‘A Paixão de Cristo’, de 2004, terá sequência depois de 14 anos

‘A Paixão de Cristo’, de 2004, terá sequência depois de 14 anos

“A paixão de Cristo”, filme bíblico de 2004 que narra as 12 horas finais da vida de Jesus, ganhará uma sequência, segundo a imprensa norte – americana.

Mel Gibson, que produziu e dirigiu o primeiro filme também vai trabalhar no filme, porém sem função definida ainda. O ator Jim Caviezel confirmou ao jornal “USA Today” que retornará ao papel de Jesus Cristo, 14 anos depois do filme original.

O filme será centrado na ressurreição de Cristo e será lançado depois de 2019.

O primeiro “A paixão de Cristo” foi um fenômeno de bilheteria, com US$ 611 milhões arrecadados no mundo todo.

jim

Por: Vitor Arouca

Anúncios
Trailer e pôster teaser de ‘Todo Dia’ convidam o público a enxergar além das aparências

Trailer e pôster teaser de ‘Todo Dia’ convidam o público a enxergar além das aparências

“Todo Dia” (Everyday), inspirado no best-seller homônimo de David Levithan, é um lançamento da Paris Filmes que chega aos cinemas brasileiros dia 24 de maio e tem seu trailer e cartaz teaser recém-divulgados. Confira o pôster abaixo.

Dirigida por Michael Sucsy (de “Para Sempre”), a produção retrata o dia a dia de uma menina de 16 anos que se apaixona por A, uma alma que habita o corpo de um adolescente diferente a cada 24 horas. Protagonizada por Angourie Rice (Rhiannon), a ficção conta com participação do garoto trans Ian Alexander (da série de ficção científica da Netflix: “The AO”) e reforça a consciência de A se manifestando em pessoas de diferentes genêros, alturas e pesos.

Com pouco mais de 2 minutos, o trailer é marcado pela música “What About Us”, da cantora Pink, e apresenta situações incomuns, que despertam uma paixão a partir da essência de uma pessoa.

Sinopse – Todo Dia
Baseado no aclamado best-seller do The New York Times de David Levithan, “Todo Dia” conta a história de Rhiannon, uma garota de 16 anos que se apaixona por uma alma misteriosa chamada “A” que habita um corpo diferente todos os dias. Sentindo uma conexão incomparável, Rhiannon e A trabalham todos os dias para encontrar um ao outro, sem saber o que ou quem o próximo dia irá reservar. Quanto mais os dois se apaixonam, mais as realidades de amar alguém que é uma pessoa diferente a cada 24 horas afeta eles, levando o casal a enfrentar a decisão mais difícil que eles já tiveram que tomar.

Ficha técnica
Direção: Michael Sucsy
Roteiro: Jesse Andrews, David Levithan
Elenco: Angourie Rice , Justice Smith, Jeni Ross, Lucas Jade Zumann, Rory McDonald, Katie Douglas, Jacob Batalon, Ian Alexander, Sean Jones, Colin Ford, Jake Sim, Nicole Law
Gênero: Drama | Romance

TOP 5- Filmes para ver na Semana Santa

TOP 5- Filmes para ver na Semana Santa

Olá, cinéfilos!

Em época de Semana Santa, período para refletirmos acerca de nosso comportamento no dia a dia e a relação com nossos semelhantes, o Poltrona de Cinema vem para sugerir a você 5 filmes que recordam a trajetória de Jesus Cristo, filho de Deus e nosso salvador, além de alguns bônus. Vamos a eles!

1-Marcelino Pão e Vinho (1955)

Adaptação do livro do autor espanhol José María Sánchez Silva, a narrativa nos mostra um frade franciscano que relata a uma menina doente a lenda de Marcelino, bebê abandonado na porta de um convento. Apesar de procurarem pais adotivos para o garoto, os doze sacerdotes do convento não conseguem e acabam por criar Marcelino. Sem outras crianças da sua idade para brincar, Marcelino se diverte inventando apelidos para os religiosos, além de criar um amigo imaginário, a quem ele chama de Manuel. Mas uma das histórias que Marcelino conta aos religiosos acaba desafiando a curiosidade de todos deles, que resolvem conferir pessoalmente. Marcelino se torna então no protagonista de um belo e comovente milagre que envolve Jesus Cristo Crucificado – um acontecimento que marca para sempre o vilarejo do filme e a vida de todos os espectadores.

2-Os Dez Mandamentos (1956)

Charlton Heston protagoniza essa épica adaptação da história de Moisés e os Dez Mandamentos, com direção de Cecil B. DeMille. Com quase quatro horas de duração, os efeitos especiais eram considerados avançados para a época e impressionantes, renderam um Oscar aos diretores. Destaque para a cena de abertura do Mar Vermelho, que entrou para a história da sétima arte como uma das mais épicas do cinema.

3-Ben Hur (1959)

William Wyler dirigiu esta superprodução, protagonizada por Charlton Heston, Stephen Boyd e Jack Hawkins, que levou impressionantes 11 Oscars. O longa narra a história de dois velhos amigos que se enfrentam, mas o rosto de Jesus Cristo não aparece no filme. A presença do Filho de Deus marca toda a vida de Judah Ben-Hur.

