Juliana Paes protagoniza nova versão de Dona Flor e Seus Dois Maridos

Juliana Paes protagoniza nova versão de Dona Flor e Seus Dois Maridos

Adaptação do clássico de Jorge Amado, “Dona Flor e Seus Dois Maridos”, com direção e roteiro de Pedro Vasconcelos, chega aos cinemas do Nordeste no dia 2 de novembro e no Rio e em São Paulo em data a ser confirmada, dentro do mesmo mês. Trailer e cartaz do longa acabam de ser divulgados e estão disponíveis na internet. O vídeo traz os icônicos personagens Dona Flor (Juliana Paes), Vadinho (Marcelo Faria) e Dr. Teodoro (Leandro Hassum) e adianta, em cenas de paixão, sensualidade e comédia, o dilema de Dona Flor, dividida entre o amor de sua vida e o amor seguro. Além de encarnar Vadinho, o ator Marcelo Faria é também produtor do filme.

Obra de 1966, que já ganhou versões para o teatro e televisão, “Dona Flor e Seus Dois Maridos” estreou nos cinemas há 41 anos com direção de Bruno Barreto e com Sonia Braga, Mauro Mendonça e José Wilker nos papéis. A história mostra o amor tórrido entre Dona Flor e Vadinho, jovem de vida desregrada e amante de noitadas e jogatinas. De tanto cometer excessos, ele acaba morrendo de maneira precoce. Viúva, Flor se entrega a Teodoro, o farmacêutico da cidade e uma figura bem diferente de Vadinho: pacato, frio e metódico. Embora leve uma vida tranquila e confortável ao lado do novo companheiro, a professora de culinária sente falta dos momentos intensos ao lado do ex. Sofrendo a ausência de Vadinho, Flor começa a evocar sua presença, até que ele passa a lhe visitar em espírito, tornando a vida a três um tanto quanto confusa e tentadora.

Ambientado na Bahia da década de 40, o remake teve cenas rodadas no Pelourinho, em Salvador, e foi realizado com o apoio da família de Jorge Amado e do Governo da Bahia. O elenco conta ainda com Nívea Maria, Ana Paula Bouzas,Cassiano Carneiro, Fabio Lago e Duda Ribeiro. A distribuição é da Downtown Filmes/Paris Filmes e a produção da Reginaldo Farias Produções Artísticas, República Pureza Filmes e FV Produções.

Sinopse

No início da década de 1940, Dona Flor, sedutora professora de culinária de Salvador, é casada com Vadinho, que só quer saber de farras e jogatina nas boates da cidade. A vida de abusos e noites em claro acaba por acarretar sua morte precoce, deixando Dona Flor viúva. Logo ela se casa de novo, com o recatado e pacífico farmacêutico da cidade, Dr. Teodoro. As saudades do antigo marido que, apesar dos defeitos era um ótimo amante, acabam fazendo com que ele retorne em espírito, visto somente pela viúva. Isso a deixa em dúvida sobre o que fazer com os dois maridos que passam a dividir o seu leito.

Ficha Técnica

Elenco: Juliana Paes, Marcelo Faria, Leandro Hassum, Nívea Maria, Ana Paula Bouzas, Cassiano Carneiro, Fabio Lago, Duda Ribeiro, Maria Gal, Andrea Elia, Evelin Buchegger, Fabio Nascimento, Haroldo Costa, Luana Xavier, Ewe Pamplona, Dany Stenzel, Marco Bravo, Elvira Helena, Larissa Luz, Rita Assemany, Brunna Scavuzzi, Roberta Santigo, Dandara Mariana, Prazeres Barbosa, Alberto Chammus, Lis Maia, Kadu Fragoso, Deko Mato Grosso e Marcello Gonçalves

Roteiro: Pedro Vasconcelos

Direção: Pedro Vasconcelos

Direção de Fotografia: Luciano Xavier

Direção de Arte: Zé Luca

Figurino: Valeria Stefani

Preparação de elenco: Katia Achcar

Prosódia: Íris Gomes da Costa

Produtor: Marcelo Faria, Marcello Ludwig Maia e Pedro vasconcelos

Produtor Executivo : Pimenta Jr.

Produção: Reginaldo Farias Produções Artísticas, República Pureza Filmes e Faria e Vasconcelos Produções

Distribuição: Downtown Filmes

Codistribuição: Paris Filmes

 

 

Anúncios
Poltrona Cabine: Mãe!/ Cesar Augusto Mota

Poltrona Cabine: Mãe!/ Cesar Augusto Mota

Um filme pautado por muitas metáforas, alegorias e muito terror psicológico. Assim defino ‘Mãe!’, novo trabalho do diretor Darren Aronofsky, que promete não só mexer com a cabeça do espectador, mas mostrar a ele o real significado das coisas, mesmo que não façam sentido numa primeira vista.

