Filme “Fala Comigo” estreia em outubro na Netflix

Filme “Fala Comigo” estreia em outubro na Netflix

105337.jpg-c_215_290_x-f_jpg-q_x-xxyxxO filme vencedor do Festival do Rio de 2016 vai ser lançado na plataforma no mês dez deste ano.

“Fala Comigo” é do diretor Felipe Sholl e o elenco é composto por Denise Fraga, Emílio de Mello, Karine Teles, Tom Karabachian, entre outros.
Sinopse: Diogo tem um estranho fetiche: ele sente prazer ao ligar para as pacientes de sua mãe, Clarice, que é terapeuta. Certo dia, ele liga para Ângela, uma mulher de 43 anos que acaba de se separar do marido. Os dois iniciam uma complicada relação pelo telefone, repleta de curiosidade e de silêncio.

Por: Vitor Arouca

 

Anúncios
Universal divulga trailer de ‘A Morte Te Dá Parabéns’ com referências a clássicos do terror

Universal divulga trailer de ‘A Morte Te Dá Parabéns’ com referências a clássicos do terror

A Universal Pictures, em parceria com a Blumhouse Productions, divulga novo trailer de ‘A Morte Te Dá Parabéns’ (Happy Deathday), dirigido por Christopher Landon. O material não possui cenas inéditas, mas traz um misto dos filmes ‘Pânico’ e ‘Feitiço do Tempo’. Confira abaixo.

 

No filme, Tree Gelbman (Jessica Rothe), é assassinada por uma pessoa mascarada no dia de seu aniversário. Para descobrir o autor do crime, ela ressuscita muitas vezes e se vê presa em um ciclo entre vida e morte até conseguir solucionar sua própria morte. Ela só irá escapar de um destino trágico quando compreender as verdadeiras causas de sua morte.

Além de Rothe, o elenco conta com as participações de Israel Broussard, Ruby Modine, Rachel Matthews, Charles Aitken e Jason Boyle no elenco.

‘A Morte Te Dá Parabéns’ chega aos cinemas brasileiros em 12 de outubro de 2017.

Por: Cesar Augusto Mota

‘Nasce uma Estrela’, musical estrelado por Lady Gaga e Bradley Cooper, tem estreia adiantada

‘Nasce uma Estrela’, musical estrelado por Lady Gaga e Bradley Cooper, tem estreia adiantada

‘Nasce uma Estrela’, nova versão do tradicional musical, teve lançamento adiantado pela Warner em quatro meses. Estrelado por Bradley Cooper e Lady Gaga, com estreia antes prevista para 28 de setembro de 2018, agora chegará aos cinemas em 18 de maio de 2018.

Cooper interpreta no longa um astro de música country chamado Jackson Maine. Com trajetória já consolidada, ele resolve investir em uma cantora promissora, Ally, vivida por Gaga. Os dois passam a se envolver e aos poucos a carreira de Ally vai tomando proporções maiores, superando a de Maine, gerando uma crise no artista e no relacionamento dos dois.

A mesma história já teve três versões diferentes, lançadas no cinema e 1937, 1954 e 1976. Nesta última, a versão mais famosa de ‘A Star is Born’, Barbra Streisand e Kris Kristofferson foram os protagonistas.
Cooper, além de comandar a nova versão, vai revisar o roteiro de Will Fetters e será produtor ao lado de Jon Peters, Billy Gerber e Basil Iwanyk.

O filme marca a estreia de Bradley Cooper como diretor.

Por: Cesar Augusto Mota

Poltrona Cabine: Kingsman-O Círculo Dourado/ Cesar Augusto Mota

Poltrona Cabine: Kingsman-O Círculo Dourado/ Cesar Augusto Mota

O diretor Matthew Vaughn surpreendeu a todos ao lançar ‘Kingsman: O Serviço Secreto’ em 2014. Foi um filme repleto de cenas de ação empolgantes, um elenco de primeira linha, sem esquecer da cena épica dentro de uma igreja. Será que ‘Kingsman: O Círculo Dourado’ vai ter o mesmo sucesso ou será uma decepção?

