Leonardo DiCaprio vai interpretar Leonardo da Vinci no cinema

Leonardo DiCaprio vai interpretar Leonardo da Vinci no cinema

Consagrado ator e vencedor do Oscar por ‘O Regresso’, Leonardo DiCaprio irá viver Leonardo da Vinci nos cinemas, de acordo com a revista Variety.

O norte-americano, segundo a publicação, vai estrelar uma cinebiografia inspirada no livro de Walter Isaacson, a ser lançado no dia 17 de outubro. O filme será produzido pela Paramount Pictures após vencer uma forte disputa com a Universal Pictures pelos direitos autorais.

Isaacson já escreveu as biografias de Benjamin Franklin, Albert Einstein e Steve Jobs, tendo essa última sido adaptada para os cinemas em 2015, conquistando consequentemente duas indicações ao Oscar, de melhor atriz coadjuvante e melhor ator.

DiCaprio, além de ser o protagonista, será o produtor na cinebiografia de Da Vinci. Ainda não há informações sobre o início das filmagens ou data de lançamento do filme.

Por: Cesar Augusto Mota

Protagonista de ‘João, o Maestro’, Alexandre Nero vai reger concerto na vida real

Protagonista de ‘João, o Maestro’, Alexandre Nero vai reger concerto na vida real

Com carreira de grande destaque na televisão, Alexandre Nero vai mostrar seu lado nunca antes visto. O ator, além de interpretar o maestro João Carlos Martins em uma cinebiografia, vai reger na vida real duas músicas do concerto da Bachiana Filarmônica SESI-SP ao lado do regente. A apresentação vai acontecer dois dias antes da estreia do filme ‘João, o Maestro’, e será no dia 15 de agosto, às 21h, no Teatro Opus.

‘João, o Maestro’ vai contar a história do famoso regente brasileiro desde a infância, quando começou a tocar piano. Após ser um pianista de grande sucesso, ele sofre dois acidentes, que acabam debilitando os movimentos de suas mãos. Ele se reinventa e passa a seguir a carreira de maestro. O elenco conta ainda com as participações de Rodrigo Pandolfo, Alinne Moraes e Caco Ciocler, com roteiro e direção de Mauro Lima.

Alexandre Nero vai interpretar as músicas “Carinhoso”, de João de Barro e Pixinguinha; e “Céu de Santo Amaro” de Flávio Venturini e Caetano Veloso durante o concerto. Os ingressos já estão à venda, no valor de R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia).

Confira abaixo o trailer do filme, com estreia prevista para 17 de agosto nos cinemas.

 

 

Por: Cesar Augusto Mota

Um Filme de Cinema, de Walter Carvalho, ganha trailer

Um Filme de Cinema, de Walter Carvalho, ganha trailer

“Um Filme de Cinema”, do diretor Walter Carvalho, acaba de ganhar trailer oficial.  O longa estreia nos cinemas no dia 24 de agosto.

Assista:

“O documentário é uma reflexão sobre a construção  e a linguagem cinematográfica. Eu queria entender um pouco mais sobre cinema e sobre o que eu estava fazendo como cineasta”, explica Carvalho. “A princípio entrevistei os diretores com os quais estava trabalhando e depois parti para os que admiro e que tive oportunidade de encontrar.”, complementa.

Os encontros e as conversas aconteceram ao longo de 14 anos. Na tela, os diretores discorrem sobre a narrativas dos filmes,   sobre planos longos, o ritmo, o som, o espaço e o tempo.  Alguns chegam abordar questões  questões teóricas e filosóficas que envolvem seu ofício tais como: o cineasta faz o filme, ou o filme faz o cineasta?

Além dos depoimentos de diretores, o documentário traz uma conversa do escritor Ariano Suassuna contando sua relação com o cinema na infância, e um encontro com o ator italiano Salvatore Cascio, revisitando locações do clássico Cinema Paradiso (1988).

Com fotografia de Lula Carvalho e Pablo Baião, foi o longa de abertura do 48º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro e foi exibido Hors Concours no 17º Festival do Rio, em 2015.

Sinopse:

As ruínas do Cine Continental, abandonado em pleno sertão da Paraíba, servem como ponto de partida para um filme sobre o cinema, com depoimentos de Ariano Suassuna sobre as incríveis histórias de sua memória de menino nos cinemas das cidades do interior, e de realizadores como Hector Babenco, Julio Bressane, Andrew Wajda, Vilmos Zsigmond, Ruy Guerra, Ken Loach, Béla Tarr, Gus Van Sant, Jia Zhangke, entre outros, respondendo a perguntas como: Por que você faz cinema e pra que serve o cinema?