A narrativa conta a história de um homem (Javier Bardem) e uma mulher (Jennifer Lawrence), que vivem em uma casa de campo isolada. O marido é poeta e sofre de bloqueio criativo, já a esposa é uma dona de casa dedicada e disposta a restaurar toda a estrutura da moradia. A rotina deles parece tranquila, até ser interrompida de forma repentina por um casal que chega no meio da noite e acaba com a tranquilidade que ali reinava. Os comportamentos desses visitantes indesejados pela esposa, interpretados por Ed Harris e Michelle Pfeiffer, são um tanto enigmáticos e beiram à insanidade, e a partir de tudo isso somos inseridos em um cenário repleto de sustos, loucuras e diversos percalços, deixando não só os personagens, como os espectadores confusos e perdidos.

Na medida em que as ações se desenvolvem, um quebra-cabeças vai se configurando e aos poucos você vai juntando as peças representadas pelas situações surreais ilustradas e tudo começa a fazer sentido. Como dito anteriormente, há um significado por trás do que é apresentado, o que você vê inicialmente não representa o real significado, há uma carga de simbolismo, representada por metáforas e alegorias. O roteiro prima por não mostrar o óbvio, mas dá margens para o espectador ter várias interpretações, e esse é o ponto alto do roteiro, também assinado por Arronofsky. Ele tenta não só envolver o espectador na trama, como também provocá-lo com uma história insana, alucinante e com atos não aceitos em contexto social, na maioria das vezes.

A fotografia é bem chamativa, com alternância de cores quentes no início e tons mais sombrios quando a realidade é quebrada, seja por ações inesperadas dos personagens entre si ou fenômenos estranhos que aconteciam na casa. A câmera atrás da personagem de Jennifer Lawrence, no alto de seu ombro e sempre a acompanhando, ou em tomada frontal e bem enquadrada, nos faz lembrar de outros sucessos de Arronofsky, como Cisne Negro e O Lutador. Em ‘Mãe!”, a sensação que temos ao acompanhar a esposa tão atormentada com o que está acontecendo ao seu redor nos faz sentir claustrofóbicos, desesperados, perturbados, e as sombras ao fundo dos demais personagens nos faz pensar que não há como sair daquele clima de prisão que assolava o local.

As atuações do elenco são fantásticas, Jennifer Lawrence praticamente carrega todo o filme, é nela que a câmera fica concentrada, e é possível se deparar com uma impressionante transformação, de mulher comedida no início para depois encarnar um tom bem mais dramático após tudo começar a sair dos eixos. Javier Bardem, apesar de mostrar um personagem um tanto benevolente no início, impressiona posteriormente por sua imponência e presença. Michele Pfeiffer, apesar das poucas cenas, traz para o filme uma atmosfera mais tensa e cheia de mistério, e sua personagem a deixar a esposa, representada por Lawrence, um tanto deslocada e estranha dentro de sua própria casa. Já Ed Harris, o médico estranho que tem seus problemas aos poucos desvendados, não fica atrás, deixa seu impacto na trama, e seu drama pessoal vai impactar a todos e influenciar nos desdobramentos a partir do segundo ato.

Apesar da proposta ao apresentar uma narrativa confusa e complexa, Darren Arronofsky nos brinda com um conjunto de ações que vão se desencadeando e guardando ligações umas com as outras e farão o espectador entender tudo o que está sendo retratado, e esse é o grande trunfo de ‘Mãe!’, de oferecer uma história bem diferente do que vem sendo contado e proporcionar um desafio a mais a quem está assistindo, de juntar as pistas, virar a chave e matar a charada. Quem gosta de filmes que tragam mais que cenas de susto, ranger de portas e gritos, esse certamente é uma ótima sugestão!

Avaliação: 4/5 poltronas.

 

Por: Cesar Augusto Mota

‘The Handmaid’s Tale’ e ‘The Big Little Lies’ se destacam e são os grandes vencedores do Emmy 2017

‘The Handmaid’s Tale’ e ‘The Big Little Lies’ se destacam e são os grandes vencedores do Emmy 2017

Nicole Kidman, Reese Witherspoon e elenco da série ‘The Little Big Lies’ no Emmy Awards 2017
Sem dúvida as mulheres foram as grandes vencedoras na noite do último domingo (17) na entrega de prêmios da 69º Emmy Awards, evento que premia os melhores da televisão. As séries ‘The Handmaid’s Tale’ e ‘The Big Little Lies’, com personagens femininas centrais das tramas, foram os maiores destaques.

Protagonizada por Elisabeth Moss, ‘The Handmaid’s Tale’ levou a estatueta de melhor série, melhor atriz coadjuvante (Ann Dowd), melhor direção e melhor roteiro. O Hulu entra para a história como o primeiro serviço de streaming a levar um Emmy por melhor série.

Entre as séries limitadas, o elenco de ‘The Big Little Lies’ brilhou intensamente. Além de faturar o prêmio máximo do gênero, a série foi agraciada com os prêmios de melhor atriz (Nicole Kidman), melhor atriz coadjuvante (Laura Dern), melhor ator coadjuvante (Alexander Skarsgard) e melhor direção.

Outros destaques foram o humorístico Saturday Night Live, com quatro prêmios, e a ‘Veep’, melhor série de comédia e Julia Louis-Dreyfus como melhor atriz, e pela sexta vez consecutiva.

