Poltrona Estreia/ Estreias da Semana

Poltrona Estreia/ Estreias da Semana

2796_capa

 

 A Estrela de Belém: Animação de Timothy Reckart.

Sinopse: Um pequeno, porém bravo, asno chamado Bo, anseia por uma vida melhor. Um dia ele encontra a coragem de se libertar, e junto de seus novos amigos começa uma jornada. Agora eles seguem uma estrela e acabam se tornando heróis acidentais na maior história já contada, o primeiro Natal.

 

2731_capa.jpg

 

Algo de novo: Comédia de Cristina Comencini.

Sinopse: Lúcia e Maria são duas melhores amigas, que se conheceram desde sempre, mas são muito diferentes. Enquanto Lucia cansou dos homens, Maria, não consegue ficar sozinha. Uma noite, o “homem perfeito” aparece na cama de Maria: bonito, sensível, maduro e apaixonado. No entanto, o rapaz vira motivo de traz mal-entendidos e mentiras entre as amigas.

 

2601_capa.jpg

 

Assassinato no expresso do Oriente: Suspense de Kenneth Branagh.

Sinopse: O que começa como um luxuoso passeio de trem pela Europa rapidamente se desdobra em um dos mistérios mais elegantes, tensos e emocionantes já contados. Do romance da autora mais vendida do mundo, Agatha Christie, o longa conta a história de treze estranhos presos em um trem, onde todos são suspeitos. Um homem deve correr contra o tempo para resolver o quebra-cabeça antes que o assassino ataque novamente.

 

2837_capa.jpgCom amor, Van Gogh: Drama, Biografia e Animação de Dorota Kobiela e Hugh Welchman.

Sinopse:  1891. Um ano após o suicídio de Vincent Van Gogh, Armand Roulin encontra uma carta por ele enviada ao irmão Theo, que jamais chegou ao seu destino. Após conversar com o pai, carteiro que era amigo pessoal de Van Gogh, Armand é incentivado a entregar ele mesmo a correspondência. Desta forma, ele parte para a cidade francesa de Arles na esperança de encontrar algum contato com a família do pintor falecido. Lá, inicia uma investigação junto às pessoas que conheceram Van Gogh, no intuito de decifrar se ele realmente se matou.

 

2834_capa.jpg

 

Os parças: Comédia de Halder Gomes.

Sinopse: Fugindo de seus problemas, o locutor de promoções em loja de varejo Tim, que vive encrencado por causa de mulher, e os irmãos trambiqueiros Idi e Tulipa, conhecem Mario, um vigarista que se aproveita da boa-fé alheia para ganhar dinheiro. O golpe atual de Mario é uma falsa empresa de casamentos e toda a confusão que se desenrola a partir daí.

 

012943_POSTERBR_TEASER_JM_JIGSAW

 

Jogos Mortais: Jigsaw – Terror e Suspense – Michael Spierig e Peter Spierig.

Sinopse: Depois de uma série de assassinatos, todas as pistas estão sendo levadas a John Kramer (Tobin Bell), o assassino mais conhecido como Jigsaw. À medida que a investigação avança, os policiais se encontram perseguindo o fantasma de um homem morto há mais de uma década.

https://poltronadecinema.wordpress.com/2017/11/27/poltrona-cabine-jogos-mortais-jogsaw-cesar-augusto-mota/

Por: Vitor Arouca

Liga da Justiça tem nova arte

Liga da Justiça tem nova arte

A Warner Bros. Pictures divulga a segunda das duas artes exclusivas criadas por Ivan Reis, um dos principais quadrinistas do país e que trabalha para a DC Comics desde 2003. A arte (no link abaixo) traz os heróis Batman, Mulher-Maravilha, Aquaman, Ciborgue e Flash em destaque, com a sombra do vilão Lobo da Estepe embaixo e seus parademônios ao fundo.

“Estou muito feliz em ter criado duas artes exclusivas de Liga da Justiça para os brasileiros. Nós somos um povo apaixonado por quadrinhos e esse foi o meu presente para aqueles que estão ansiosos, assim como eu, de assistirem ao filme nos cinemas em novembro”, ressaltou Ivan Reis, artista exclusivo da DC Comics e um dos maiores quadrinistas da atualidade, que produz suas histórias a partir de seu estúdio em São Bernardo do Campo, São Paulo.