4-A Paixão de Cristo (2004)

Dirigido por Mel Gibson, este filme é uma adaptação dos últimos dias de Jesus Cristo, rodado em latim e aramaico, idiomas que Jesus falou. A produção foi projetada em todo o mundo em versão original por desejo de Gibson, que atraiu a atenção do público por conta do realismo e espontaneidade de suas imagens.

5- Mary (2005)

Em um mundo destruído após os atentados de 11 de Setembro, Tony (Matthew Modine) é um cineasta que dirige em Israel um filme no qual também interpreta Jesus Cristo. Ao seu lado está Marie ( Juliette Binoche), uma fiel seguidora  que inicia uma busca interior.

Bônus:

A TV Aparecida está apresentando uma série de filmes que celebram a Paixão de Cristo, brindando os espectadores com grandes sucessos. Confira!

31/03-14h

José – O Pai de Jesus

Sinopse: José (Tobbias Moretti) é um carpinteiro, noivo da jovem Maria (Stefania Rivi). Certo dia é chamado pelo Rei Herodes para trabalhar em uma distante terra. Quando retorna recebe a notícia de que sua futura esposa está grávida do Espírito Santo. Ele, não querendo difamá-la, resolve deixá-la secretamente. Mas numa noite, em sonho, lhe aparece um anjo do Senhor pedindo para que José não abandone Maria. Obediente, José a acolhe e educa Jesus como seu próprio filho.

 

01/04 –12h30

Filme: Tomé

Sinopse: Atormentado por suas dúvidas e desconfiado de todos, se oferece para morrer ao lado de Jesus a caminho de Betânia. Mais tarde, encontra-se com Maria Madalena e os outros apóstolos que lhe asseguram ter visto Cristo. Entretanto, Tomé apenas difundirá a palavra de seu mestre depois que o reencontra e crê na sua ressurreição.

Por: Cesar Augusto Mota

Poltrona Estreia/ Estreias da Semana

Poltrona Estreia/ Estreias da Semana

jogador-no-1.jpgJogador Nº 1: Ficção Científica com direção de Steven Spielberg.

Sinopse: Num futuro distópico, em 2044, Wade Watts, como o resto da humanidade, prefere a realidade virtual do jogo OASIS ao mundo real. Quando o criador do jogo, o excêntrico James Halliday morre, os jogadores devem descobrir a chave de um quebra-cabeça diabólico para conquistar sua fortuna inestimável. Para vencer, porém, Watts terá de abandonar a existência virtual e ceder a uma vida de amor e realidade da qual sempre tentou fugir.

 

2926_capa.jpgMadame: Comédia de Amanda Sthers.

Sinopse: Recém-chegados em Paris, os americanos Anne e Bob organizam um luxuoso jantar para 12 pessoas. Quando uma presença inesperada faz o número virar 13, a supersticiosa anfitriã se recusa a dar chance ao azar e transforma a empregada Maria em convidada especial espanhola. Inicialmente receosa, ela acaba conquistando um comerciante de arte britânico com seu jeito único e o relacionamento se aprofunda para além da noite de festa, para desespero dos controladores patrões de Maria.

 

uma-dobra-no-tempo-poster-desktop

 

Uma Dobra no Tempo: Aventura de Ava DuVernay.

Sinopse: Os irmãos Meg e Charles decidem reencontrar o pai, um cientista que trabalha para o governo e está desaparecido desde que se envolveu em um misterioso projeto. Eles contarão com a ajuda do colega Calvin e de três excêntricas mulheres em uma ousada jornada por diferentes lugares do universo.

 

2961_capa.jpg

 

Zama: Drama de Lucrecia Martel.

Sinopse: No fim do século XVIII, Don Diego de Zama é um oficial da Coroa Espanhola que deseja partir para Buenos Aires. Junta-se a um grupo de soldados à caça de um perigoso bandido e explora terras distantes habitadas por índios selvagens.

 

nada-a-perder-contra-tudo-por-todos.jpg

 

Nada a Perder- Contra Tudo e Contra Todos: Cinebiografia com direção de Alexandre Avancini.

Sinopse: Cinebiografia autorizada do bispo evangélico Edir Macedo, empresário fundador e líder espiritual da Igreja Universal do Reino de Deus e proprietário da Record TV.

Por: Vitor Arouca

Poltrona Vintage: Dawson”s Creek/Anna Barros

Poltrona Vintage: Dawson”s Creek/Anna Barros

Não tenho dúvida que os anos 90 é a época das melhores séries. E num momento que as pessoas viam, mas não era essa febre. A grande companheira foi a televisão a cabo. Hoje há também serviços de streaming como a Netflix. Mas todos se lembram de Dawson”s Creek. Eu adorava a série. Achava a Joe muito chata mas ela era o alvo de paixão dos melhore amigos Dawson e Pacey. Dawson era o melhor amigo, bonzinho e certinho que em determinado instante ao saber que a perdera, se rebela. Pacey era o rebelde, desajustado que acaba traindo a amizade ao ficar com Pacey.