Confira a seguir a lista completa com os vencedores.

Melhor Série de Drama
The Handmaid’s Tale

Melhor Série de Comédia
Veep

Melhor Telefilme
Black Mirror – San Junipero

Melhor Minissérie ou Série Limitada
Big Little Lies

Melhor Ator em Série de Drama
Sterling K. Brown (This Is Us)

Melhor Atriz em Série de Drama

Elisabeth Moss (The Handmaid’s Tale)

Melhor Ator Coadjuvante em Série de Drama

John Lithgow (The Crown)

Melhor Atriz Coadjuvante em Série de Drama
Ann Dowd (The Handmaid’s Tale)

Melhor Ator Convidado em Série de Drama
Gerald McRaney (This Is Us)

Melhor Atriz Convidada em Série de Drama
Alexis Bledel (The Handmaid’s Tale)

Melhor Ator em Série de Comédia

Donald Glover (Atlanta)

Melhor Atriz em Série de Comédia
Julia Louis-Dreyfus (Veep)

Melhor Ator Coadjuvante em Série de Comédia
Alec Baldwin (Saturday Night Live)

Melhor Atriz Coadjuvante em Série de Comédia

Kate McKinnon (Saturday Night Live)

Melhor Ator Convidado em Série de Comédia

Dave Chapelle (Saturday Night Live)

Melhor Atriz Convidada em Série de Comédia
Melissa McCarthy (Saturday Night Live)

Melhor Ator em Série Limitada ou Telefilme
Riz Ahmed (The Night Of)

Melhor Atriz em Série Limitada ou Telefilme

Nicole Kidman (Big Little Lies)

Melhor Ator Coadjuvante em Série Limitada ou Telefilme
Alexander Skarsgard (Big Little Lies)

Melhor Atriz Coadjuvante em Série Limitada ou Telefilme

Laura Dern (Big Little Lies)

Melhor Direção em Série de Drama
The Handmaid’s Tale, Reed Morano

Melhor Direção em Série de Comédia
Atlanta, Donald Glover

Melhor Direção em Série Limitada ou Telefilme

Big Little Lies, Jean Marc-Vallée

Melhor Roteiro em Série de Drama
The Handmaid’s Tale, Bruce Miller

Melhor Roteiro em Série de Comédia

Master of None, Lena Waithe e Aziz Ansari

Melhor Roteiro em Série de Limitada ou Telefilme
San Junipero (Black Mirror), Charlie Brooker

Melhor Programa de Esquetes
Saturday Night Live

Melhor Programa de Variedade
Last Week Tonight with John Oliver

Por: Cesar Augusto Mota

IT: A COISA TEM BILHETERIA MONSTRUOSA E QUEBRA RECORDES EM SEU FIM DE SEMANA DE ESTREIA

IT: A COISA TEM BILHETERIA MONSTRUOSA E QUEBRA RECORDES EM SEU FIM DE SEMANA DE ESTREIA

Com direção de Andrés Muschietti, o longa é baseado no best-seller homônimo de Stephen King e está em cartaz nos cinemas brasileiros

It-A-Coisa-It

Por Luis Fernando Salles

It: A Coisa, o thriller de terror baseado no livro homônimo de Stephen King, estreou na liderança nos cinemas do Brasil, superando R$ 18 milhões em bilheteria em seu final de semana de estreia, considerando sessões de pré-estreias pagas. Com um público total de 1.180.000 pessoas, o longa dirigido por Andy Muschietti quebrou o recorde de maior abertura de um filme do gênero terror de todos os tempos no país, superando Invocação do Mal 2, também distribuído pela Warner Bros. Pictures.

Além disso, o filme entrou para o Top 10 de bilheteria nacional em 2017 do dia de estreia, sendo o maior resultado de bilheteria do dia de estreia da Warner Bros. Pictures em 2017 e a 4ª bilheteria do dia de estreia da distribuidora no país – atrás apenas de Batman vs. Superman, Harry Potter e As Relíquias da Morte – Parte 2 e Esquadrão Suicida.

Nos EUA, o filme também estreou na liderança, com bilheteria de US$ 123,1 milhões, totalizando US$ 189,4 milhões em todo o mundo. Segundo Sue Kroll, presidente de Marketing e Distribuição Internacional da Warner Bros. Pictures, “as projeções para It: A Coisa estavam muito altas desde o primeiro trailer e mesmo assim o filme superou todas as expectativas. It: A Coisa não é apenas uma iniciativa tremendamente bem-sucedida do universo do terror da New Line mas seu apelo transcende o gênero. Todos os envolvidos, incluindo o diretor Andy Muschietti, seu elenco e os produtores, fizeram um trabalho notável trazendo a aclamada obra-prima de Stephen King para os cinemas. Quero felicitá-los, bem como todos os nossos colegas da New Line, neste fantástico começo. Eu também quero parabenizar a inspiradora campanha de marketing, liderada pela Blair Rich, e nosso esforços de distribuição em todo mundo, liderados por Jeff Goldstein, Veronika Kwan Vandenberg e Tom Molter, e todos seus times. Nós esperamos que as ótimas críticas e boca-a-boca tragam ao filme uma longa carreira nos cinemas.”

