‘Rocketman’ ganha trailer oficial

‘Rocketman’ ganha trailer oficial

FILME DA PARAMOUNT PICTURES ESTREIA NOS CINEMAS DIA 30 DE MAIO

Taron Egerton as Elton John in Rocketman from Paramount Pictures.

A Paramount Pictures acaba de divulgar o primeiro trailer oficial de “ROCKETMAN”,  que estreia no dia 30 de maio.  Dirigido por Dexter Fletcher, o longa é uma fantasia musical épica sobre a incrível história da carreira de Elton John. O filme mostra a fantástica jornada de transformação do tímido garoto e pianista prodígio Reginald Dwight no superstar internacional Elton John, uma das figuras mais icônicas da cultura pop.

Além de Taron Egerton no papel de Elton John, o elenco estrelar conta com Jamie Bell, interpretando o compositor parceiro de longa data de Elton John Bernie Taupin, Richard Madden, como o primeiro empresário de Elton, John Reid, e Bryce Dallas Howard, como a mãe de Elton, Sheila Farebrother.

#Rocketmanofilme

Sobre a Paramount Pictures Corporation
A Paramount Pictures Corporation (PPC), uma importante produtora e distribuidora global de entretenimento filmado, é uma unidade da Viacom (NASDAQ: VIAB, VIA), casa de marcas globais famosas que cria emocionantes programas de televisão, filmes de longa-metragem, conteúdo de curta-metragem, apps, jogos, produtos de consumo, experiências nas mídias sociais e outros conteúdos de entretenimento para audiências de mais de 180 países.
Maratona Oscar – Melhor Fotografia/Juliana Goes

Maratona Oscar – Melhor Fotografia/Juliana Goes

A luz e as cores são de extrema importância em um filme, e fazem parte do trabalho da direção de fotografia. E neste domingo, dia 24 de fevereiro, vamos conhecer o filme que irá ganhar o Oscar de melhor fotografia.

Roma (2018), o longa da Netflix que ganhou destaque nos festivais de Cannes e Veneza e prêmios no Globo de Ouro, é o favorito para levar a estatueta do Oscar de melhor Fotografia.

No longa, o diretor Alfonso Cuarón mostra a sua infância durante a década de 70, no bairro  Roma, na cidade do México, sob os olhos de Cleo (Yalitza Aparicio) empregada doméstica de sua família classe média. O filme também mostra a época em que o México vivia tensões políticas e sociais.

O filme é todo em preto e branco e destaca a simplicidade no cenário. A impressão é que estamos assistindo a um filme dos anos 60. Toda a fotografia é impecável e merece a estatueta.

A cena em que a Cleo entra no mar para salvar as crianças, o diretor de fotografia teve que construir um trapiche para filmar por cima do mar, assim o público pôde acompanhar uma das cenas mais emocionantes do filme.

Em “A Favorita” a fotografia de época recria o passado, e para isso foram usadas figuras e pinturas de época. A produção também usou um recurso bem diferente, como câmeras panorâmicas, onde pode ver tudo que está em volta.

Já em “Nasce Uma Estrela” a ideia da fotografia é mostrar um efeito de documentário, como se tivesse alguém segurando uma câmera.

No filme “Nunca Deixe de Lembrar”, a fotografia faz um trabalho brilhante ao destacar o ponto de vista do pintor Kurt Barnert.  E em “Guerra Fria”, a fotografia é bem parecida com o de Roma. O longa é todo em preto e brando para levar ao passado.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Quem será que leva a estatueta de melhor fotografia?

O Oscar 2019 acontece neste domingo, dia 24 de fevereiro.

 

‘Cemitério Maldito’ ganha novos trailer e cartaz

‘Cemitério Maldito’ ganha novos trailer e cartaz

Baseado na obra de Stephen King, longa estreia em 4 de abril

CEMITÉRIO MALDITO (Pet Sematary), dirigido por Kevin Kölsch e Dennis Widmyer, acaba de ganhar trailer e cartaz inéditos. Com estreia marcada para 4 de abril, o filme da Paramount Pictures é baseado no livro de Stephen King.

