#266 Uma Longa Jornada

#266 Uma Longa Jornada

Mais um filme inspirado no livro de Nicholas Sparks, homônimo. Há pouquíssimas diferenças do livro para o filme. Dessa vez, os atores protagonistas não são muito conhecidos, mas Alan Aida como Ira é.

Scott Eastwood, filho de Clint, como o peão Luke segurou bem o filme, mais que Britt Robertson. O casal Luke e Sofia resgata o ancião Ira que começa a lembrar da sua história de amor com Ruth. Como a conheceu, o pedido de casamento, o fato de não poderem ter filhos e a imensa coleção de Arte dela.

Além das reflexões de Ira, o filme, assim como o livro, mostra como as duas histórias de amor se entrelaçam. Não gosto de rodeios, mas mesmo tendo como pano de fundo, acabei assistindo.

A história é bem construída, mas achei esse filme o mais fraco da franquia Sparks. Prestei atenção mais pela linda história de Ira e por querer saber como seria o desfecho do problema de saúde de Luke e da resolução das suas finanças na fazenda que o colocava sempre sob risco, mesmo tendo sofrido um grave acidente com um touro que ele acabou por domar no final.

Achei Britt Robertson inexpressiva. O casal Ira e Ruth jovens também.

A trama do amor que Ruth acaba tendo por seu aluno a ponto de querer adotá-lo sem poder e como ela serve de inspiração para ele, é tocante.

Mesmo com todos os rodeios e percalços, o amor sempre triunfa. E essas histórias água com açúcar e com pitadas de tragédia de Sparks me comovem, sempre.

Cotação: Duas poltronas/5

Sinopse: Aos 91 anos, com a saúde debilitada e sozinho no mundo, Ira Levinson (Alan Alda) sofre um acidente de carro e se vê abandonado em um lugar isolado. Ele luta para manter a consciência e passa a ver sua amada esposa Ruth (Oona Chaplin), que faleceu há nove anos. A poucos quilômetros de distância, a bela Sophia Danko (Britt Robertson) conhece o jovem cowboy Luke (Scott Eastwood), que a apresenta a um mundo de aventuras e riscos. De forma inesperada, os dois casais vão ter suas vidas cruzadas.

 

 

Por Anna Barros

The Market: Jesse Eisenberg vai atuar, escrever e dirigir série produzida por J. J. Abrams

The Market: Jesse Eisenberg vai atuar, escrever e dirigir série produzida por J. J. Abrams

Famoso por interpretar Lex Luthor no filme “Batman vs Superman: A Origem da Justiça” e indicado ao Oscar por “A Rede Social”, o ator Jesse Eisenberg acaba de firmar parceria com a produtora Bad Robot, de J. J. Abrams, e vai produzir uma nova série de comédia, ainda não associada a alguma emissora de televisão.

Além de ser produtor executivo ao lado de Abrams, Eisenberg vai escrever, dirigir e atuar em “The Market”, produção que acompanha a história de Harold Katzman, que se muda para Pittsburg após ficar viúvo para morar ao lado do filho Stan (Eisenberg). Mas, por conta da crise econômica norte-americana, ambos perdem seus empregos e precisam encarar os desafios do mercado de trabalho.

A produtora Bad Robot está atualmente desenvolvendo uma série sobre as obras de Stephen King e outra sobre a vida do ator RuPaul. Já Eisenberg voltará a dar vida à Lex Luthor em “Liga da Justiça”, que estreia em 16 de novembro de 2017 nos cinemas.

Por: Cesar Augusto Mota

Morre o cineasta Jonathan Demme aos 74

Morre o cineasta Jonathan Demme aos 74

Não poderíamos deixar passar despercebida a morte do cineasta Jonathan Demmer na tarde da quarta, dia 26. Diretor de renomados filmes como Silêncio dos Inocentes, vencedor do Oscar de Melhor Filme, e Filadélfia, que deu o segundo Oscar de Melhor Ator a Tom Hanks.

Nascido em Long Island, Demme estreou no cinema na produção “Águias em Duelo”, de Roger Corman. Logo depois ele começou a fazer seus próprios filmes pela produtora de Corman.

