Comic Con recebe pela primeira vez atriz vencedora do Oscar

Comic Con recebe pela primeira vez atriz vencedora do Oscar

A Comic Con Experience receberá pela primeira vez uma atriz vencedora do Oscar. Alicia Vikander, estrela do tão esperado filme de ação e aventura Tomb Raider: A Origem, participará do maior evento de cultura pop da América Latina como parte do painel da Warner Bros. Pictures, no domingo 10 de dezembro. A aclamada atriz sueca reinventa a icônica aventureira Lara Croft do popular videogame Tomb Raider na sequência da sua aclamada performance em “A Garota Dinamarquesa”, pelo qual ganhou o Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante em 2016.

A participação da atriz no painel será o primeiro evento público do filme Tomb Raider: A Origem, que é dirigido por Roar Uthaug e tem estreia prevista nos cinemas brasileiros em 15 de março de 2018, pela Warner Bros. Pictures e MGM Pictures.

 

A quarta edição da CCXP – Comic Con Experience acontece de 7 a 10 de dezembro no São Paulo Expo. O evento se tornou a maior Comic Con do mundo em 2016, quando reuniu um público recorde de 196 mil pessoas, promovendo o encontro de fãs e profissionais de cinema, quadrinhos, TV, games, anime, RPG, memorabilia e colecionáveis para conhecerem as últimas novidades dessas áreas em uma grande celebração do universo geek e da cultura pop. As vendas de ingresso acontecem pelo site: www.ccxp.com.br, onde também é possível acompanhar os próximos anúncios de atrações e de artistas convidados do evento.

 

Sobre Tomb Raider – A Origem

Lara Croft é a filha ferozmente independente de um aventureiro excêntrico que desapareceu quando ela mal tinha chegado à adolescência. Agora, uma jovem de 21 anos sem nenhum foco ou propósito na vida, Lara faz entregas de bicicleta nas caóticas ruas de Londres, ganhando apenas o suficiente para pagar o aluguel. Determinada a forjar seu próprio caminho, ela se recusa a tomar as rédeas do império global de seu pai com a mesma convicção com que rejeita a ideia de que ele realmente se foi. Aconselhada a enfrentar os fatos e seguir em frente depois de sete anos sem seu pai, Lara busca resolver o misterioso quebra-cabeças de sua morte, mesmo que nem ela consiga entender a sua motivação.

Deixando tudo para trás, ela parte em busca do último destino em que ele foi visto: um lendário túmulo em uma mítica ilha possivelmente localizada ao longo da costa do Japão. Mas sua missão não será fácil, já que a jornada para a ilha será traiçoeira. De repente, os riscos não podem ficar mais altos para Lara, que – contra todas as probabilidades e armada apenas com sua mente afiada, fé cega e espírito naturalmente obstinado – deve aprender a ultrapassar seus limites enquanto viaja para o desconhecido. Se sobreviver aos perigos dessa aventura, ela pode enfim encontrar um propósito para sua vida e tornar-se digna do nome Tomb Raider.

Da Warner Bros. Pictures e MGM Pictures, Tomb Raider – A Origem é a história que vai colocar uma jovem e resoluta Lara Croft em um caminho para se tornar uma heroína global. O filme conta com a ganhadora do Oscar Alicia Vikander (“Ex_Machina: Instinto Artificial”, “A Garota Dinamarquesa”) no papel principal de Lara Croft, direção de Roar Uthaug (“A Onda”), produção do ganhador do Oscar Graham King (“Os Infiltrados”) sob a bandeira da sua GK Films. Os produtores executivos são Patrick McCormick, Denis O’Sullivan e Noah Hughes.

Tomb Raider – A Origem também tem em seu elenco Dominic West (“Jogo do Dinheiro”, “300”), Walton Goggins (“Os Oito Odiados”, “Django Livre”), Daniel Wu (série de TV “Into the Badlands”) e a indicada ao Oscar Kristin Scott Thomas (“O Paciente Inglês”).