Netflix renova e série Glow terá segunda temporada

Netflix renova e série Glow terá segunda temporada

O serviço de streaming Netflix divulgou que a série Glow, baseada em uma história de mulheres da liga de luta-livre feminina dos anos 1980, foi renovada e terá uma segunda temporada. Confira o comunicado abaixo.

“Netflix renovou GLOW para uma segunda temporada (10 episódios). Ambientado em 1985 Los Angeles, GLOW segue Ruth Wilder (Alison Brie), uma atriz que luta fora do trabalho enquanto faz audições para o primeiro programa de Luta livre feminino na TV. Inspirada no curta, porém amado dos anos 80, GLOW é uma história de Cinderela com Bodyslams. GLOW foi criado por Liz Flahive (Homeland, Nurse Jackie) e Carly Mensch (Nurse Jackie, Orange Is The New Black, Weeds). A criadora de Orange is The New Black, Jenji Kohan e Tara Herrmann são produtoras executivas ao lado de Flahive e Mensch, que estão como showrunners.”

A produção é assinada por Jenji Kohan, criadora de ‘Orange is the New Black’. A primeira temporada possui 10 episódios e está disponível na Netflix.

Não há informações sobre início das filmagens e data de estreia da segunda temporada.

Por: Cesar Augusto Mota

 

Netflix cancela a série “GYPSY”

Netflix cancela a série “GYPSY”

388863

GYPSY é uma série dramática e de suspense com direção de Lisa Rubin e Naomi Watts como protagonista.

Jean Holloway (Naomi Watts),  é uma terapeuta que começa a desenvolver perigosas e íntimas relações com pessoas importantes das vidas de seus pacientes. A série teve apenas uma temporada com 10 episódios.

Elenco: Naomi Watts, Billy Crudup, Sophie Cookson, Karl Glusman, Brooke Bloom, Lucy Boynton, Melanie Liburd e Brenda Vaccaro.

Por: Vitor Arouca

 

Poltrona Estreia/ Estreias da Semana

Poltrona Estreia/ Estreias da Semana

valeiranValerian e a Cidade dos Mil Planetas: Ficção, Ação e Aventura com direção de Luc Besson.

Sinopse: Século XXVIII. Valerian é um agente viajante do tempo e do espaço que luta ao lado da parceira Laureline, por quem é apaixonado, em defesa da Terra e seus planetas aliados, continuamente atacados por bandidos intergaláticos. Quando chegam no planeta Alpha, eles precisarão acabar com uma operação comandada por grandes forças que deseja destruir os sonhos e as vidas dos dezessete milhões de habitantes do planeta.

Resenha do Filme: https://poltronadecinema.wordpress.com/2017/08/04/poltrona-cabine-valerian-e-a-cidade-dos-mil-planetas/

 

o-reino-gelado-fogo-e-gelo-poster-desktopO Reino Gelado: Fogo e Gelo – Animação de Aleksey Tsitsilin. Vozes de Larissa Manoela, João Guilherme Ávila e João Côrtes.

Sinopse: Depois de derrotar heroicamente tanto a rainha da neve e o rei da neve, Gerda ainda não consegue encontrar a paz. Seu sonho é encontrar seus pais e, finalmente, reunir a família. Assim, Gerda e seus amigos embarcam em uma jornada para encontrar os pais dela e enfrenta novos desafios ao longo do caminho.

 

2645_capaMalasartes e o Duelo Com a Morte: Comédia e Fantasia de Paulo Morelli. Elenco – Jesuita Barbosa, Milhem Cortaz, Isis Valverde, Julio Andrade, Marco Nanini, Matheus Nachtergaele, Leandro Hassum.

Sinopse: Vivendo no interior do Brasil, o jovem Pedro Malasartes é um malandro. Com a sua lábia, ele consegue pregar peças em comerciantes e se aproveitar da boa vontade alheia. No entanto, sua incrível esperteza será colocada à prova pela Morte, a ceifadora de almas.

 

O Estranho Que Nós Amamos: Suspense de Sophia Coppola.

Sinopse: Virginia, 1864, três anos após o início da Guerra Civil. John McBurney é um cabo da União que, ferido em combate, é encontrado em um bosque pela jovem Amy. Ela o leva para a casa onde mora, um internato de mulheres gerenciado por Martha Farnsworth. Lá, elas decidem cuidá-lo para que, após se recuperar, seja entregue às autoridades. Só que, aos poucos, cada uma delas demonstra interesses e desejos pelo homem da casa, especialmente Edwina e Alicia.