Sobre o filme

It: A Coisa, o novo thriller de terror do diretor Andrés Muschietti (“Mama”) e produzido pela New Line Cinema, é baseado no best-seller homônimo de Stephen King, uma das obras mais populares do autor, que tem aterrorizado leitores há várias décadas.

Quando crianças começam a desaparecer misteriosamente na pequena cidade de Derry, no estado de Maine, um grupo de jovens é obrigado a enfrentar seus maiores medos ao desafiar um palhaço maligno chamado Pennywise, que há séculos deixa um rastro de morte e violência.

No elenco de It: A Coisa estão Bill Skarsgård (“A Série Divergente: Convergente”, série “Hemlock Grove”) como o principal vilão da história, Pennywise. No conjunto de talentosos jovens atores do longa estão Jaeden Lieberher (“Destino Especial”), Jeremy Ray Taylor (“Alvin e os Esquilos: Na Estrada”), Sophia Lillis (“37”), Finn Wolfhard (série “Stranger Things”), Wyatt Oleff (“Guardiões da Galáxia”), Chosen Jacobs (“Cops and Robbers”), Jack Dylan Grazer (“Tales of Halloween”) e Nicholas Hamilton (“Capitão Fantástico”).

Andrés Muschietti dirige It: A Coisa a partir do roteiro adaptado por Chase Palmer & Cary Fukunaga e Gary Dauberman. Dan Lin, Roy Lee, Seth Grahame-Smith, David Katzenberg e Barbara Muschietti são os produtores, e Marty P. Ewing, Doug Davison e Jon Silk assinam a produção executiva.

A competente equipe de criação por trás das câmeras inclui o diretor de fotografia Chung-Hoon Chung (“Eu, Você e a Garota que Vai Morrer”), o desenhista de produção Claude Paré (“Planeta dos Macacos: A Origem”), o editor Jason Ballantine (“O Grande Gatsby”) e a figurinista Janie Bryant (série “Mad Men”).

Uma produção da New Line Cinema, It: A Coisa está em cartaz nos cinemas brasileiros, com distribuição da Warner Bros. Pictures, empresa da Warner Entertainment Company.

Festival Internacional Pequeno Cineasta chega à sua 7ª edição, dia 12 de outubro, com mostras que reúnem 78 filmes realizados por crianças e adolescentes entre 8 e 17 anos de diferentes nacionalidades

Festival Internacional Pequeno Cineasta chega à sua 7ª edição, dia 12 de outubro, com mostras que reúnem 78 filmes realizados por crianças e adolescentes entre 8 e 17 anos de diferentes nacionalidades

 

Com entrada gratuita, evento idealizado e dirigido por Daniela Gracindo conta com quatro mostra competitivas e quatro mostras paralelas

exibidas no CCBB, Instituto Cervantes, Museu do Meio Ambiente

do Jardim Botânico e Arena Dicró. A abertura será no Dia das Crianças com exibição especial de ‘Detetives do Prédio Azul (D.P.A) – O filme’

Por Luis Fernando Salles

Com o objetivo de apresentar e qualificar a produção audiovisual infantojuvenil do Brasil e do mundo, o Festival Internacional Pequeno Cineasta (FIPC), criado e dirigido pela atriz e produtora Daniela Gracindo, chega à sua sétima edição no Rio de Janeiro. De 12 a 29 de outubro, os espectadores terão a oportunidade de conferir como as crianças e jovens entre 8 e 17 anos transformam em arte sua percepção sobre o mundo atual. Serão realizadas oito mostras no total (quatro competitivas e quatro paralelas) com curtas-metragens de 1 a 10 minutos de duração de qualquer gênero: ficção, documentário, experimental e animação. O festival ocorrerá simultaneamente no Centro Cultural Banco do Brasil – CCBB (Centro), Instituto Cervantes (Botafogo), Museu do Meio Ambiente do Jardim Botânico e Arena Dicró, na Penha, com patrocínio do Banco do Brasil, Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, Secretaria Municipal de Cultura, Escola Sá Pereira, Tecnisan e GPC Engenharia, por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura – Lei do ISS. No dia 11, haverá uma cerimônia de abertura para convidados, no Instituto Cervantes, com a participação da atriz Tamara Taxman (do longa Detetives do Prédio Azul (D.P.A) – O filme) e de Guigo Guimas (Pequeno Cineasta de 11 anos).

Ao todo, 78 curtas-metragens serão exibidos durante o festival. A abertura da programação, no Dia das Crianças, contará com a exibição especial do longa Detetives do Prédio Azul (D.P.A) – O filme no CCBB. Este ano também será oferecida a Oficina Claquete com a diretora Daniela Gracindo e workshops de educação ambiental e para educadores (mais informações abaixo). Para as mostras em competição, foram inscritos 180 filmes de temática livre, dos quais 35 foram selecionados. Com o objetivo de contemplar uma produção audiovisual diversificada, a curadoria selecionou obras de sete estados brasileiros (Bahia, Ceará, Espirito Santo, Paraná, Rio de Janeiro, Santa Catarina e São Paulo) e 13 países (Austrália, Bélgica, Brasil, Canadá, Chile, Dinamarca, Espanha, Estados Unidos, Finlândia, Itália, Polônia, Portugal e Taiwan). “Este ano, percebemos uma série de trabalhos abordando, com olhar crítico, o uso da tecnologia, internet e redes sociais”, observa a diretora.