O longa conta a história do Dr. Louis Creed (Jason Clarke), que, depois de mudar com sua esposa Rachel (Amy Seimetz) e seus dois filhos pequenos de Boston para a área rural do Maine, descobre um misterioso cemitério escondido dentro do bosque próximo à nova casa da família. Quando uma tragédia acontece, Louis pede ajuda ao seu estranho vizinho Jud Crandall (John Lithgow), dando início a uma reação em cadeia perigosa que liberta um mal imprevisível com consequências horripilantes.

– Toda nossa intenção com o filme é fazer com que as pessoas pensem. Fazer um filme que irá assustar os adolescentes porque é sobrenatural e tem personagens clássicos como Pascow e Zelda. Mas também algo que assustará os pais, devido ao que acontece no filme. Cemitério Maldito realmente sempre funcionou nestes dois níveis. É um filme bastante maduro e psicológico. Ele é sobre a emoção humana tanto quando sobre os sustos e o terror –diz Kölsch.

Para o produtor Lorenzo di Bonaventura, que já supervisionou mais de 80 adaptações de livros para cinema, incluindo outra obra de King, o trabalho do autor vai além do terror. “A razão de estar fazendo um filme baseado no livro de Stephen King é porque ele é sobre algo que não é terror, que é a ligação emocional entre um adulto e seu filho. Aquela dúvida sobre ‘até onde você iria para ver seu filho novamente?’ ou ‘até onde você iria para proteger seu filho?’. Foi por isso que Stephen King escreveu ‘O Cemitério’ e não o entregou para seu editor durante três anos. Porque ele estava assombrado com o livro. E eu ainda acho o livro profundamente assustador nos dias de hoje. Ele é primordial”.

TRAILER

CARTAZ

Sobre a Paramount Pictures Corporation

A Paramount Pictures Corporation (PPC), uma importante produtora e distribuidora global de entretenimento filmado, é uma unidade da Viacom (NASDAQ: VIAB, VIA), casa de marcas globais famosas que cria emocionantes programas de televisão, filmes de longa-metragem, conteúdo de curta-metragem, apps, jogos, produtos de consumo, experiências nas mídias sociais e outros conteúdos de entretenimento para audiências de mais de 180 países.

‘Depois’, filme de Flavio Botelho, tem filmagens encerradas

‘Depois’, filme de Flavio Botelho, tem filmagens encerradas

DEPOIS”, de Flavio Botelho, acaba de ter as filmagens encerradas, que duraram quatro semanas, em São Paulo. O longa é produzido pela Gullane em coprodução com a Trailer Filmes e Clementina e tem distribuição no Brasil da Pandora Filmes.

O projeto, inspirado numa experiência pessoal do diretor, começou a tomar forma em dezembro de 2014, com o argumento inicial. Depois disso, Flavio Botelho e o outro roteirista, Bruno H Castro, contaram com a colaboração de Daniela Capelato e dos consultores de roteiro Miguel Machalski e Gualberto Ferrari, até chegarem ao oitavo tratamento do texto, ponto no qual começou a ser filmado.

Em “DEPOIS”, Francisca e Carlos, um casal com mais de 60 anos, perdem o filho que se suicidou e se deparam com seu próprio processo de luto, o que os obriga a encontrar novas maneiras de olhar para a vida a partir de então.

“É uma história autoral. Eu perdi a minha irmã em 2007 e quis falar sobre isso, como eu lidei com essa perda e sobre o processo doloroso que meus pais enfrentaram. É um olhar carinhoso de como eles foram obrigados a seguir a vida e superar a culpa”, conta Botelho. “O tema suicídio precisa ser falado. É uma das principais causas de morte entre os jovens no Brasil. Fizemos uma pesquisa extensa sobre o tema, inclusive com pais que perderam seus filhos para mergulhar no universo dos protagonistas”, completa.

Antes do início das filmagens, o ensaio com os atores durou três meses, com encontros diários para a construção dos personagens. “Todo esse ensaio, inédito pra mim no cinema, faz uma diferença enorme, chegamos no set de outra forma. A intimidade que se formou entre nós três e a bagagem que trouxemos refletem nas filmagens”, comenta a atriz Denise Weinberg, que vive Francisca. Para o ator Cacá Amaral, que interpreta Carlos, “com esse processo de trabalho que realizamos, com os meses de ensaio, tudo fica mais rico, pois são personagens que foram criados em conjunto”.