Por: Vitor Arouca

Festival Assim Vivemos chega à 8a. edição

Festival Assim Vivemos chega à 8a. edição

Trinta e dois filmes de 20 países integram a programação da 8º edição do “Assim Vivemos – Festival Internacional de Filmes sobre Deficiência” que chega ao Rio de Janeiro (de 16 a 28 de agosto), Brasília (5 a 17 de setembro) e São Paulo (20 de setembro a 1º de outubro) nas unidades do Centro Cultural do Banco do Brasil. Além da exibição audiovisual, serão realizados quatro debates com os seguintes temas: A visão e os sentidos da arte; Corpo e movimento; Tecnologia assistiva de ponta e Amor e relacionamento. Com entrada gratuita, o evento tem realização do Centro Cultural do Banco do Brasil, patrocínio do Banco do Brasil e do Ministério da Cultura e produção da Lavoro Produções.

Inéditos, os documentários trazem histórias protagonizadas por pessoas com diversas deficiências como síndrome de Down, autismo, paralisia cerebral, atrofia muscular espinhal, deficiência física, visual, auditiva e intelectual. Além de produções brasileiras, foram selecionados trabalhos de outros 19 países: Estados Unidos, Reino Unido, Canadá, Austrália, Suíça, Itália, Espanha, Polônia, Bulgária, Finlândia, Espanha, Turquia, Ucrânia, Tailândia, Alemanha, Rússia, Índia, Myanmar e Letônia.

Entre as produções destacam-se “Eu sou Jeeja”, sobre a indiana Jeeja Ghosh, líder ativista pelos direitos dos que têm paralisia cerebral na Índia; “ 50 X Rio”, filme italiano que conta a história de Alex Zanardi, ex-campeão de fórmula Indy que se preparou para os Jogos Paralímpicos no Rio de Janeiro e, “Dois Mundos”, obra polonesa que mostra a família de Laura, garota de 12 anos que tem pais surdos.

Os curadores Lara Pozzobon e Gustavo Acioli acreditam que o evento cumpre duas funções: “ao mesmo tempo em que nos leva a refletir sobre aspectos fundamentais da vida em sociedade e do autoconhecimento, também nos faz refletir sobre o nosso país, por meio da comparação com as mais diversas culturas e sociedades representadas na nossa seleção. Tal comparação é sempre reveladora, principalmente quando descobrimos que somos mais avançados no que pensávamos que éramos atrasados, e mais atrasados no que pensávamos que éramos avançados”.

“Em 2003, quando o CCBB exibiu a primeira edição do Assim Vivemos, as discussões sobre o tema eram muito reduzidas. Ainda há muito trabalho a ser feito, mas acreditamos que o cinema, seja pelo filme de ficção ou pelo documentário, tem sido uma grande ferramenta de conscientização e o festival tem contribuído bastante ao transportar o público para as mais diversas realidades e situações que envolvem a questão da deficiência.” reflete Fabio Cunha, gerente geral do CCBB Rio.

Realizado a cada dois anos, o festival se mantém como o principal evento que celebra a inclusão cultural no Brasil. Ao primeiro, realizado em 2003 no Rio de Janeiro e em Brasília, seguiram-se edições inéditas em 2005, 2007, 2009, 2011, 2013 e 2015. Desde 2009, São Paulo também abriga o festival. Em 2010 e 2012, foram feitas itinerâncias em outras cidades, como Belo Horizonte, Porto Alegre, Pelotas e Santa Cruz do Sul, ampliando seu alcance e possibilitando que mais pessoas conhecessem o projeto e, através dos filmes, histórias de vida inspiradoras e altamente transformadoras. Comprometido com a promoção de acessibilidade para todos os públicos, o festival oferece audiodescrição em todas as sessões e catálogos em Braille para pessoas com deficiência visual; e legendas LSE nos filmes e interpretação em LIBRAS nos debates para as pessoas com deficiência auditiva. Os portadores de deficiência física também contam com garantia de acessibilidade, uma vez que o Centro Cultural Banco do Brasil tem sua arquitetura concebida para o acesso de pessoas com mobilidade reduzida e cadeirantes.

A lista dos filmes participantes segue abaixo e a programação completa está disponível no site:www.assimvivemos.com.br  

 

Por Anna Barros