Após uma grave incidente no começo da trama, a agência internacional de inteligência Kingsman é surpreendida com o advento de uma organização espiã norte-americana, a Statesman, e ambas se juntam com o intuito de derrotar um inimigo em comum e salvar o mundo. Mas não vai ser fácil, pois a vilã deste longa é perversa, megalomaníaca e muito mais perigosa se compararmos com o antagonista do primeiro filme, vivido por Samuel L. Jackson. Julianne Moore é Poppy, líder de um poderosa organização de entorpecentes, o Círculo Dourado, que promete implementar um plano diabólico e aniquilar toda a humanidade. Quem der um passo em falso, estará perdido.

O elenco do filme é excelente, Taron Egerton mostra o mesmo carisma de Eggsy, do primeiro longa, além de muita destreza e dinamismo como o novo agente Galahad, mas agora assume o protagonismo da história, que antes dividia com Colin Firth, na pele de Harry Hart. Firth também retorna e demonstra uma impressionante sincronia com Egerton, a atuação de um complementa a do outro. Já a  bela Hanna Alström rende novas cenas divertidas como a princesa sueca Tilde, bem como se torna uma peça importante no crescimento de Eggsy na história. No que tange aos integrantes da Statesman, a agente Ginger, representada por Halle Berry, é o cérebro da organização, por ela passam as decisões mais importantes do grupo e é a ponte entre os dois grupos de espiões para tentar barrar Poppy e o Círculo Dourado. Halle está simplesmente fantástica em seu papel, como há muito não se destacava. Os agentes Whiskey (Pedro Pascal) e Champagne (Jeff Bridges) funcionam como se fossem Batman e Robin, o primeiro, mais inteligente e cheio de artimanhas, além de portar um instrumento poderoso, no estilo Indiana Jones.  Já o segundo, bastante atrapalhado e deslocado. E o agente Tequila, encarnado por Channing Tatum, funciona como artigo de luxo na trama, não é muito aproveitado, mas rende muitas cenas cômicas.

Julianne Moore representa uma vilã bastante caricata, quando você olha para Poppy, você imagina que a personagem saiu do universo DC, no estilo Coringa, com um plano extremamente diabólico de dominação do mundo, cercada de capangas e artefatos sofisticados, além de expressões faciais que revelam o quão maquiavélica e astuta ela é. Moore, com sua delicadeza e sutileza, consegue imprimir uma personagem que funciona muito bem e realçar sua competência para representar bons papéis no cinema, dos simples aos mais complexos.

O roteiro nos oferece uma história que procura equilibrar cenas de ação com comédia, com momentos de alívio cômico em alguns momentos e ocasiões que gerem muita adrenalina e beirem à insanidade em outras. Algumas situações do filme anterior são revisitadas, mas isso não faz a obra cair na mesmice, novidades surgem após as devidas continuidades. Destaque também para o excelente plano-sequência, com a câmera acompanhando os personagens, ações em câmera lenta e alguns giros em 360 graus presentes nos conflitos mais intensos. Você vai se surpreender com a reviravolta que a trama dá na parte final, a tensão é tão grande que é difícil prever o que virá em seguida, de tão bem que a sequência de acontecimentos foi trabalhada pela roteirista Jane Goldman.

É feito um bom paralelo entre o estilo britânico e norte-americano de espionagem, possibilitando ao espectador não só apreciar as diferenças, como constatar uma ampliação do universo da franquia Kingsman e a possibilidade de novas sequências e cruzamento entre personagens. Se existia antes um foco em Kingsman no primeiro filme, no segundo há uma expansão de ações, de conflitos e loucuras.  Simplesmente um filme que vai além das expectativas, que entrega ao espectador algo maior, fora do convencional, com um elenco composto por atores confortáveis em seus personagens e que realizam interpretações com bastante competência. Não deixe de assistir!

Avaliação: 5/5 poltronas.

 

 

Por: Cesar Augusto Mota

Poltrona Estreia/ Estreias da Semana

Poltrona Estreia/ Estreias da Semana

divorcio

Divórcio: Comédia de Pedro Amorim. Elenco – Camila Morgado, Murilo Benicio, Luciana Paes.

Sinopse: O casal Noeli e Júlio leva uma vida humilde, até que os dois ficam ricos depois de criar um molho de tomate que virou sucesso nacional. Com o passar dos anos os dois vão se distanciando e um incidente é a gota d´água para a separação. Enquanto vão em busca do melhor advogado para defender o patrimônio, os dois se envolvem num processo de divórcio complicado.

 

rodin.jpgRodin: Drama de Jacques Doillon.