Uthaug dirige a partir do roteiro escrito por Geneva Robertson-Dworet e Alastair Siddons. O time criativo nos bastidores inclui o diretor de fotografia George Richmond (“Missão: Impossível – Nação Secreta”); o designer de produção Gary Freeman (“Malévola”); o editor indicado ao Oscar Stuart Baird (“007 – Operação Skyfall”, “A Montanha dos Gorilas”); a figurinista vencedora do Oscar Colleen Atwood (“Animais Fantásticos e Onde Habitam”) e o figurinista Timothy A. Wonsik (assistente de figurinista, “Um Estado de Liberdade”, “Iron Man 3”).

A Warner Bros. Pictures e a MGM Pictures apresentam Tomb Raider – A Origem, uma produção da Square Enix Limited e GK Films. Com estreia prevista para 15 de março de 2018, o filme será distribuído pela Warner Bros. Pictures, uma empresa da Warner Bros. Entertainment e MGM Pictures. 

*Informações adicionais e possibilidades de entrevistas serão encaminhadas posteriormente.

 

Sobre a CCXP – Comic Con Experience

A CCXP – Comic Con Experience é um evento que já faz parte do calendário cultural do país. Se firmou como a maior Comic Con do mundo após receber 196 mil pessoas em sua 3ª edição em São Paulo (2016). Reúne fãs, artistas, profissionais e empresas de quadrinhos, cinema, TV, games, anime, RPG, memorabilia, ficção científica e colecionáveis para conhecerem as últimas novidades dessas áreas em uma grande celebração do universo geek e da cultura pop. Para 2017, apresenta: a CCXP Tour Nordeste, edição extra que levou 54 mil pessoas à capital pernambucana nos dias 13 a 16 de abril, a Game XP, parceria inédita dos organizadores do Rock in Rio com a CCXP para levar a experiência dos games para dentro do festival, e a CCXP 2017, quarta edição do evento que acontece de 7 a 10 de dezembro no São Paulo Expo. A CCXP é organizada pelo Omelete Group, Chiaroscuro Studios e Piziitoys. Para saber mais, acesse: www.ccxp.com.br

Anúncios
Escritor de Vestígios do Dia Kazuo Ishiguro vence o Nobel de Literatura

Escritor de Vestígios do Dia Kazuo Ishiguro vence o Nobel de Literatura

O escritor nipo-britânico Kazuo Ishiguro, de 62 anos, ganhou o Prêmio Nobel de Literatura de 2017. A escolha foi anunciada nesta quinta-feira (5) em um evento em Estocolmo, na Suécia. Considerado um dos mais importantes autores vivos da língua inglesa, mas não favorito ao Nobel, ele vai receber 9 milhões de coroas suecas (cerca de R$ 3,5 milhões).

Nascido em Nagasaki, no Japão, em 1954, Ishiguro mudou-se para a Inglaterra aos cinco anos de idade, onde vive até hoje. Autor de oito livros (sete romances e um volume de contos), ele escreve em inglês.

Ele escreveu dois livros adaptados para o cinema: Vestígios do Dia com Anthony Hopkins e Emma Thompson e Não me abandone jamais. Vestígios do Dia deu o Oscar de Melhor Atriz a Emma.

A Academia também lembrou que o filme “Vestígios do dia” (1993) foi estrelado pelo ator Anthony Hopkins. Ishiguro assina ainda o roteiro do filme “A condessa branca” (2005), estrelado por Ralph Fiennes e Natasha Richardson.

Apesar de ser um nome de prestígio na literatura internacional, o ganhador do Nobel de Literatura de 2017 não era considerado um favorito.

Por Anna Barros

Oscar 2018-Conheça os filmes que podem representar o Brasil na premiação

Oscar 2018-Conheça os filmes que podem representar o Brasil na premiação

O Ministério da Cultura (MinC) divulgou no último sábado (02) a lista dos filmes nacionais que concorrem a uma vaga para representar o país no Oscar 2018, na categoria de melhor filme estrangeiro. A relação apresentou um total de 23 nomes, sete a mais que o ano passado.