Esses filmes serão avaliados por um júri oficial composto por 20 crianças e jovens com idade entre 8 e 17 anos, que já tenham a experiência na realização de obras audiovisuais. O público também elege o seu preferido nas competitivas nacional e internacional. São quatro categorias no total, todas com dois vencedores cada (um selecionado pelo júri oficial e outro pelo júri popular): Competitiva Nacional – categoria filmes feitos por crianças (8 a 12 anos); Competitiva Nacional – categoria filmes feitos por jovens (13 a 17 anos); Competitiva Internacional – categoria filmes feitos por crianças (8 a 12 anos); e Competitiva Internacional – categoria filmes feitos por jovens (13 a 17 anos). Os prêmios para os vencedores incluem o Troféu Pequeno Cineasta e claquetes profissionais Kodak.

Criado em 2010, o FIPC promove um grande debate sobre o universo infantil, discutindo os conceitos educacionais atuais e os valores dentro da diversidade cultural. Em suas seis edições anteriores, o festival exibiu cerca de 500 filmes de 28 países, atingindo um público de cerca de sete mil pessoas. Todas as edições contam ainda com oficinas, debates e mesas redondas com a presença de renomados profissionais brasileiros e estrangeiros, possibilitando o intercâmbio de novos saberes e processos de realização.

“A cada ano percebo uma evolução no uso da linguagem cinematográfica e, consequentemente, na qualidade dos filmes inscritos”, avalia a diretora Daniela Gracindo. “Outro ponto importante é a participação contínua de instituições do ensino do cinema para juventude, bem como de produções independentes. Assim concluo, com grande satisfação, que o festival vem cumprindo o seu papel de trazer um estímulo importante sobre a apropriação da linguagem audiovisual desde a infância.

 Mostras não competitivas

A programação do Festival Internacional Pequeno Cineasta inclui ainda outras quatro mostras fora da competição:

foto Oficina Pequeno Cineaesta por Kristoffer Hagelberg

 — “Mostra Oficina Pequeno Cineasta”: apresenta ao grande público os trabalhos realizados por alunos da oficina homônima que Daniela ministra desde 2010. Foi por conta do sucesso das aulas que a produtora resolveu criar o festival com o objetivo de não só criar um intercâmbio entre as culturas, mas como também de dar visibilidade aos projetos finais criados por seus alunos.

 — “Mostra “Sustente Sua História”: composta por uma seleção de filmes que falam sobre sustentabilidade e meio ambiente, criada em parceria com o Museu do Meio Ambiente do Jardim Botânico do Rio.

 — “Mostra Especial Taller Telekids”: Todos os anos, o festival organiza uma mostra especial de filmes e uma videoconferência com um país convidado. Este ano, a participante é a Oficina de Cinema de Sevilha, Taller Telekids, que selecionou os melhores curtas realizados por seus alunos e pequenos cineastas da Espanha para esta mostra especial. Liderado por Jacqueline Sánchez Carrero e Antonio A. Martínez López, este projeto foi iniciado há mais de 20 anos e nasceu com a vocação de apresentar às crianças o mundo do cinema e da televisão de uma perspectiva educacional, construtiva e crítica.

— “Mostra Projeto Cinema”: Pela primeira vez no festival, esta mostra tem o objetivo de destacar instituições que apresentam um trabalho consistente voltado ao ensino da linguagem audiovisual para crianças e jovens. Este ano, iremos conferir os melhores filmes realizados dentro do projeto “Curtas da Sá Pereira”, que tem o objetivo de aproximar os alunos da história do cinema e das etapas necessárias para a realização de uma produção autoral e autônoma.

 Oficina Claquete

 Com três horas de duração, os alunos irão conhecer os conceitos básicos da linguagem cinematográfica, e as principais funções de uma equipe de cinema, através da experiência de realizar uma cena. O trabalho realizado pelo grupo será disponibilizado aos integrantes posteriormente em arquivo digital.A FLAUTA MÁGICA

 

Ministrante: Daniela Gracindo, criadora e diretora dos projetos Pequeno Cineasta (Festival, Programa de TV, Oficinas de Cinema), é formada em Cinema com especialização em Produção Executiva.

Local: Centro Cultural Banco do Brasil

Público Alvo: crianças e jovens entre 10 e 16 anos

Modalidade: presencial

Número de vagas: 10 alunos

Data e horário: 12 de outubro, quinta, das 10h às 13h.

(entrada franca mediante retirada de senha, 1 hora antes na bilheteria)

 Workshop de Animação Ambiental

Nesta oficina, serão desenvolvidas técnicas de animação experimental, através da utilização de diversos materiais naturais como: folhas, flores, sementes, grãos, e materiais recicláveis. A oficina possui um enfoque mais abstrato, onde os participantes poderão manipular livremente os materiais para a criação de suas animações, estimulando a criatividade, percepção, imaginação e a integração com a natureza.