“A sensação de chegar no primeiro dia de filmagem com um elenco super afinado, uma equipe extraordinária e um plano de filmagem preciso nos trouxe uma segurança e um sentimento de colaboração maravilhoso. Estamos todos juntos contando essa história”, explica o diretor.

Sinopse:
DEPOIS acompanha a trajetória de um casal sexagenário que perde o primeiro e único filho. Uma família que se decompõe. Francisca e Carlos buscarão motivações para se livrarem de culpas e suposições de como seria se tivessem agido diferente e, com isso, consigam olhar para a vida que restou.

Ficha Técnica:
Direção: Flavio Botelho
Elenco: Denise Weinberg, Cacá Amaral, Kelner Macêdo, Clarice Niskier, Henrique Schafer
Roteiro: Flavio Botelho e Bruno H Castro
Colaboração de Roteiro: Daniela Capelato
Direção de Fotografia: Leo Resende Ferreira
Direção de Arte: Marcos Pedroso
Produção: Caio Gullane, Fabiano Gullane, Flavio Botelho e Claudia Büschel
Produção Executiva: Daniela Aun e Marina Puech Leão
Produtora: Gullane
Coprodutora: Trailer Filmes e Clementina
Distribuidora: Pandora Filmes
Ano: 2019

Sobre o diretor 
FLAVIO BOTELHO é diretor, roteirista e produtor. Assina a direção do premiado curta-metragem O TÁXI DE ESCHER, com o roteirista Aleksei Abib; do média-metragem CRÔNICAS DE UMA CIDADE; e do curta-metragem GRAEME, em finalização. Trabalhou com o realizador Carlos Nader na co-direção de episódios do programa NOSSA TERRA, NOSSA GENTE para o Canal Futura e vídeos para o acervo do MUSEU DO FUTEBOL. Foi também produtor executivo e assistente de direção de seus longas-metragens A PAIXÃO DE JL (vencedor do É Tudo Verdade 2015), HOMEM COMUM (vencedor do É Tudo Verdade 2014) e PAN-CINEMA PERMANENTE (vencedor do É Tudo Verdade 2008). Foi produtor delegado no filme JEAN CHARLES (Henrique Goldman), a primeira coprodução entre Brasil e Reino Unido. Fez o desenho de produção do longa-metragem AS DUAS IRENES (Fabio Meira). Foi coordenador audiovisual da OFICINA PRÁTICA DE CURTAS-METRAGENS realizada em Bragança Paulista e consultor do programa HISTÓRIAS QUE FICAM, realizado pela Fundação CSN (2015/2106).

Sobre a Gullane 
Em 1996, os irmãos Caio e Fabiano Gullane fundaram a Gullane, hoje somando mais de 40 filmes com destaque no Brasil e no exterior, 25 séries de televisão, inúmeros especiais e documentários. “Carandiru”, “Bicho de sete cabeças”, “O ano em que meus pais saíram de férias”; a franquia “Até que a sorte nos separe”; “Que horas ela volta?”, “Como nossos pais”, “Bingo, O rei das manhãs”; as séries “Alice” (HBO), “Unidade Básica” (Universal) e “Carcereiros” (TV Globo) são algumas das obras realizadas pela Gullane nos últimos anos. Uma produtora ativa no crescimento do audiovisual brasileiro que compõe seus projetos com os melhores talentos e parceiros do entretenimento. Sua capacidade e empenho em todas as etapas de realização a garantiu importantes coproduções internacionais e a comercialização de suas obras para mais de mais de 60 países, levando a identidade do cinema nacional mundo a fora.
Caracterizada por sensibilizar e movimentar reflexões através de suas histórias a Gullane já acumulou mais de 500 prêmios e nomeações em sua carreira, além de ter seus projetos reconhecidos nas seleções oficiais dos festivais mais importantes do mundo como: Oscar, Cannes, Berlim, Sundance, Toronto, Veneza e o prêmio Emmy.