As artes são presentes merecidos para os fãs brasileiros que estão lotando as salas de cinema nos filmes da DC Comics nos últimos anos. Com a exibição de Mulher-Maravilha, o país ficou em terceiro lugar no ranking mundial de maior bilheteria, atrás de Estados Unidos e China. E não foi diferente com Esquadrão Suicida e Batman vs Superman: A Origem da Justiça em 2016, quando ocupou o terceiro e o quarto lugar, respectivamente, no ranking mundial. O público brasileiro também mostrou sua força com Liga da Justiça, registrando o maior dia de estreia da história do cinema nacional com R$ 14,04 milhões de bilheteria em apenas um dia. Atualmente, o país ocupa o terceiro lugar no ranking global, novamente atrás de EUA e China.

Link para download da arte – https://we.tl/2sziCjmHik

Sobre o quadrinista Ivan Reis

Com apenas 14 anos, Ivan Reis começou a trabalhar com ilustração para a Bloch Editores, mas aprendeu mesmo a ser profissional na Mauricio de Sousa Produções, quando desenhou a Turma da Mônica. Após uma trajetória de ascensão em outras editoras, entrou definitivamente na DC Comics em 2003, e, desde então, é artista exclusivo da editora. Nesses 14 anos, desenhou praticamente todos os principais personagens e várias das principais sagas da editora. Mesmo trabalhando para a DC, Ivan continua produzindo histórias que serão lidas no mundo todo a partir de seu estúdio em São Bernardo do Campo. Ele é representado pela Chiaroscuro Studios, maior agência de quadrinistas do mundo, com sede no Brasil.

            Sobre o filme

Da Warner Bros. Pictures, chega a primeira aparição da Liga da Justiça nas telonas, em uma aventura de ação, dirigida por Zack Snyder e estrelando como a famosa formação de super-heróis da DC: Ben Affleck como Batman, Henry Cavill como Superman, Gal Gadot como Mulher-Maravilha, Ezra Miller como Flash, Jason Momoa como Aquaman e Ray Fisher como Cyborg.

O filme também traz de volta Amy Adams como Lois Lane, Jeremy Irons como Alfred, Diane Lane como Martha Kent, Connie Nielsen como Hippolyta e Joe Morton como Silas Stone, e também expande o universo DC apresentando J.K. Simmons como Comissário Gordon, Ciarán Hinds como Lobo da Estepe, e Amber Heard como Mera.

O roteiro de Liga da Justiça é de Chris Terrio e Joss Whedon, e a história é de Chris Terrio & Zack Snyder, baseada nos personagens da DC, incluindo Superman, uma criação de Jerry Siegel e Joe Shuster. Os produtores do filme são Charles Roven, Deborah Snyder, Jon Berg e Geoff Johns, com os produtores-executivos Jim Rowe, Ben Affleck, Wesley Coller, Curtis Kanemoto, Daniel S. Kaminsky e Chris Terrio.

A equipe de bastidores inclui o diretor de fotografia Fabian Wagner (Game of Thrones); o designer de produção Patrick Tatopoulos (Batman vs Superman: A Origem da Justiça); o editor David Brenner (Batman vs Superman: A Origem da Justiça); o editor indicado ao Oscar Richard Pearson (Kong: Ilha da Caveira, Voo 93); o editor vencedor do Oscar Martin Walsh (Mulher-Maravilha, Chicago); o designer de figurinos indicado ao Oscar Michael Wilkinson (American Hustle); e o supervisor de efeitos visuais John DJ DesJardin (Batman vs Superman: A Origem da Justiça). A trilha Sonora é do compositor indicado ao Oscar Danny Elfman (Milk, MIB- Homens de Preto).

A Warner Bros. Pictures apresenta Liga da Justiça, uma produção da Atlas Entertainment/Cruel e Unusual, com direção de Zack Snyder. O longa, da Warner Bros. Pictures, uma empresa da Warner Bros. Entertainment, foi lançado em IMAX, Dolby Cinema, 70mm, 3D e 2D em cinemas ao redor do mundo.

Vingadores – Guerra Infinita tem seu trailer lançado

Vingadores – Guerra Infinita tem seu trailer lançado

Saiu o trailer de Os Vingadores – Guerra Infinita.