 

A movimentação destes materiais será sequenciada através de registros fotográficos que, posteriormente, se transformarão em um curta-metragem de animação a ser exibido no encerramento do 7º Festival Internacional Pequeno Cineasta.

Ministrante: Alexandre Juruena é diretor-geral do Anim!Arte — Festival Internacional de Animação Estudantil do Brasil. Diretor e Animador do videoclipe “Súplica Cearense” da banda “O Rappa” (2009). Professor e coordenador de oficinas itinerantes de Animação do Festival Anim!Arte, realizadas em instituições de 10 estados brasileiros.

Local: Jardim Botânico do Rio de Janeiro

Público Alvo: crianças e jovens entre 10 e 16 anos

Modalidade: presencial

Carga Horária: 3 horas

Número de vagas: 10

Datas e horários: 24 outubro, terça-feira das 14h às 17h.

(entrada franca mediante retirada de senha, 1 hora antes na recepção do Museu do Meio Ambiente)

 Workshop para Educadores

 Como guiar o aluno para realizar um curta? Este workshop irá abordar o amplo universo de técnicas e conteúdos que engloba o mundo da imagem e do som. Serão apresentados conteúdos teóricos e práticos fundamentais que oferecem ferramentas aos professores em face da alfabetização audiovisual.

Ministrantes:

Jacqueline Sánchez Carrero – Diretora do Taller Telekids com 20 anos de experiência. Doutora em comunicação e produtora audiovisual com experiência de 10 anos em trabalho de televisão.

Enrique A. Martínez – Codiretor do Taller Telekids. Diretor do Serviço Audiovisual da Universidade Internacional de Andaluzia e da UNIATV. Realizador e produtor de documentários.

Local: Instituto Cervantes

Público Alvo: educadores e interessados

Modalidade: presencial

Número de vagas: 10 alunos por turma por ordem de confirmação de inscrição

Abertura de Inscrições: 09/10 pelo email: naescola@pequenocineasta.com.br

Carga Horária: 3 horas

Datas e horários: 25 e 26 de outubro, quarta e quinta, das 17h às 20h.

 Pequeno Cineasta na Escola

Criado ano passado, o projeto Pequeno Cineasta na Escola foi oferecido inicialmente para a Rede Municipal de Ensino do Rio de Janeiro, com intuito de ampliar a participação das crianças e jovens que tivessem alguma dificuldade de deslocamento até o local do evento. Este ano, o projeto se amplia e estará disponível para todas as instituições de ensino no Brasil. Para isso, foi criada uma plataforma virtual com todo material necessário e um tutorial com orientações para as escolas participantes. As inscrições serão abertas a partir do dia 18 de setembro. Mais informações em http://pequenocineasta.com.br/festival/pequeno-cineasta-na-escola.

Sobre Daniela Gracindo

Atriz e produtora, Daniela Gracindo é formada em cinema pela UNESA e se especializou como produtora executiva fazendo MBA pela Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM) – RJ. Viveu na Austrália, onde concluiu o curso de “Film Making From Start to Finish”, na Worker’s Educational Association de Sidney.

Entre vários trabalhos que realizou, destacam-se o documentário de longa-metragem que produziu, em homenagem ao ator Paulo Gracindo, seu avô paterno, intitulado “Paulo Gracindo – O Bem-Amado” e o musical “Léo e Bia” de Oswaldo Montenegro, que levou para as telas de cinema. Em 2009, criou o projeto Pequeno Cineasta, pensado e desenvolvido com foco nas crianças e jovens de 8 a 17 anos, procurando estimulá-las a um futuro participativo revelando a experiência vivida por crianças do mundo inteiro de contar histórias através da linguagem audiovisual. O projeto compõe diversas ações, destacando-se a Oficina Pequeno Cineasta e o Festival Internacional Pequeno Cineasta. Em parceria com o Canal Brasil, lançou o Programa Pequeno Cineasta, dirigido por Walter Lima Jr.  Em 2016, foi convidada pela escola de cinema Station Next a levar dois pequenos cineastas brasileiros para fazer intercâmbio em um workshop internacional na Dinamarca. No mesmo ano, realizou a 6ª edição do FIPC e formou a 28ª turma da Oficina Pequeno Cineasta.

SERVIÇO FESTIVAL INTERNACIONAL PEQUENO CINEASTA: www.pequenocineasta.com.br

CENTRO CULTURAL BANCO DO BRASIL – CCBB – RJ  

Cinema 1 (Mostras) e Cinema 2 (Oficinas)

De 12 a 29 de outubro – dias e horários detalhados a seguir.

Endereço: Rua Primeiro de Março, 66 – Centro – RJ – Tel. (21) 3808-2020

Capacidade Cinema 1: 100 lugares. Cinema 2: 50 lugares.

Classificação etária: Livre.

Entrada Franca.