Sobre a Trailer Filmes 
A TRAILER FILMES foi fundada em 2008 pelo diretor, roteirista e produtor Flavio Botelho, pela roteirista Iana Paro e pelo editor Leopoldo Nakata. Dentre os últimos projetos realizado pela TRAILER FILMES destacam-se: (i) 2016: QUEM TEM MEDO DAS MULHERES NO AUDIOVISUAL?, vermelha coletiva; (ii) 2016/2017: produção do documentário média-metragem EM BUSCA DE ALAMOA; (iii) 2014/2017: produção do curta-metragem GRAEME 1949, premiado pelo Edital do Ministério da Cultura de Apoio à Produção de Curta-Metragem; (iv) 2014: conteúdo audiovisual para a exposição FUTEBOL NA PONTA LÍNGUA; (v) 2014: conteúdo audiovisual para a exposição MILLÔR, 90 ANOS DE NÓS MESMOS; (vi) 2013/2014: coprodução do média-metragem CRÔNICAS DE UMA CIDADE; (vii) 2012/2014: coprodução do curta metragem O TÁXI DE ESCHER, premiado pela Secretaria Municipal de Cultura pelo Edital no 003/2012; (ix) 2008/2010: produção de vídeos e depoimentos para o portal do MINISTÉRIO DO TURISMO sobre a COPA DE 2014.

Sobre a Pandora Filmes  
A Pandora Filmes é uma distribuidora de filmes de arte, ativa no Brasil desde 1989. Voltada especialmente para o cinema de autor, a distribuidora buscou, desde sua origem, ampliar os horizontes da distribuição de filmes de arte no Brasil com relançamentos de clássicos memoráveis em cópias restauradas, de diretores como Fellini, Bergman e Billy Wilder, e revelações de nomes outrora desconhecidos no país, como Wong Kar-Wai, Atom Egoyan e Agnés Jaoui.

Paralelamente aos filmes internacionais, a Pandora Filmes sempre reserva espaço especial para o cinema brasileiro, lançando obras de diretores renomados e também de novos talentos. Dentro desse segmento, destaca-se o recente “Que Horas Ela Volta”, de Anna Muylaert, um grande sucesso, visto no cinema por mais de 500 mil espectadores.

Uma produção GULLANE em coprodução com TRAILER FILMES e CLEMENTINA, distribuição PANDORA FILMES, investimento do FUNDO SETORIAL AUDIOVISUAL – FSA | BRDE | ANCINE | MINISTÉRIO DA CIDADANIA | GOVERNO FEDERAL  

Pré-estreia de Minha Fama de Mau teve Roberto Carlos e Erasmo Carlos

Pré-estreia de Minha Fama de Mau teve Roberto Carlos e Erasmo Carlos

A cinebiografia “Minha Fama de Mau” teve sua pré-estreia carioca realizada dia 11/2, no Kinoplex do Shopping Rio Sul, em Botafogo. Principal homenageado da noite, Erasmo Carlos marcou presença no tapete vermelho e esteve acompanhado no cinema do seu “amigo de fé e irmão camarada”, Roberto Carlos. O “rei” se emocionou com o longa de Lui Farias que estreia dia 14 nos cinemas.

Convidados do evento, Roberto Dinamite, Isabel Fillardis, Reginaldo Faria, Kadu Moliterno, Lorena Comparato e Roberto Birindelli também participaram da première assim como parte do elenco. Estiveram presentes Chay Suede, que interpreta o Tremendão; Gabriel Leone, que vive Roberto Carlos; Malu Rodrigues, que dá voz a Wanderléa; Bianca Comparato, que interpreta as várias mulheres que passaram pela vida de Erasmo, inclusive, Narinha, sua esposa; Paula Toller, que faz uma participação especial como a radialista Candinha. O diretor Lui Farias e o produtor Marco Altberg completaram o time.

Segue abaixo os links para download de fotos:

Fotos Rogério Resende: https://we.tl/t-OQIBhg5Q9z

Fotos Reginaldo Teixeira – https://we.tl/t-lRr4wdqXk2

A cinebiografia traz um recorte que vai da juventude de Erasmo, na Tijuca, onde conheceu Tim Maia (Vinicius Alexandre) e formou o grupo The Snakes, até o fim da década de 70, quando atingiu o auge do sucesso na Jovem Guarda, ao lado de Roberto (Gabriel Leone) e Wanderlea (Malu Rodrigues). Está lá também sua atuação no rádio, além da grande amizade com Roberto Carlos, com quem dividiu composições que marcaram gerações.