 

TEXTO OFICIAL:

Em uma jornada cinematográfica sem precedentes que está sendo elaborada há dez anos e abrange todo o Universo Cinematográfico Marvel, “Vingadores: Guerra Infinita”, da Marvel Studios, leva às telas o maior e mais mortal confronto de todos os tempos. Os Vingadores e seus aliados Super Heróis devem se dispor a sacrificar tudo em uma tentativa de derrotar o poderoso Thanos antes que seu ataque de devastação e ruina dê um fim ao universo. Anthony e Joe Russo dirigem o filme, que tem produção Kevin Feige. Louis D’Esposito, Victoria Alonso, Michael Grillo e Stan Lee realizam a produção executiva. O roteiro é de Christopher Markus & Stephen McFeely. “Vingadores: Guerra Infinita” estreia nos cinemas brasileiros em 26 de abril de 2018.

 

Confiram!

O longa tem expectativa de estreia em abril de 2018.

 

Poltrona Cabine: Extraordinário/ Cesar Augusto Mota

Poltrona Cabine: Extraordinário/ Cesar Augusto Mota

Quer um filme que possua uma linda história, excelentes atores e belas mensagens transmitidas? ‘Extraordinário’, dirigido por Stephen Chbosky (‘As Vantagens de ser Invisível’) e baseado no livro homônimo de R.J. Palacio, contém tudo isso e utiliza poucos, porém precisos recursos visuais que sensibilizam a todos e fazem transbordar emoções e causar sentimentos nos espectadores.

Jacob Tremblay (O Quarto de Jack) é Auggie Pullman, um garoto que nasceu com uma doença congênita que provocou deformações em seu rosto, tendo realizado 27 cirurgias estéticas. O menino tem sua rotina alterada e vai pela primeira vez frequentar a escola, contando com o apoio da mãe, Isabel (Julia Roberts), do pai, Nate (Owen Wilson), e da irmã, Via (Izabela Vidovic). Uma jornada que não será nem um pouco fácil para o pequeno Auggie, pois ele enfrentará os olhares curiosos e provocações de seus colegas no novo ambiente.

O roteiro nos traz um tema polêmico, mas necessário de ser debatido na sociedade, a prática do bullying. O protagonista da história não só enfrenta esse mal, como também aborda a forma como enxerga o mundo à sua volta e a maneira que lida com o problema. Com recursos visuais suaves e criativos, como os adereços de um astronauta, além de menções e aparições especiais de personagens da franquia Star Wars, Auggie não só traz um panorama de sua vida, como também emociona e sensibiliza a todos.

O enredo não só apresenta o ponto de vista de Auggie, como também de outros personagens, como Via, a irmã mais velha, da mãe, Isabel, e de Jack Will (Noah Jupe), seu melhor amigo. A primeira conta como o nascimento do irmão mudou sua vida, além da mudança provocada no relacionamento com seus pais, que se transformou drasticamente e passou a ser deixada de lado. Isabel, a mãe, revela o choque que sentiu ao descobrir a doença do filho e apontou as principais mudanças em seu dia a dia, tendo inclusive abandonado sua carreira para dar todo o apoio ao filho. Já Jack Will, em um depoimento sincero, destacou qual foi sua impressão inicial ao conhecer Auggie e como nasceu uma saudável e sincera amizade entre eles. Todas as perspectivas apresentadas são bem conectadas à jornada de Auggie, e o espectador não só é tocado no coração, como também se importa com os intérpretes, que entregam atuações sensíveis, coesas e bastante emotivas.

Por falar em atuações, destaques para Julia Roberts e Jacob Tremblay. Os dois, como mãe e filho, não só demonstram uma química impressionante, como também oferecem diálogos incisivos e que tocam o coração dos espectadores. Roberts ilustra uma mãe que tem a perfeita percepção de como será a vida do filho e os problemas que enfrentará, e ela luta ao lado dele contra as adversidades. Tremblay nos entrega um protagonista que sofre, mas que graças ao apoio de todas as pessoas que o amam, consegue tirar de letra todas as hostilidades, além de ilustrar um garoto de bom coração.

A direção de Stephen Chbosky é digna de aplausos, não só traz sentimentos dos personagens que são capazes de atingir o público, como também sabe fazer o perfeito equilíbrio entre humor e drama, com cenas divertidas nos momentos certos e cenas mais sérias, quando necessárias. Uma forma diferente de abordar o bullying foi feita, além de mostrar que certas coisas não podemos mudar, mas a forma que enxergamos o mundo e as pessoas em volta. Uma linda mensagem que, certamente, tocou nos corações de todos e provocou fortes emoções durante a película e no fim da sessão.

‘Extraordinário’ tem de tudo um pouco, diversão, emoção e reflexão. O filme faz jus ao título, é de fato extraordinário, e você não pode deixar de ver. Uma experiência tocante e inesquecível para quem for assistir, e, quem já viu certamente vai querer repetir a dose.