Sinopse: Em 1880, o escultor Auguste Rodin  já é bastante conhecido, mas nunca conseguiu nenhuma encomenta do Estado. Esta oportunidade chega aos 40 anos de idade, com a escultura “La Porte de l´Enfer”. Enquanto trabalha, ao lado da esposa Rose Beuret, apaixona-se pela aluna Camille Claudel, sua aprendiz mais talentosa, que se torna sua amante. Quando este relacionamento escondido acaba, Rodin muda radicalmente a forma de seus trabalhos.

 

o-assassino-o-primeiro-alvo.jpg

 

O Assassino – O Primeiro Alvo: Ação de Michael Cuesta.

Sinopse: Stan Hurley, veterano da Guerra Fria, recebe sua tarefa mais complexa enquanto agente de treinamento da CIA quando o seu superior ordena que Hurley treine um ex-soldado das forças especiais, cujo estado psicológico está devastado após a morte de sua noiva.

 

o-sequestro.jpg

 

 

O Sequestro: Suspense e Ação de Luis Prieto.

Sinopse: Uma mulher, que tem seu filho sequestrado em um parque local, embarca numa corrida contra o tempo para salvá-lo.

 

mae.jpgMãe! – Drama e Suspense de Darren Aronofsky.

Sinopse: Um casal tem o relacionamento testado quando pessoas não convidadas surgem em sua residência acabando com a tranquilidade reinante.

Resenha do Filme: https://poltronadecinema.wordpress.com/2017/09/19/poltrona-cabine-mae-cesar-augusto-mota/

Por: Vitor Arouca

Esportes na Poltrona/ Fora de Casa: Brasileiros Apaixonados por Clubes Estrangeiros

Esportes na Poltrona/ Fora de Casa: Brasileiros Apaixonados por Clubes Estrangeiros

Este documentário foi o trabalho de conclusão de curso dos alunos, Leonardo Zacarin e Lucas Leite, da Faculdade Unesp em Bauru (SP), no curso de Jornalismo.

O documentário mostra brasileiros que torcem e são apaixonados por times europeus e a análise de jornalistas renomados sobre o caso.

Torcedores do Real Madrid, Bayern de Munique e do Munique 1860 foram entrevistados e explicaram o surgimento do amor por times de fora do Brasil.

Um documentário interessante e válido para o momento em que vivemos.

Por : Vitor Arouca

Darren Aronofski fala sobre Mãe! à imprensa brasileira

Darren Aronofski fala sobre Mãe! à imprensa brasileira

SAO PAULO, BRASIL – SEPTEMBER 19: Director Darren Aronofsky attends the “mother!” photo call and.press conference at Cinemark Eldorado on September 19, 2017 in Sao Paulo, Brazil..(Mauricio Santana/Getty Images for Paramount Pictures)

No Brasil para falar sobre seu novo filme, “Mãe!”, o cineasta norte-americano Darren Aronofsky participou de uma coletiva de imprensa na tarde desta terça-feira, 19 de setembro, em São Paulo. Ele posou para fotos e depois conversou com os jornalistas por cerca de uma hora sobre o longa, que chega aos cinemas brasileiros nesta quinta, 21 de setembro.

Indicado ao Oscar e ao Globo de Ouro por “Cisne Negro”, Aronofsky contou que “Mãe!” é seu projeto mais autoral. “Escrevi o primeiro esboço do roteiro em cinco dias”, contou. Ele ainda comentou as diversas camadas de interpretação – religiosas, políticas e sociais – e alguns dos símbolos presentes na obra, que tem gerado discussões desde a première mundial no Festival de Veneza, no início do mês. “A mensagem de que temos de cuidar do nosso planeta está nas escrituras, e até o papa tem falado sobre essa questão. Em algum momento, parece que nos esquecemos dela”, disse Aronofsky. “Mas o que está por trás do filme é a esperança.”

Distribuído pela Paramount Pictures, “Mãe!” é estrelado por Jennifer Lawrence, Javier Bardem, Ed Harris e Michelle Pfeiffer. No filme, a relação de um casal é testada quando visitantes não esperados chegam à sua casa e atrapalham a tranquilidade da família. ‘Mãe!’ é um suspense psicológico sobre amor, devoção e sacrifício. O trailer pode ser assistido abaixo.

Por Anna Barros