Dia 12 de outubro de 2017 – Quinta-Feira

15:00 às 17:00 – Sessão Especial Detetives do Prédio Azul (D.P.A.) – O Filme

Dia 13 outubro de 2017 – Sexta-Feira

15:00 – Mostra Oficina Pequeno Cineasta (não competitiva)

16:00 – Mostra Competitiva Nacional Criança

17:00 – Mostra Competitiva Nacional Jovem

Dia 14 outubro de 2017 – Sábado

15:00 – Mostra Competitiva Internacional Criança

16:00 – Mostra Competitiva Nacional Criança

17:00 – Mostra Competitiva Internacional Jovem

18:00 – Mostra Competitiva Nacional Jovem

Dia 15 outubro de 2017 Domingo

15:00 – Mostra Competitiva Internacional Criança

16:00 – Mostra Competitiva Internacional Jovem

17:00 – Mostra Especial Taller Telekids (não competitiva)

Dia 20 de outubro de 2017 – Sexta-Feira

10:00 – Mostra Competitiva Internacional Criança

11:00 – Mostra Competitiva Nacional Criança

13:00 – Mostra Competitiva Internacional Jovem

14:00 – Mostra Competitiva Nacional Jovem

Dia 21 de outubro de 2017 – Sábado

14:00 – Mostra Competitiva Internacional Criança

15:00 – Mostra Competitiva Nacional Criança

16:00 – Mostra Competitiva Internacional Jovem

17:00 – Mostra Competitiva Nacional Jovem

Dia 22 de outubro de 2017 – Domingo

14:00 – Mostra Competitiva Internacional Criança

15:00 – Mostra Competitiva Nacional Criança

16:00 – Mostra Competitiva Internacional Jovem

17:00 – Mostra Competitiva Nacional Jovem

18:30 – Mostra Projeto Cinema (não competitiva)

Dia 27 de outubro de 2017 – Sexta-Feira

10:00 – Mostra Competitiva Internacional Criança

11:00 – Mostra Competitiva Nacional Criança

13:00 – Mostra Competitiva Internacional Jovem

14:00 – Mostra Competitiva Nacional Jovem

Dia 28 de outubro de 2017 – Sábado

14:00 – Mostra Oficina Pequeno Cineasta (não competitiva e com audiodescrição)

15:00 – Mostra Oficina Pequeno Cineasta (não competitiva)

16:00 – Mostra Sustente Sua História (não competitiva)

17:00 – Mostra Especial Taller Telekids (não competitiva)

18:00 – Mostra Projeto Cinema (não competitiva)

Dia 29 de outubro de 2017 – Domingo

16:00 às 18:00 – Cerimônia de Encerramento

INSTITUTO CERVANTES (Auditório)

Dia 11 de outubro: abertura para convidados. Mestres de cerimônia: atriz Tamara Taxman (do longa Detetives do Prédio Azul (D.P.A) – O filme) e de Guigo Guimas (Pequeno Cineasta de 11 anos).

De 25 a 28 de outubro (de quarta a sábado). Horários detalhados abaixo

Endereço: Rua Visconde de Ouro Preto 62 – Botafogo – RJ – Tel. (21) 3554-5913

Capacidade: 84 lugares.

Classificação etária: Livre.

Entrada Franca.

Dia 25 de outubro de 2017 – Quarta-Feira

14:00 às 16:30 – Mesa Redondinha – Vídeo Conferência com Jovens Cineastas da Espanha

17:00 às 20:00 – Workshop para educadores: Como guiar um aluno para realizar um curta-metragem

Dia 26 de outubro de 2017 – Quinta-Feira

15:00 às 16:00 – Mostra Especial Filmes Taller Telekids

17:00 às 20:00 – Workshop para educadores: Como guiar um aluno para realizar um curta-metragem

Dia 27 de outubro de 2017 – Sexta-Feira

10:00 – Mostra Especial Filmes Taller Telekids (não competitiva)

11:00 – Mostra Competitiva Internacional Criança

13:00 – Mostra Competitiva Nacional Criança

14:00 – Mostra Competitiva Internacional Jovem

15:00 – Mostra Competitiva Nacional Jovem

Dia 28 de outubro de 2017 – Sábado

16:00 – Mostra Especial Taller Telekids (não competitiva)

MUSEU DO MEIO AMBIENTE DO JARDIM BOTÂNICO – RJ (Sala Multimídia)

Dia 19, às 10h e às 11h e dia 24, das 14h às 17h.

Endereço: Rua Jardim Botânico 1008 – Jardim Botânico – RJ – Tel. 21 3874-1808

Capacidade: 50 lugares.

Classificação etária: Livre.

Entrada Franca. 

Dia 19 de outubro de 2017 – Quinta-Feira

10:00 – Mostra Sustente Sua História (não competitiva)

11:00 – Mostra Oficina Pequeno Cineasta (não competitiva)

Dia 24 de outubro de 2017 – Terça-Feira

14:00 às 17:00 – Workshop de Animação Ambiental

ARENA CARIOCA DICRÓ – RJ

De 19 a 22 de outubros. Horários abaixo.