Avaliação: 5/5 poltronas.

 

 

Por: Cesar Augusto Mota

Poltrona Vintage: Top 5 Filmes inspirados em livros de Jorge Amado/Anna Barros

Poltrona Vintage: Top 5 Filmes inspirados em livros de Jorge Amado/Anna Barros

Os melhores filmes baseados em livros de Jorge Amado nesse top 5 do Poltrona Vintage.

 

1- Dona Flor e Seus Dois Maridos (1976)

Nada mais, nada menos, do que o segundo maior sucesso da história do cinema brasileiro, atrás apenas de “Tropa de Elite 2”, que ganhou o título no ano passado. O diretor Bruno Barreto reuniu um elenco estelar para a adaptação: Sônia Braga como a professora de culinária Dona Flor, José Wilker como o fogoso ex-marido que volta dos mortos para apimentar sua vida, e Mauro Mendonça no papel do Dr. Teodoro, o farmacêutico que se casa com a viúva. O carisma dos atores e as faladas cenas de sexo e nudez levaram 10 milhões de espectadores aos cinemas. Uma nova versão com Juliana Paes já está em cartaz.

 

2- Capitães de Areia(2011)

É o único livro de Jorge Amado que eu li e confesso que a versão cinematográfica me agrada muito. É sensível e bonita. A linda história de amor de Pedro Bala, o rei dos menores abandonadas e a corajosa Dora é simplesmente comovente.

Pedro Bala, Professor, Gato, Sem Pernas e Boa Vida são adolescentes abandonados por suas famílias, que crescem nas ruas de Salvador e vivem em comunidade no Trapiche. Eles praticam uma série de assaltos e são constantemente perseguidos pela polícia. Um dia, Professor conhece Dora e seu irmão Zé Fuinha e os leva até o Trapiche, o que desencadeia a excitação dos demais garotos, que não estão acostumados à presença de uma mulher no local. Aos poucos, nasce o afeto entre o líder do grupo e a jovem.

3=Tenda dos Milagres (1977)

É uma adaptação, mas Nelson Pereira dos Santos colocou muito de sua visão em “Tendas dos Milagres”. Amigo e fã da obra de Jorge Amado, que considerava esse seu melhor trabalho, Pereira dos Santos mais tarde filmaria também “Jubiabá” (86). Na história, um intelectual americano em passagem por Salvador resgata a figura de Pedro Arcanjo, que no início do século contestou o racismo, defendeu a miscigenação e documentou a cultura africana. Sexualidade, misticismo e até antropologia estão no caldeirão, que o cineasta encheu com doses generosas de loucura carnavalesca.

No elenco, Hugo Carvana e Anecy Rocha.

 

4- Gabriela, Cravo e Canela (1983)
Segundo filme de Bruno Barreto baseado na obra do escritor, traz também Sonia Braga, agora reprisando o papel que fez na televisão na novela de 1975 – com “Tieta do Agreste” (96), ela reafirmaria seu posto como “musa” da obra de Jorge Amado. Parte do sucesso de “Gabriela” está na relação apimentada entre a protagonista e seu marido, o turco Nassib, vivido no cinema por ninguém menos que Marcelo Mastroianni, devidamente dublado em português.

 

5- Quincas Berro D’Água (2010)
Uma das obras mais celebradas de Amado, a novela foi adaptada aos cinemas por Sérgio Machado(“Cidade Baixa”). Comédia das boas, traz Paulo José como o “morto muito louco” Quincas Berro D’Água, outrora membro da alta sociedade da Salvador, que troca tudo pela boemia. Como despedida, é tirado do leito de morte pelos fiéis companheiros de bebedeira (Luis Miranda, Irandhir Santos, Frank Menezes e Flavio Bauraqui) e levado nos braços para uma última farra. Um retorno delicioso à chanchada.

 

Com Amor Van Gogh estreia na próxima quinta, dia 30

Com Amor Van Gogh estreia na próxima quinta, dia 30

Loving Vincent é a primeira animação sobre Vincent Van Gogh inteiramente feita com pinturas a óleo. A realizadora Dorota Kobiela e o realizador Hugh Welchman decidiram fazer uma longa pesquisa sobre o pintor holandês Vincent Willem van Gogh e transformar as cartasquadros e depoimentos sobre o artista numa animação.