O nome escolhido será conhecido no dia 15 de setembro, que irá concorrer com filmes estrangeiros e tentará chegar a uma lista com os nove melhores em dezembro. Os cinco finalistas serão definidos em janeiro, que vão brigar pela estatueta na cerimônia a ser realizada em Los Angeles, em 4 de março de 2018.

Dentre os destaques, estão ‘Bingo-O Rei das Manhãs’, de Daniel Rezende, protagonizado por Vladimir Brichta. Além dele; estão ‘O Filme da Minha Vida’, estrelado e dirigido por Selton Mello, que faz uma belíssima homenagem ao cinema e filmado na Serra Gaúcha; bem como ‘Como Nossos Pais’, da diretora Laís Bodanzky, ganhador de seis kikitos no Festival de Gramado, dentre eles melhor filme e direção.

Confira a lista completa abaixo:

A Família Dionti – Dir. Alan Minas
A Glória e a Graça – Dir. Flávio Ramos Tambellini
Bingo – O Rei das Manhãs – Dir. Daniel Rezende
Café – Um dedo de prosa – Dir. Maurício Squarisi
Cidades Fantasmas – Dir. Tyrell Spencer
Como Nossos Pais – Dir. Laís Bodanzky
Corpo Elétrico – Dir. Marcelo Caetano
Divinas Divas – Dir. Leandra Leal
Elis – Dir. Hugo Prata
Era o Hotel Cambridge – Dir. Eliane Caffé
Fala Comigo – Dir. Felipe Sholl
Gabriel e a Montanha – Dir. Fellipe Barbosa
História antes da história – Dir. Wilson Lazaretti
Joaquim – Dir. Marcelo Gomes
João, o Maestro – Dir. Mauro Lima
La Vingança – Dir. Fernando Fraiha e Jiddu Pinheiro
Malasartes e o Duelo com a Morte – Dir. Paulo Morelli
O Filme da Minha Vida – Dir. Selton Mello
Polícia Federal – A Lei é Para Todos – Dir. Marcelo Antunez
Por Trás do Céu – Dir. Caio Sóh
Quem é Primavera das Neves – Dir. Ana Luiza Azevedo, Jorge Furtado
Real – O Plano por Trás da História – Dir. Rodrigo Bittencourt
Vazante – Dir. Fernando Fraiha e Jiddu Pinheiro

Curtiu a listagem acima? Qual o seu favorito para representar o Brasil no Oscar 2018?

Por: Cesar Augusto Mota

Oscar 2017: ‘Moonlight’ surpreende e leva estatueta de melhor filme; Veja vencedores

Oscar 2017: ‘Moonlight’ surpreende e leva estatueta de melhor filme; Veja vencedores

'Moonlight', de Barry Jenkins, leva três prêmios no Oscar 2017.   (Crédito: Lucy Nicholson/Reuters)
‘Moonlight’, de Barry Jenkins, leva três prêmios no Oscar 2017. (Crédito: Lucy Nicholson/Reuters)
Realizado neste domingo no Teatro Dolby, em Los Angeles, a 89ª edição do Oscar foi marcada por uma premiação recheada de momentos inusitados, como as diversas ironias do apresentador Jimmy Kimmel ao presidente norte-americano Donald Trump, a presença de turistas no evento com direito a selfies e um erro no anúncio de melhor filme.

Responsável por conduzir a cerimônia, o apresentador Jimmy Kimmel foi um dos destaques da noite, seja pela interação com a plateia, por piadas feitas com os atores Matt Damon e Meryl Streep, mas também pelas alfinetadas a Donald Trump, presidente dos Estados Unidos. Em um dado momento da apresentação, Kimmel chegou a enviar um tweet a Trump e perguntou se ele ainda estava acordado, pois este ainda não havia mandado nenhuma mensagem durante o evento.

