Grande Prêmio do Cinema Brasileiro 2017: Aquarius e Elis dominam premiação e levam 11 troféus

Grande Prêmio do Cinema Brasileiro 2017: Aquarius e Elis dominam premiação e levam 11 troféus

Realizado pela Academia Brasileira de Cinema na última terça-feira (05), o Grande Prêmio do Cinema Brasileiro teve pouco mais de duas horas e meia de duração e contou com fatos marcantes. Primeiramente, as homenagens concedidas a Antonio Pitanga e Helena Ignez, com ambos sendo aplaudidos de pé. Depois, a ovação recebida por Laura Cardoso, que completa 90 anos no próximo dia 13, agraciada com o troféu de melhor atriz coadjuvante.

Dentre os filmes premiados, destaque para ‘Aquarius’, de Kléber Mendonça Filho, com três prêmios, de melhor filem, direção e trilha sonora. ‘Elis’, de Hugo Prata, levou para casa oito estatuetas, entre elas a de melhor atriz, para Andréia Horta.

Outro fato que chamou a atenção do público foram os empates entre os vencedores, foram quatro categorias com dois vencedores. O que pode explicar tal fenômeno seria o baixo número de votantes da Academia Brasileira de Cinema e a pulverização de votos entre os candidatos.

Confira abaixo a lista completa com os premiados.

 MELHOR FILME
Aquarius

MELHOR FILME – JÚRI POPULAR
Boi Neon

MELHOR DOCUMENTÁRIO
Cinema Novo / Menino 23 – Infâncias Perdidas no Brasil

MELHOR DOCUMENTÁRIO – JÚRI POPULAR
Menino 23 – Infâncias Perdidas no Brasil

MELHOR COMÉDIA
O Shaolin do Sertão

MELHOR DIREÇÃO
Kleber Mendonça Filho (Aquarius)

MELHOR ATOR
Juliano Cazarré (Boi Neon)

MELHOR ATRIZ
Andréia Horta (Elis)

MELHOR ATOR COADJUVANTE
Flávio Bauraqui (Nise – O Coração da Loucura)

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE
Laura Cardoso (De Onde Eu Te Vejo)

MELHOR ROTEIRO ORIGINAL
BR 716 / Boi Neon

MELHOR ROTEIRO ADAPTADO
Minha Mãe é uma Peça 2 / Big Jato

MELHOR FILME ESTRANGEIRO
A Chegada

MELHOR FILME ESTRANGEIRO – JÚRI POPULAR
A Garota Dinamarquesa

MELHOR MONTAGEM – FICÇÃO
Elis

MELHOR MONTAGEM – DOCUMENTÁRIO
Cinema Novo

MELHOR FOTOGRAFIA
Boi Neon / Elis

MELHOR DIREÇÃO DE ARTE
Elis

MELHOR TRILHA SONORA
Aquarius

MELHOR TRILHA SONORA ORIGINAL
Elis

MELHOR SOM
Elis

MELHOR FIGURINO
Elis

MELHORES EFEITOS VISUAIS
Pequeno Segredo

MELHOR MAQUIAGEM
Elis

MELHOR CURTA – FICÇÃO
O Melhor Som do Mundo

MELHOR CURTA – DOCUMENTÁRIO
Buscando Helena

MELHOR CURTA – ANIMAÇÃO
Vida de Boneco

MENÇÃO HONROSA – CINEMA INFANTIL
Carrossel 2 – O Sumiço de Maria Joaquina

Por: Cesar Augusto Mota

Anúncios
Festival de Gramado: “Elis” e “Roubo da Taça” se destacam na abertura

Festival de Gramado: “Elis” e “Roubo da Taça” se destacam na abertura

maxresdefaultA primeira noite do 44º Festival de Cinema de Gramado apresentou os dois primeiros filmes da mostra competitiva e considerados os mais aguardados desta edição: “O Roubo da Taça”, de Caíto Ortiz, e “Elis”, de Hugo Prata.

O primeiro retratou um dos episódios mais bombásticos dos anos 1980, o roubo da Taça Jules Rimet da sede da CBF em 1983, com o cineasta Caíto Ortiz realizando um retrato divertido da malandragem carioca sem heróis ou vilões, e o longa contou com a ótima atuação de Paulo Tienfenthaler.

O segundo longa-metragem trouxe um grande panorama da carreira de Elis Regina, de sua adolescência até a morte. A interpretação da eterna Pimentinha ficou por conta de Andreia Horta, que se esforçou para captar todas as expressões e gestos, e o filme também contou com as atuações de Julio Andrade e Caco Ciocler. A relação de Elis com a ditadura militar, bem como o uso das drogas também foram abordados, mas de maneira branda para não entrar em polêmicas, porém o filme foi bem recebido e ovacionado pelo público após sua exibição.

Quanto a curta-metragens, o festival mostrou o projeto coletivo “Black Out” e a comédia “Aqueles Cinco Segundos”. Este retrata um casal (Gabriel Godoy e Luciana Paes) que conversa em um quarto de motel e relembra o início de relacionamento entre eles, mas percebem algumas lacunas, como a ausência do primeiro beijo. Já aquele ilustra a falta de recursos, como o da energia elétrica nos quilombos do nordeste brasileiro.

Marcado na primeira noite pelas premiações da atriz Sônia Braga, estrela de “Aquarius”, com o troféu Oscarito por sua trajetória no cinema, bem como o ator Tony Ramos, agraciado com o troféu Cidade de Gramado, o 44º Festival de Cinema de Gramado vai até o dia 03 de setembro de 2016.

Por: Cesar Augusto Mota