Endereço: Rua Flora Lobo – Penha Circular – RJ –  Tel.: 3486-7643

Capacidade: 338 lugares.

Classificação etária: Livre.

Entrada Franca.

Dia 19 de outubro de 2017 – Quinta-Feira

10:00 – Mostra Competitiva Internacional Criança

11:00 – Mostra Competitiva Nacional Criança

14:00 – Mostra Oficina Pequeno Cineasta (não competitiva)

15:00 – Mostra Competitiva Internacional Jovem

16:00 – Mostra Competitiva Nacional Jovem

Dia 20 de outubro de 2017 – Sexta-Feira

10:00 – Mostra Oficina Pequeno Cineasta (não competitiva)

11:00 – Mostra Competitiva Internacional Criança

14:00 – Mostra Competitiva Nacional Criança

15:00 – Mostra Competitiva Internacional Jovem

16:00 – Mostra Competitiva Nacional Jovem

Dia 21 de outubro de 2017 – Sábado

14:00 – Mostra Competitiva Internacional Criança

15:00 – Mostra Competitiva Nacional Criança

16:00 – Mostra Competitiva Internacional Jovem

17:00 – Mostra Competitiva Nacional Jovem

Dia 22 de outubro de 2017 – Domingo

14:00 – Mostra Competitiva Internacional Criança

15:00 – Mostra Competitiva Nacional Criança

16:00 – Mostra Competitiva Internacional Jovem

17:00 – Mostra Competitiva Nacional Jovem

Assessoria de imprensa

Racca Comunicação

Rachel Almeida

(21) 3579-1352 | (21) 99196-1489 | racca.almeida@gmail.com

Bingo-O Rei das Manhãs é escolhido para representar Brasil no Oscar 2018

Bingo-O Rei das Manhãs é escolhido para representar Brasil no Oscar 2018

“Bingo-O Rei das Manhãs” filme do cineasta Daniel Rezende, foi o selecionado para representar o Brasil no Oscar na corrida pelo melhor filme de língua estrangeira. O anúncio ocorreu na manhã desta sexta-feira (15), na Cinemateca Brasileira, por Jorge Peregrino, chefe da comissão da Academia Brasileira de Cinema.

“Bingo” foi escohido após passar por uma seleção que continha longas como “O Filme da Minha Vida”, de Selton Mello, “Como Nossos Pais”, de Laís Bodanzky, “João, o Maestro”, de Mauro Lima, “Polícia Federal-A Lei é para Todos”, de Marcelo Antunez, entre outros.

A disputa por uma vaga entre os cinco finalistas promete ser forte. Dentre os favoritos, está “The Square”, filme sueco que levou a Palma de Ouro no Festival de Cannes. Outro concorrente em potencial é o filme húngaro “On Bodyand Soul”, de Ildiko Enyedi, vencedor do Urso de Ouro em Berlim. Dentre os representantes sul-americanos, o longa “Uma Mulher Fantástica”, produção chilena dirigida por Sebastián Lelio, vem após ser muito elogiado em Berlim.

A lista final dos concorrentes ao Oscar será conhecida no dia 23 de janeiro, e a cerimônia de premiação ocorre em 4 de março de 2018, em Los Angeles.

Por: Cesar Augusto Mota

Rodin: Filme de Jacques Doillon terá pré-estreia paga neste fim de semana

Rodin: Filme de Jacques Doillon terá pré-estreia paga neste fim de semana

Neste final de semana, a Mares Filmes realizará as pré-estreias pagas do drama RODIN (Rodin), do cineasta e roteirista Jacques Doillon (O Jovem Assassino, Muito (Pouco) Amor e O Casamento a Três), que estreia nos cinemas brasileiros no dia 21 de setembro.

O filme estrelado pelo ator Vincent Lindon (Diário de Uma Camareira, Os Cavaleiros Brancos e O Valor de um Homem) terá sessões nos cinemas de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre, Recife, Brasilia, Salvador, Curitiba, Vitória e João Pessoa.

Confira abaixo onde assistir:

RODIN
França – Bélgica | 2017 | 120 min. | Drama

Título Original: Rodin
Direção: Jacques Doillon
Roteiro: Jacques Doillon
Elenco: Vincent Lindon, Izia Higelin, Séverine Caneele
Distribuição: Mares Filmes

Sinopse: Em Paris de 1880, Auguste Rodin finalmente recebe, aos 40 anos, sua primeira encomenda do Estado: A Porta do Inferno, obra composta de figuras que farão sua glória, como O Beijo e O Pensador. Ele divide sua vida com Rose, sua eterna companheira, quando conhece a jovem Camille Claudel, sua aluna mais talentosa, que rapidamente torna-se sua assistente e, em seguida, sua amante. Dez anos de paixão, mas também dez anos de admiração e cumplicidade compartilhada. Após a dissolução, Rodin continua a trabalhar com determinação. Ele deve encarar a rejeição e o entusiasmo que a sensualidade da sua escultura provoca e assina com seu Balzac, rejeitado enquanto vivo, ponto de partida incontestável da escultura moderna. SELEÇÃO OFICIAL DE CANNES 2017.