Demme venceu o Oscar (1992) e o Festival de Berlim (1991) na categoria de melhor diretor com o longa “O Silêncio do Inocentes”. O longa, que recebeu outros quatro prêmios da Academia, é um suspense baseado no livro de Thomas Harris e originou outras obras a partir de seu personagem principal, Hannibal Lecter, vivido por Anthony Hopkins.

Ele também dirigiu o filme “Filadélfia”, de 1993, premiado com dois Oscar —um deles para Tom Hanks, ator que protagonizou a produção. Na trama, Hanks é Howard, um advogado que trabalha para um tradicional escritório na Filadélfia, do qual é demitido após descobrir ser portador do vírus da Aids. Acaba contratando um advogado negro homofóbico, que acaba se tornando amigo dele.

Demme deixa a mulher, a artista Joanne Howard, e seus três filhos.

 

Por Anna Barros

 

Poltrona Estreia 2

Poltrona Estreia 2

 

E vamos de mais estreias da semana!

Além da Ilusão

É um dos mais aguardados porque tem no elenco Natalie Portman, ganhadora do Oscar, e Lily-Rose Depp, a filha do astro Johnny Depp.

Sinopse: Paris, 1943. As irmãs Laura (Natalie Portman) e Kate Barlow (Lily-Rose Depp) realizam uma série de apresentações onde se comunicam com os mortos. Fascinado com a possibilidade, o produtor francês André Korben (Emmanuel Salinger) solicita uma sessão particular. Decidido a encontrar um meio de filmar seres sobrenaturais, ele apresenta o cinema às irmãs. Enquanto Laura experimenta a possibilidade de se tornar atriz, Korben realiza seguidas gravações ao lado de Kate, que possui poderes mediúnicos.

 

 

 

 O Grande Dia

Sinopse: Separados pela distância dos países onde vivem e com suas jornadas dificultadas pelas difíceis vidas que levam (Cuba, Índia, Mongólia e Uganda), as vidas de quatro jovens são unidas pelo desejo que eles possuem de vencer e superar obstáculos para conquistar seus sonhos e paixões em busca de uma vida melhor.

 

 

Por Anna Barros

 

Poltrona Estreia/ Estreias da Semana

Poltrona Estreia/ Estreias da Semana

guardioesGuardiões da Galáxia – Volume 2: Aventura de James Gunn.

Sinopse: Sequência da aventura intergaláctica com o grupo de heróis da Marvel formado por Senhor das Estrelas, Gamora, Rocket Racoon, Groot e Drax.

A Resenha está aqui.

 

2528_capa.jpgAlém das Palavras: Drama de Terence Davies.

Sinopse: Baseado na história de vida e no trabalho da grande poetisa americana Emily Dickinson, acompanhamos o seu trajeto desde os primeiro dias como uma jovem estudante até seus últimos anos como uma artista reclusa e quase irreconhecível. Uma mulher tímida, mas com ótimo senso de humor e amizades intensas. Emily escrevia praticamente um poema por dia, porém, apenas parte da sua obra foi publicada em vida.

 

2526_capa

Vermelho Russo: Drama de Chraly Braun.

Sinopse: Marta e Manu são duas atrizes brasileiras que decidem se mudar para Moscou para estudar o célebre e método de atuação do russo Constantin Stanislavski. Lá, envolvidas com um diretor de teatro e em um complexo triângulo amoroso, as duas amigas precisarão descobrir como ultrapassar suas diferenças fora e nos palcos, para que elas possam sobreviver em um país diferente. 

Por: Vitor Arouca

 

 

Poltrona Cabine: Guardiões da Galáxia Vol 2/Charles Freitas

Poltrona Cabine: Guardiões da Galáxia Vol 2/Charles Freitas

Pronto, tirada a informação-spoiler que todos os sites já compartilharam, agora é hora de dar algumas impressões sobre o filme.