Lembro que a minha maior revolta ao ver a série era que Joe resolvera ter a sua primeira vez com Pacey e não com Dawson, o amigo de infância. Iso gerou uma pergunta costumaz: como assim? Eu achava Joe muito complicada, mas amava Dawson e Pacey. Inclusive Katie Holmes, a Joe e depois futura senhora Tom Cruise, namorou  Joshua Jackson, o Pacey, na vida real por cinco longos anos.

A série durou de 1998 a 2003. O que impressionava era a maturidade de todos, principalmente porque eram adolescentes e nada tinham a ver com a geração Malhação. Joe tinha uma vida muito conturbada com o pai presidiário e com muitos conflitos existenciais. Dawson ficou abalado com a recusa de Joe, com a separação dos pais, se envolveu com uma mulher mais velha e acabou fazendo Cinema na universidade.

Dawson acaba  namorando Jen, que tinha uma linda relação com a avó. A série também tratava do amor na Terceira Idade. Jen era vivida por Michelle Williams que é a atriz de expressão hoje, queridinha pela Academia de Hollywood e quase sempre indicada ao Oscar.

Havia um casal de irmãos que começaram de forma secundária e depois passaram a fazer parte do seriado de forma fixa. Andy e Jack McPhee. Jack se envolve com Joe, mas acaba se descobrindo gay e assumindo. Uma das primeiras vezes que o assunto foi abordado em televisão no fim dos anos 90. Andy namora Pacey e acaba tendo depressão depois. O assunto também é tratado de forma sensível.

Também gostava muito da abertura e da música

E por que o Poltrona Vintage lembrou de Dawson”s Creek? Porque os atores se reuniram num lindo ensaio para a Entertainment Weekly para comemorar 20 anos da mesma. Vale a pena ver e relembrar como foi bom!

O final era tão aguardado que bateu recordes de audiência: com quem Joe ficaria? Uma expectativa que logo teve a sua solução.

Super recomendo!

Sinopse; Em Capeside, uma pequena cidade do litoral perto de Boston, eles convivem com os mais diferentes tipos de problemas no cotidiano, o que os fazem crescer e entender melhor o mundo em que vivem. Agora cada um precisa decidir o rumo de suas vidas. Não é nada fácil, mas, com amor e amizade, esse caminho será mais fácil de encarar. Considerada uma das melhores séries dramáticas para o público jovem dos anos noventa, Dawson’s Creek foi uma das séries preferidas dos leitores da consagrada revista People, tendo sido indicada para receber o People’s Choice Award.

 

 

 

Marvel solta novos pôsteres de Vingadores – Guerra Infinita

Marvel solta novos pôsteres de Vingadores – Guerra Infinita

A Marvel, em sua empreitada de Marketing do novo filme dos Vingadores, cujo subtítulo é Guerra Infinita, lança pôsteres novos do filme. Há grande expectativa dos fãs quanto à essa película, que estreia em breve.

Como todos sabem há uma febre de histórias em quadrinhos adaptadas para as telonas, e até um questionamento em quanto isso tem a ver com a crise de criatividade dos roteirista dos estúdios de Hollywood.

Esse ano de 2018, o Oscar, prêmio máximo da indústria, se rendeu às HQs ao indicar em melhor roteiro original, o filme Logan, que mais uma vez narra fatos da vida do X-Men Wolverine.

Por Anna Barros

Segunda temporada de Valentins estreia nesta quarta, dia 28

Segunda temporada de Valentins estreia nesta quarta, dia 28

Estreia nesta quarta, dia 28 de março, a segunda temporada de  Valentins, no canal a cabo, Gloob. que vai ao ar diariamente, a partir das 20h30. A série é uma produção da Zola Filmes, em parceria com o canal infantil do Grupo Globo, e foi criada pela atriz Cláudia Abreu, junto com a roteirista Flavia Lins e Silva. A direção é de José Henrique Fonseca.

A atração é muito bem produzida e conta uma história bem interessante. A trama gira em torno da família Valentim, que é encabeçada por Alice (Cláudia Abreu), uma alquimista e confeiteira, e Artur (Guilherme Weber), um químico e inventor. Eles têm quatro filhos: Betina (Rebecca Solter), João (Arthur Codeceira), Lila (Duda Wendling) e Theo (Otávio Martins ). Quando os pais desaparecem misteriosamente, as crianças precisam se virar sozinhas e tentar descobrir o que aconteceu. Theo, o caçula, sabe que Randolfo (Luis Lobianco), que finge ser amigo deles, na verdade transformou os pais em ratos.

A participação de Cláudia Abreu e Guilherme Weber é pequena, já que eles passam boa parte da história sumidos. Mas as crianças protagonistas dão conta do recado. Além disso, o elenco ainda conta com nomes como Guida Vianna (Vó Reggy), Malu Valle (Dona Márcia) e Pia Manfroni (Dona Anita). O programa mistura magia, uma certa ingenuidade, mas não cai no ridículo, tornando-se, assim, uma excelente opção para as crianças.

Vale a pena reunir a criançada para assistir.