Outro fato que chamou a atenção do Oscar 2017 foi a entrada de turistas no Teatro Dolby durante a entrega das estatuetas. Sem saber que estavam em meio a maior premiação de Hollywood, os viajantes puderam interagir com os artistas, bem como tirar fotos com eles. Alguns alvos foram Mahershala Ali e Denzel Washington, que chegou a fazer um casamento simbólico de um casal.

Dentre os premiados, ‘La La Land-Cantando Estações’ foi o grande vencedor da noite, levando para casa 6 estatuetas, dentre elas a de melhor diretor, para Damien Chazelle, e melhor atriz, para Emma Stone. Viola Davis confirmou seu favoritismo e ganhou o prêmio de melhor atriz coadjuvante, já Casey Affleck foi apontado como melhor ator por sua atuação em ‘Manchester à Beira-Mar’.

Um dos momentos mais aguardados da premiação foi marcado por uma grande saia-justa. Os atores Warren Beatty e Faye Dunway, famosos pelo filme ‘Bonnie and Clyde’, anunciaram que ‘La La Land’ havia faturado o prêmio de melhor filme, mas erros na entrega e leitura dos envelopes provocaram uma enorme confusão. Após toda a equipe de ‘La La Land’ ter subido ao palco foi constatado que ‘Moonlight: Sob a Luz do Luar’ tinha sido o vencedor, sendo a informação corrigida em seguida por Jordan Horowitz, produtor de ‘La La Land’. A gafe foi comparada ao ocorrido no Miss Universo 2015, quando o apresentador Steve Harvey havia anunciado a Miss Colômbia como vencedora, mas na verdade havia sido a Miss Filipinas, erro causado por uma leitura errônea de Harvey.

Veja abaixo a relação completa com todos os vencedores do Oscar 2017.

Ator Coadjuvante

Mahershala Ali

Figurino
Colleen Atwood-Animais Fantásticos e Onde Habitam

Cabelo e Maquiagem
Alessandro Bertolazzi, Giorgio Gregorini e Christopher Nelson-Esquadrão Suicida

Documentário

O.J: Made in America

Edição de Som
Sylvain Bellemare-A Chegada

Mixagem de Som
Até o Último Homem

Atriz Coadjuvante
Viola Davis

Filme em Língua-Estrangeira
O Apartamento

Animação em Curta-Metragem

Piper

Animação
Zootopia

Direção de Arte
La La Land-Cantando Estações

Efeitos Visuais
Mogli-O Menino Lobo

Montagem
Até o Último Homem

Documentário de Curta-Metragem

Os Capacetes Brancos

Curta-Metragem
Sing

Fotografia
Linus Sandgren-La La Land

Trilha Sonora
Justin Hurwitz-La La Land

Canção Original
City of Stars-La La Land

Roteiro Original
Kenneth Lonergan-Manchester à Beira-Mar

Roteiro Adaptado
Barry Jenkins e Tarell Alvin McCraney-Moonlight

Direção
Damien Chazelle-La La Land

Ator
Casey Affleck-Manchester à Beira-Mar

Atriz
Emma Stone-La La Land

Filme
Moonlight: Sob a Luz do Luar

Por: Cesar Augusto Mota

Oscar 2017: Jimmy Kimmel rouba a cena e ironiza Trump durante cerimônia

Oscar 2017: Jimmy Kimmel rouba a cena e ironiza Trump durante cerimônia

1112648A 89ª edição do Academy Awards, realizado neste domingo em Los Angeles, Estados Unidos, teve uma abertura diferente. O tradicional monólogo do apresentador da cerimônia, este ano a cargo do comediante Jimmy Kimmel, deu lugar a uma apresentação musical. O cantor Justin Timberlake abriu o evento interpretando “Can’t Stop The Feeling”, canção presente em “Trolls”, que concorre ao prêmio de melhor animação. Timberlake fez a plateia ir ao delírio com sua música e coreografia antes do início da premiação.

Mas quem esperava uma apresentação recheada de piadas prontas, se enganou. Com irreverência e sem aliviar para ninguém, o comediante Jimmy Kimmel ironizou o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e também aproveitou para dar uma indireta na própria Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, que não contou com artistas negros entre os indicados na edição de 2016:

“Eu queria agradecer ao Donald Trump porque no ano passado se o Oscar parecia racista, agora a história é outra”.

