Mota

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s