A primeira história contada sobre esse grupo foi de reunião e como um bando de desajustados viria para salvar a galáxia. O volume dois apresenta uma família, isso é dito no trailer, e é exatamente o que Senhor das Estrelas, Gamorra, Drax, Rocket Racoon e Baby Groot serão durante todo o filme, uma família disfuncional que funciona justo por equilibrar seus defeitos e qualidades. Aliás, não é à toa que muitas das participações especiais no filme possuem uma ligação profunda com os personagens principais. Nisso, até a trilha sonora ajuda! (spoiler evitado)

Se alguém sentir saudade do tipo de humor que o diretor, roteirista, maquiador, músico e menino que levava as pizzas ao set, James Gunn, levou ao gênero de super heróis no cinema, ele está de volta! Para isso, Dave Batista como Drax proporciona ótimas risadas com a sinceridade do personagem. Sentiu saudade da psicodelia espacial? Ela está de volta! Sentiu saudade da trilha sonora? Ela agora terá 300 músicas! Sentiu saudades das referências, Capitão? Então. se prepare, pois elas estão em todo lugar! O único problema disso é serem de uma época bem específica, fazendo que algumas das referências se percam para o público bem mais jovem, afinal Peter Quill, são todas dos anos 80 para trás.
Agora, muita gente já sabe que o Stallone está no filme, já confirmaram a Miley Cyrus, porém, há algumas participações que (alerta de spoiler), enfim, até o cameo do Stan Lee é de tirar o fôlego!

Agora, preparem lenços de papel, porque não é só de humor que este filme sobrevive!

Guardiões da Galáxia – Volume 2 é um filme recomendadíssimo se você é fã do grupo,  e também se você não é fã do grupo!

 

Charles Freitas é colaborador do Sphera Geek, em missão especial para o Poltrona de Cinema

 

Poltrona Cabine: Rock Dog-No Faro do Sucesso

Poltrona Cabine: Rock Dog-No Faro do Sucesso

A luta pela realização de um sonho, apesar das adversidades, e uma aventura eletrizante em alto e bom som. Esses são os ingredientes de “Rock Dog: No Faro do Sucesso”, uma animação baseada na novela gráfica “Tibetan Rock Dog”, de autoria de Zheng Jun, que vem para divertir e cativar toda a família.

A história acompanha Bodi, um cão mastim tibetano que vem sendo treinado pelo pai para ser o cão de guarda de sua aldeia, localizada na Montanha Nevada. Mas nosso protagonista não se enxerga como líder e protetor de seu povo e após um fato inusitado descobre sua verdadeira vocação. Ao se deparar com um rádio que havia caído de um avião no céu, Bodi sintoniza em uma estação onde era transmitida uma entrevista com Angus Scattergood, um gato persa e considerado lenda do rock. Após o acontecimento, Bodi se abriu para um novo mundo e resolveu sair em busca de seu sonho: se tornar um grande músico.

Disposto a realizar seu sonho, Bodi parte para a cidade, mas encontra diversos percalços, como uma gangue de lobos que o segue e está disposta a ter o controle de sua aldeia, além das dificuldades em encontrar chance de mostrar seu talento artístico. Mesmo um pouco atrapalhado, o personagem principal tem como trunfos a determinação e a persistência, demonstrando muita força na busca por seus objetivos, de entrar numa banda de rock e de ter aulas de música com Angus Scattergood, mas passa por situações surreais.

Quem for assistir vai se deparar com uma ótima representação gráfica dos cenários e dos personagens, tudo bem desenhado e projetado, um retrato fiel das montanhas do Himalaia e prédios altos e ruas estreitas na China. Os personagens são carismáticos e farão você se apaixonar por eles, o roteiro muito bem construído, que apresenta uma evolução harmoniosa da história até seu desfecho, bem como importantes valores são transmitidos para o público.

Ao terminar de ver “Rock Dog”, saí da sala de exibição com a melhor sensação possível, o filme se propõe não só a divertir, ele dá uma aula. Para se realizar um propósito, não basta ter somente disposição e fé, deve-se estar preparado para tudo e lutar contra todos os males, como a inveja, a ganância e o ceticismo, e o filme mostra isso muito bem. Bodi realiza suas ações com maestria e é uma inspiração para todos os personagens do filme, bem como para os espectadores.

Ficou curioso? Não perca “Rock Dog: No Faro do Sucesso”, com distribuição da Paris Filmes, o filme chega ao circuito nacional no próximo dia 4 de maio. Não perca!

 

 

Por: Cesar Augusto Mota