Bruno de Luca (Carlos Imperial) e Bianca Comparato, que interpreta as várias mulheres que passaram pela vida de Erasmo, inclusive, Narinha, sua esposa, integram o elenco. Isabela Garcia e Paula Toller fazem participações especiais. O longa tem produção da LMC LaToller e da Indiana Produções, coprodução Globo Filmes, Telecine e Universal Pictures, distribuição da Downtown Filmes e Paris Filmes. O longa é um investimento do BNDES, BB DTVM e TIM, patrocínio da Taesa, GL Events, RioCentro e RioFilme, produção musical da Universal Music e Coqueiro Verde, além de apoio cultural da Ciario e Naymar.

 

Elenco
Chay Suede – Erasmo Carlos

Gabriel Leone – Roberto Carlos

Malu Rodrigues – Wanderléia

Bianca Comparato – Nara, Samara, Clara, Lara e Sara

Bruno de Lucca – Carlos Imperial

João Vitor – Trindade

Vinicius Alexandre – Tião

Felipe Frazão – Arlênio

Participações Especiais

Isabela Garcia – Diva

Paula Toller – Candinha
Ficha Técnica

Direção: Lui Farias

Produção: Marco Altberg e Lui Farias

Produtor Associado: Léo Esteves

Roteiro: L.G. Bayão, Lui Farias e Letícia Mey

Produção Executiva: Telmo Maia

Direção de Fotografia: Guy Gonçalves

Direção de Arte: Tiago Marques

Montagem: Natara Ney

Produção Musical: Max Pierre

Produção de Elenco: Marcela Altberg

Direção de Produção: Patrícia Zerbinato

Figurinista: Valeria Stefani
Sinopse

Na Tijuca dos anos 60, o jovem Erasmo Carlos (Chay Suede) alimenta uma paixão: o rock and roll. Fã de Elvis, Bill Haley e Chuck Berry, ele aprende a tocar violão enquanto vive de sonhos, bicos e pequenas delinquências. Sua fama de roqueiro atrai Roberto Carlos (Gabriel Leone) e logo se tornam parceiros e amigos. Um megassucesso chega com a Jovem Guarda, programa de televisão onde Roberto, Erasmo e Wanderléa (Malu Rodrigues) são a atração principal. “Minha Fama de Mau” é um mergulho emocionante na música e na vida de Erasmo Carlos que, com cabeça de homem e coração de menino, se tornou o Tremendão, símbolo vivo do rock nacional.

 

Por Anna Barros

Poltrona Cabine: Minha Fama de Mau/ Cesar Augusto Mota

Poltrona Cabine: Minha Fama de Mau/ Cesar Augusto Mota

Dizem que para se ter sucesso é necessário competência e também um pouco de sorte, certo? Estar com as pessoas certas e nos lugares certos também ajuda bastante, ainda mais no mundo artístico, que é sempre concorrido. A Downtown Filmes, em parceria com a Globo Filmes, lança a cinebiografia de um dos maiores cantores e compositores do Brasil e ícone da Jovem Guarda: Erasmo Carlos. ‘Minha Fama de Mau’, dirigido por Lui Farias, vem com a proposta de cativar jovens e adultos e em um formato diferente, será que funciona?

O jovem Erasmo Carlos (Chay Suede), é sonhador e inconsequente, em busca do sucesso a todo custo. Fã de rock and roll, Elvis Presley, Bill Haley e Chuck Berry, ele aprende a tocar violão enquanto vive de sonhos, bicos e de pequenos delitos.  Sua fama de roqueiro chama a atenção de Carlos Imperial (Bruno de Luca) e em seguida atrai Roberto Carlos (Gabriel Leone), e logo se tornam parceiros e amigos. A partir daí, a dupla passa a protagonizar momentos épicos, como a Jovem Guarda, ao lado de Wanderléa (Malu Rodrigues), além de grandes composições. Uma história emocionante de um ícone do rock nacional, do início ao auge, e também compost a por momentos difíceis.