Kimmel também destacou a presença da diversidade no evento, exaltando feitos históricos e fazendo claras referências a “Estrelas Além do Tempo” e “La La Land-Cantando Estações”, concorrentes a melhor filme.

“Antes os Oscars eram racistas, hoje os negros salvaram a NASA e os brancos salvaram o Jazz’

O apresentador elogiou todos os indicados e fez uma piada com Trump, exaltando a presença da atriz Meryl Streep no evento, indicada pela 20ª vez.

“Está aqui a incrivelmente supervalorizada Meryl Streep”, disse Kimmel, arrancando risadas da plateia e aplausos para Streep, com todos os convidados de pé.

Se a cerimônia do Oscar foi marcada inicialmente por discursos contra o atual presidente dos Estados Unidos, não podemos deixar de destacar o caráter democrático da edição de 2017 e dos grandes momentos de descontração proporcionados pelo apresentador, bastante inspirado, cativando a todos e sem perder o bom humor.

Por: Cesar Augusto Mota

Oscar 2017: Veja ordem de entrega das estatuetas neste domingo em LA

Oscar 2017: Veja ordem de entrega das estatuetas neste domingo em LA

2017-oscars-89th-academy-awardsDaqui a pouco, a partir das 21h, horário de Brasília, a TNT, emissora de TV por assinatura, começa a transmissão do Oscar 2017, a maior premiação de Hollywood. Dentre os indicados, “La La Land-Cantando Estações”, de Damien Chazelle, é o grande favorito, concorrendo a 14 estatuetas em 13 categorias, dentre eles os prêmios de melhor ator, atriz, filme, diretor e roteiro original.

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas divulgou a ordem de entrega dos prêmios, e só conheceremos quem levou o Oscar de melhor filme no fim da cerimônia. Confira abaixo a ordem dos Oscars a serem entregues.

– Ator Coadjuvante
– Figurino
– Cabelo e Maquiagem
– Documentário
– Edição de Som
– Mixagem de Som
– Atriz Coadjuvante
– Filme em Língua-Estrangeira
– Animação em Curta-Metragem
– Animação
– Direção de Arte
– Efeitos Visuais
– Montagem
– Curta em Live-Action
– Fotografia
– Trilha Sonora
– Canção Original
– Roteiro Original
– Roteiro Adaptado
– Direção
– Ator
– Atriz
– Filme

c5n7g1jxqaayoxi

Por: Cesar Augusto Mota

Maratona Oscar: Apostas para o Oscar 2017/Anna Barros

Maratona Oscar: Apostas para o Oscar 2017/Anna Barros

la-la-land2Para mim, La la Land será  o grande vencedor da noite do Oscar 2017. Eis as minhas apostas para o domingo, dia 26, a grande noite do Cinema.

 

Melhor Filme
La La Land: Cantando Estações

Melhor Diretor
Damien Chazelle – La La Land: Cantando Estações

Melhor Atrzi
Emma Stone – La La Land: Cantando Estações

Melhor Ator
Casey Affleck – Manchester à Beira-Mar

Melhor Ator Coadjuvante
Mahershala Ali – Moonlight: Sob a Luz do Luar

Melhor Atriz Coadjuvante
Viola Davis – Um Limite Entre Nós

Melhor Roteiro Original
Damien Chazelle – La La Land: Cantando Estações

Melhor Roteiro Adaptado
August Wilson – Fences -Um Limite Entre Nós

Melhor Animação
Zootopia: Essa Cidade é o Bicho

Melhor Longa Estrangeiro
Toni Erdmann (Alemanha)

Melhor Canção Original
“City of Stars” | Música de Justin Hurwitz, canção de Benj Pasek e Justin Paul – La La Land: Cantando Estações

Melhor Fotografia
Linus Sandgren – La La Land: Cantando Estações