Ao todo 150 artistas de todo o mundo dedicarem-se, durante dois anos, à criação de mais de 62450 telas-frame, que resultaram em 94 minutos de filme. A lógica da obra é reproduzir o estilo de Van Gogh e refletir sobre a sua vida e as circunstâncias controversas da sua morte. O projeto foi caro, e foi financiado pelos fãs através de plataformas na Internet.

O filme de animação conta com alguns atores para interpretarem pessoas próximas do pintor: Helen McCrorySaoirse Ronan e Aidan Turner. Já a direção de fotografia ficou a cargo de Tristan Oliver, o mesmo de Fantastic Mr. FoxChicken Run ou ParaNorman, e Lukasz Zal que assumiu a direção de fotografia do Ida, do realizador Pawel Pawlikowski. Outro nome a ter em conta é Clint Mansell que compôs a banda sonora do filme e que já fez o mesmo trabalho para Black SwanRequiem for a Dream ou The Wrestler.

COM AMOR, VAN GOGH (LOVING VINCENT) – estreia 30/11

 

Amor e amizade adolescente estão em Bye Bye Jaqueline

Amor e amizade adolescente estão em Bye Bye Jaqueline

Com uma história leve e divertida que fala sobre a beleza e as dificuldades de ser jovem, “Bye Bye Jaqueline” chega aos cinemas no próximo dia 28 de dezembro. Primeiro longa-metragem de Anderson Simão, da produtora curitibana O Quadro, a comédia romântica faz um recorte na vida de sua protagonista, Jaqueline, uma jovem de 16 anos, bolsista em uma escola particular. O filme mostra o dia a dia de seu cotidiano: a amizade com sua melhor amiga, Amanda, a paixão pelo menino mais bonito do colégio, os encontros e desencontros que acontecem no pátio da escola.

A jovem atriz Poliana Oliveira dá vida à Jaqueline, que entre as aulas, os treinos de vôlei e as tarefas domésticas, se interessa por Fernando (Victor Carlim), sobre quem projeta seus sonhos românticos. Novata na escola, conta com a experiência de Amanda (Gabrielle Pizzato Santana), a melhor amiga descolada, que empresta uma boa dose de humor à trama. Marchesi (Leonardo Vieira) completa o quarteto adolescente. Ele também se apaixona por Jaqueline e por vezes acaba atrapalhando a vida do casal.

 

Com estreia marcada para as férias escolares, “Bye Bye Jaqueline” retrata com fidelidade a atual geração adolescente, muito mais tranquila e cabeça aberta ao lidar com as tradicionais questões da idade do que as anteriores. A primeira relação sexual, a amizade, a pressão da escola ou as diferenças sociais são temas com os quais os jovens do longa vão lidar, tendo ao fundo as belas ruas de Curitiba e uma trilha sonora representativa da cena roqueira da cidade.

Para os pais que forem ao cinema, o filme traz uma boa dose de nostalgia. Com exceção dos celulares, tudo, enfim, continua igual, levando o espectador a lembrar de sua própria época de escola. Como diz Fernando para Jaqueline: “Gosto de colecionar boas lembranças”. “Bye, bye Jaqueline” desperta o gosto de uma boa recordação.

Sinopse

Ter 16 anos é fácil. O difícil é ter 16 anos, ser obrigada a ir à escola todo dia e acabar se apaixonando pelo menino mais popular do grupo. Isso acontece com Jaqueline, uma menina forte e determinada. Seus maiores problemas circulam entre as dificuldades de ir à escola todo o dia, o treino de vôlei e sua paixão não correspondida por Fernando. A melhor parte do seu dia acaba sendo ficar ao lado de sua melhor amiga, Amanda, mas uma confidência entre elas pode acabar com essa amizade. Para complicar ainda mais o dia a dia, Marchesi, amigo de Fernando, parece estar apaixonado por Jaque e fará de tudo para conquista-la. A vida segue seu curso, à medida que segredos são revelados, sentimentos magoados e relações abaladas.

Elenco

Poliana Oliveira

Gabrielle Pizzato Santana

Victor Carlim                        

Leonardo Oliveira

Wellington Sari

Evandro Scorsin

Flávia Cassias

Iza Kürten

 

Ficha Técnica

Diretor: Anderson Simão
Roteiro: Wellington Sari
Produção: Wellington Sari e Evandro Scorsin
Produção Executiva: Christopher Faust e Anderson Simão
Direção de fotografia: Daniel Florencio
Montagem: Christopher Faust