É feito um perfeito recorte da vida de Erasmo, desde o seu início difícil de carreira na Zona Norte do Rio, com seus primeiros contatos com a música, aprendendo os primeiros acordes com um jovem Tim Maia (Vinicius Alexandre), a formação da banda The Snakes, o trabalho como secretário de Carlos Imperial até a parceria com Roberto Carlos, que seria decisiva para o mundo da música. A narrativa utilizada para contar toda essa trajetória é muito interessante, que não se restringe ao uso de imagens de arquivo da década de 60, toda a ambientação utilizada é similar à época, com um primoroso trabalho de direção de arte. E em cada momento de destaque, Erasmo quebra a quarta parede e interage com o espectador. De quebra, da transição de um momento para outro, com quadros compostos por desenhos em HQ, deixando a jornada do Tremendão mais atrativa e emocionante, convidando o público a querer curtir e aproveitar cada momento do cantor e compositor.

A cinebiografia de Erasmo resolve apostar mais em momentos cômicos do que em dramáticos, muito embora a obra também foque em um momento difícil do Tremendão, da dificuldade que ele teve de lidar com um breve esquecimento do público, a ausência de inspiração para compor e um breve desentendimento com Roberto Carlos antes do convite para compor a trilha de abertura do filme ‘Roberto Carlos em Ritmo de Aventura”, de Roberto Farias, em 1968. Porém, o humor é que dá o tom, com as cantadas manjadas e baratas de Erasmo em sua juventude, as gírias e palavrões que empregava em conversas com amigos e a malandragem que utilizava no rádio p ara fazer uma autopromoção enquanto cobria a ausência de Carlos Imperial. O espectador que acompanha o filme se sente muito à vontade e instigado a cantar, dançar e voltar no tempo para ouvir músicas que marcaram uma geração.

As interpretações são gratas surpresas, Malu Rodrigues, Gabriel Leone e Chay Suede não só mostraram sintonia nos diálogos como tino e ritmo musical, os três soltando a voz e embalando a plateia durante as apresentações no programa Jovem Guarda, sucesso de audiência da TV Record. E Suede, jovem revelação dos últimos anos, sensibiliza nas cenas em que se mostra vulnerável e quase declínio até dar a volta por cima na reta final da trama. Um roteiro muito bem trabalhado, atuações acima da média e um trabalho de direção bem zeloso, preciso e eficiente de Lui Farias, valorizando a carreira e as obras feit as por um grande compositor e intérprete da nossa música, e ele ainda em vida. Uma linda homenagem ao Tremendão e aos fãs do rock n roll.

Sem dúvida “Minha Fama de Mau” é um filme para todas as idades, para cantar, se divertir e fazer uma agradável e emocionante viagem no tempo. Quem gosta de rock e de lindas composições, pode assistir e acompanhar o Tremendão, pode ir quente que ele está fervendo.

Cotação: 4,5/5 poltronas.

Bafta 2019: ‘Roma’ leva prêmio de melhor filme e ‘A Favorita’ conquista sete estatuetas

Bafta 2019: ‘Roma’ leva prêmio de melhor filme e ‘A Favorita’ conquista sete estatuetas

Considerado o Oscar britânico e um grande termômetro para a temporada de premiações, a 72ª edição do British Academy of Film and Television Arts (BAFTA) foi realizado neste domingo e apontou dois filmes como os grandes vencedores da noite. ‘Roma’, de Alfonso Cuarón,levou as estatuetas de melhor filme, além de três prêmios como melhor diretor, melhor filme estrangeiro e melhor fotografia. ‘A Favorita’, do diretor grego Yorgos Lanthimos, levou sete troféus para casa, dentre eles os de melhor atriz para Olívia Colman e melhor atriz coadjuvante para Rachel Weisz.

Veja a lista completa de vencedores do BAFTA 2019:

Melhor Filme

  • Infiltrado na Klan
  • A Favorita
  • Green Book: O Guia
  • Roma 
  • Nasce Uma Estrela

Melhor Filme Britânico

  • Beast
  • Bohemian Rhapsody
  • A Favorita
  • Mcqueen
  • Stan & Ollie
  • Você Nunca Esteve Realmente Aqui

Estreia Notável de Cineasta Britânico

  • Apostasy – Daniel Kokotajlo (Roteirista/Diretor)
  • Beast – Michael Pearce (Writer/Director), Lauren Dark (Produtor)
  • A Cambodian Spring – Chris Kelly (Roteirista/Diretor/Produtor)
  • Pili – Leanne Welham (Roteirista/Diretor), Sophie Harman (Produtor)
  • Ray & Liz – Richard Billingham (Roteirista/Diretor), Jacqui Davies (Produtor)

Melhor Filme em Língua Não-Inglesa

  • Cafarnaum
  • Guerra Fria
  • Dogman
  • Roma
  • Shoplifters

Melhor Documentário

  • Free Solo 
  • Mcqueen
  • Rbg
  • They Shall Not Grow Old
  • Three Identical Strangers

Melhor Longa Animado

  • Os Incríveis 2
  • Ilha de Cachorros
  • Homem-Aranha no Aranhaverso

Melhor Diretor

  • Infiltrado na Klan – Spike Lee
  • Guerra Fria – Paweł Pawlikowski
  • A Favorita – Yorgos Lanthimos
  • Roma – Alfonso Cuarón
  • Nasce Uma Estrela – Bradley Cooper

Melhor Roteiro Original

  • Guerra Fria
  • A Favorita  
  • Green Book: O Guia
  • Roma
  • Vice

Melhor Roteiro Adaptado

  • Infiltrado na Klan 
  • Poderia me Perdoar?
  • Primeiro Homem
  • Se a Rua Beale Falasse
  • Nasce Uma Estrela

Melhor Atriz

  • Glenn Close – A Esposa
  • Lady Gaga – Nasce Uma Estrela
  • Melissa Mccarthy – Poderia me Perdoar?
  • Olivia Colman – A Favorita
  • Viola Davis – As Viúvas

Melhor Ator

  • Bradley Cooper – Nasce Uma Estrela
  • Christian Bale – Vice
  • Rami Malek – Bohemian Rhapsody
  • Steve Coogan – Stan & Ollie
  • Viggo Mortensen – Green Book: O Guia

Melhor Atriz Coadjuvante

  • Amy Adams – Vice
  • Claire Foy – O Primeiro Homem
  • Emma Stone – A Favorita
  • Margot Robbie – Duas Rainhas
  • Rachel Weisz – A Favorita

Melhor Ator Coadjuvante

  • Adam Driver – Infiltrado na Klan
  • Mahershala Ali – Green Book: O Guia
  • Richard E. Grant – Poderia me Perdoar?
  • Sam Rockwell – Vice
  • Timothée Chalamet – Querido Menino

Melhor Trilha Sonora Original

  • Infiltrado na Klan – Terence Blanchard
  • Se a Rua Beale Falasse – Nicholas Britell
  • Ilha de Cachorros – Alexandre Desplat
  • O Retorno de Mary Poppins – Marc Shaiman
  • Nasce Uma Estrela – Bradley Cooper, Lady Gaga, Lukas Nelson

Melhor Fotografia

  • Bohemian Rhapsody
  • Guerra Fria
  • A Favorita
  • Primeiro Homem
  • Roma

Melhor Edição

  • Bohemian Rhapsody
  • A Favorita
  • Primeiro Homem
  • Roma
  • Vice

Melhor Direção de Arte

  • Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald
  • A Favorita 
  • O Primeiro Homem
  • O Retorno de Mary Poppins
  • Roma

Melhor Figurino

  • A Balada de Buster Scruggs
  • Bohemian Rhapsody
  • A Favorita 
  • O Retorno de Mary Poppins
  • Duas Rainhas

Melhor Maquiagem e Caracterização

  • Bohemian Rhapsody
  • A Favorita 
  • Duas Rainhas
  • Stan & Ollie
  • Vice

Melhor Som

  • Bohemian Rhapsody
  • O Primeiro Homem
  • Missão: Impossível – Efeito Fallout
  • Um Lugar Silencioso
  • Nasce Uma Estrela

Melhores Efeitos Visuais

  • Vingadores: Guerra Infinita
  • Pantera Negra
  • Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald
  • O Primeiro Homem

Melhor Curta de Animação Britânico

  • I’m Ok
  • Marfa
  • Roughhouse

Melhor Curta Britânico

  • 73 Cows
  • Bachelor
  • The Blue Door
  • The Field
  • Wale Barnaby Blackburn

Melhor Estrela em Ascenção

  • Barry Keoghan
  • Cynthia Erivo
  • Jessie Buckley
  • Lakeith Stanfield
  • Letitia Wright

Crédito da imagem: Pascal Le Segretain/Getty Images

Por: Cesar Augusto Mota